Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/12067
Title: Polimorfismo do gene de TGF-ß1 e a correlação com a susceptibilidade e progressão da Doença de Chagas
Advisor: Waghabi, Mariana Caldas
Members of the board: Vieira, Joseli Lannes
Saraiva, Roberto Magalhães
Moreira, Otacílio da Cruz
Calvet, Claudia Magalhães
Sperandio, Gilberto Marcelo
Authors: Ferreira, Roberto Rodrigues
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Oswaldo Cruz. Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Abstract: Estudos desenvolvidos pelo grupo nos últimos anos demonstram o envolvimento do fator transformador de crescimento beta (TGF-\F062) na cardiopatia chagásica, com exacerbação dos seus níveis plasmáticos e da ativação da sua via de sinalização celular como aspectos desenvolvidos por pacientes nos estágios mais avançados da doença, associado também a níveis elevados de fibrose. Pacientes que apresentavam altos níveis de TGF-\F062 circulantes, após 10 anos de acompanhamento, evoluíram com pior prognóstico da doença. Recentemente, o polimorfismo no códon 10 do gene que codifica o TGF-\F0621 foi descrito por influenciar na produção desta citocina. Também foi observado que, em populações da Colômbia e do Peru, o mesmo polimorfismo pode estar envolvido na susceptibilidade à infecção pelo T. cruzi. O presente trabalho avaliou o polimorfismo dos alelos do gene do TGF-\F0621 em pacientes na fase crônica da doença de Chagas; incluindo a forma indeterminada e os diversos estágios da forma cardíaca e correlacionou a expressão dos diferentes alelos do TGF-\03B21 com os níveis séricos desta citocina e a manifestação clínica da doença de Chagas. Para isso, 181 indivíduos entre pacientes com forma indeterminada ou cardíaca e indivíduos controle foram convidados a participar do trabalho Foram realizadas análises de cinco polimorfismos de base única (-800 G>A, -509C>T, +10T>C, +25G>C e +263C>T) por PCR e sequenciamento das regiões de interesse. Além disso, os níveis séricos desta molécula e do peptídeo natriurético cerebral (BNP) foram dosados por ELISA. Ao analisar a frequência genotípica nos diferentes polimorfismos, observamos que a frequência do polimorfismo na posição -509 e no códon 10 eram maiores em pacientes portadores da doença que em indivíduos controle. Além disso, os genótipos CT e TT na posição -509 estão associados com altos níveis séricos do TGF-\F0621. Observamos que pacientes nos estágios mais graves apresentam maiores níveis circulantes de BNP, mas, não observamos qualquer relação entre os níveis de TGF-\F062 e BNP. Desta forma, nossos resultados sugerem que os polimorfismos genéticos na posição -509 e no códon 10 do gene TGF-\F0621 podem estar envolvidos na susceptibilidade à infecção pelo T. cruzi na doença de Chagas
Abstract: Studies developed by our group have shown the involvement of TGF -  in Chagas heart disease, with exacerbation of their plasma levels and the activation of its cell signaling pathway, as aspects develop ed by patients in later stages of the disease, also associated with high levels of fibrosis. Patients with high er levels of circulating TGF -  , after 10 years of follow up , progressed with worse prognosis. Recently, the polymorphism at codon 10 in the TGF -  1 gene has been described to influence the production of this cytokine. It was also noted that in populations from Colombia and Peru, the same polymorphism may be involved in susceptibility to T. cruzi infection. Th e present study assessed the polymorphism of the alleles of the TGF -  1 gene in patients with chronic Chagas disease: indeterminate and the different stages of cardiac form s, correlating the expression of different alleles of TGF - β 1, serum levels of this cytokines and the clinical outcome of Chagas disease. For this, 181 co ntrol and patients of different stage s in the chronic phase of Chagas disease were invited to participate in the study. We investigated, five single nucleotide polymorphisms ( - 800 G> A, - 509C> T + 10T> C + 25G> C and + 263C> T) by PCR and sequencing of fra gments were performed. In addition, serum levels of TGF -  1 and BNP were measured by ELISA. We observed a significant difference in the frequency at positions - 509 and codon 10. These genotypes represent a risk for susceptibility to the development of Chagas disease. Furthermore, CT and TT genotypes at position - 509 are associated with high er serum levels of TGF -  1. W e found a significant association between circulating levels of BNP with the stage of CCC, but, no relationship between the levels of TGF -  and BNP was observed . Thus, our results suggest that geneti c polymorphisms at position - 509 and codon 10 of the TGF -  1 gene may be involved in the susceptibility to the development of Chagas disease
DeCS: Fator de Crescimento Transformador beta1
Polimorfismo Genético
Doença de Chagas
Cardiopatias
Trypanosoma cruzi
Issue Date: 2014
Citation: FERREIRA, R. R. Polimorfismo do gene de TGF-ß1 e a correlação com a susceptibilidade e progressão da Doença de Chagas. 2014. 90f. Dissertação(Mestrado em Biologia Celular e Molecular)- Fundação Oswaldo Cruz, Instituto Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, RJ, 2014
Date of defense: 2014-12-09
Place of defense: Rio de Janeiro/ RJ
Department: Pós-Graduação em Biologia Celular e Molecular
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Oswaldo Cruz
Program: Programa de Pós-Graduação em Biologia Celular e Molecular
Copyright: open access
Appears in Collections:IOC - PGBCM - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
roberto_ferreira_ioc_mest_2014.pdf2.65 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.