Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/18973
Title: A mulher (a)normal: representações do feminino em periódicos científicos e revistas leigas na cidade do Rio de Janeiro (1925-1933)
Other Titles: The abnormal woman: representations of the feminine in scientific journals and lay magazines in the city of Rio de Janeiro (1925-1933)
Advisor: Facchinetti, Cristiana
Members of the board: Venâncio, Ana Teresa Acatauassú
Wadi, Yonissa Marmitt
Soihet, Rachel
Edler, Flavio Coelho
Authors: Cupello, Priscila Céspede
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Casa de Oswaldo Cruz. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Abstract: O presente trabalho objetiva analisar a problemática da normalidade feminina, tendo em vista o movimento de intervenção médico-mental na cidade do Rio de Janeiro entre os anos de 1925 e 1933. Esta pesquisa se apoia nos referenciais teóricos de gênero de Joan Scott (1994), nas conceituações acerca das representações e apropriações sociais de Roger Chartier (2002) e nas questões levantadas por Georges Canguilhem (1990) acerca das noções de normal, anormal e patológico. Para tanto, foram utilizados como fontes primárias os seguintes periódicos científicos: Arquivos Brasileiros de Higiene Mental (1925-1947) e Boletim de Eugenia (1929-1933), acrescidos de livros de profissionais da área da saúde pertinentes ao tema em foco. Além dessas fontes, foram analisadas duas revistas leigas: Revista Feminina (1915-1936) e A Maçã (1923-1929). Nosso intuito foi o de investigar em que medida os modelos de normalidade feminina propostos pelos higienistas mentais e eugenistas brasileiros eram ou não apropriados como normas de gênero em revistas leigas de grande circulação na cidade do Rio de Janeiro.
Abstract: This study aims to analyze the problems of feminine normality, in view of the movement of medical intervention in Rio de Janeiro city between the years 1925 and 1933. This research is based on the theoretical references of gender by Joan Scott (1994), on the conceptualizations of social representations and appropriations of Roger Chartier (2002) and on the issues raised by Georges Canguilhem (1990) concerning the notions of normal, abnormal and pathological. Therefore, the following journals were used as primary sources: Arquivos Brasileiros de Higiene Mental (1925-1947) and Boletim de Eugenia (1929-1933), besides books on healthcare professionals relevant to the topic in focus. We also analyzed two non-scientific magazines: Revista Feminina (1915-1936) and A Maçã (1923-1929). Our aim was to investigate to what extent the models of feminine normality proposed by Brazilians mental hygienists and eugenicists were suitable or not as gender patterns in non-scientific magazines of general circulation in Rio de Janeiro city.
Keywords: Psychiatry
Mental Health
Gender Identity
History
Women
Brazil
???metadata.dc.subject.es???: Psiquiatría
Salud Mental
Identidad de Género
Historia
Mujeres
keywords: Eugenia
DeCS: Psiquiatria
Saúde Mental
Identidade de Gênero
História
Mulheres
Brasil
Issue Date: 2013
Publisher: Casa de Oswaldo Cruz
Citation: CUPELLO, Priscila Céspede. A mulher (a)normal: representações do feminino em periódicos científicos e revistas leigas na cidade do Rio de Janeiro (1925-1933). 2013. 109 f. Dissertação (Mestrado em História das Ciências e da Saúde) – Fundação Oswaldo Cruz. Casa de Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, RJ, 2013.
Date of defense: 2013
Place of defense: Rio de Janeiro
Department: Casa de Oswaldo Cruz
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz. Casa de Oswaldo Cruz
Program: Programa de Pós-Graduação em História das Ciências e da Saúde
Copyright: open access
Appears in Collections:COC - PPGHCS - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
168.pdf1.86 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.