Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/12154
Full metadata record
DC FieldValue
dc.contributor.advisorCesse, Eduarda Ângela Pessoa
dc.contributor.authorRocha, Manuela Lima Carvalho da
dc.date.accessioned2015-11-11T12:04:07Z
dc.date.available2015-11-11T12:04:07Z
dc.date.issued2014
dc.identifier.citationROCHA, Manuela Lima Carvalho da. Análise comparativa entre hipertensos e diabéticos, adultos e idosos, cadastrados na Estratégia Saúde da Família em Pernambuco. 2014. 75 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Saúde Pública) - Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães, Fundação Oswaldo Cruz, Recife, 2014.
dc.identifier.urihttps://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/12154
dc.description.abstractObjetivo: Analisar os elementos da atenção prestada a adultos e idosos, hipertensos e diabéticos, cadastrados na Estratégia Saúde da Família em Pernambuco. Metodologia: Foi realizado um pareamento entre adultos e idosos, hipertensos e diabéticos, em função do tempo da doença, a amostra do estudo foi de 540 hipertensos e 580 diabéticos cadastrados na Estratégia Saúde da Família de Pernambuco. Utilizou-se o teste Qui-Quadrado e ANOVA, e o programa SPSS versão 20.0 para a análise dos dados. Resultados: Em relação as características sócio-demográficas, os adultos comparados aos idosos, possuíam maior nível de estudo (77,7 por cento e 69,3 por cento, hipertenso e diabético, respectivamente) e mais ativos na atividade laboral (33 por cento e 27 por cento). Referente aos aspectos clínicos, os adultos comparados aos idosos possuíam menor média da PAS (139,85 ± 21,48 e 137,66 ± 20,12) e maior média do IMC (29,97 ± 5,62 e 29,24 ± 5,37). Nos hábitos de vida os adultos em relação aos idosos consumiam mais bebida alcoólica (26,3 por cento e 19,7 por cento) e comiam de maneira saudável menos frequentemente (55,6 por cento e 38,1 por cento). Nos elementos de atenção prestada, os adultos comparados aos idosos receberam menos vacina contra a gripe (20,7 por cento e 35,2 por cento), foram mais encaminhados para odontólogos (29,6 por cento e 26,3 por cento), mais orientados sobre atividade física (59,5 por cento e 64,3 por cento) e a perda de peso por algum profissional (53 por cento e 58,5 por cento). Conclusão: a atenção prestada pelos profissionais da saúde junto ao idoso foi diferenciada comparada ao adulto, logo, estes profissionais devem ser qualificados e orientados a realizar intervenções junto a estas populações com o intuito de oferecer a atenção necessária para promover a saúde dos mesmos.
dc.language.isopor
dc.publisherCentro de Pesquisas Aggeu Magalhães
dc.rightsopen access
dc.subject.otherPerfil de saúde
dc.subject.otherSaúde do adulto
dc.subject.otherSaúde do idoso
dc.subject.otherEpidemiologia
dc.subject.otherSaúde Pública
dc.titleAnálise comparativa entre hipertensos e diabéticos, adultos e idosos, cadastrados na Estratégia Saúde da Família em Pernambuco
dc.title.alternativeA comparative analysis of the hypertensive and diabetic, profiles of adults and the elderly, registered with the Family Health Strategy in Pernambuco
dc.typeDissertation
dc.degree.date2014
dc.degree.grantorCentro de Pesquisas Aggeu Magalhães
dc.degree.levelMestrado Acadêmico
dc.degree.localRecife/PE
dc.degree.programPrograma de Pós-Graduação em Saúde Pública
dc.contributor.advisorcoFontbonne, Annick
dc.description.abstractenObjective: Analyze the elements of care provided adult and elderly hypertension and diabetes patients registered whit the Family Health Strategy in Pernambuco. Methodology: Hypertensive and diabetic adults and elderly were paired according to the time of the disease. The study sample contained 540 hypertensive and 580 diabetic patients. Data analysis was undertaken using the chi-square test, ANOVA and SPSS 20.0. Results: Regarding the socio-demographic characteristics, the adults compared to older, had a higher level of study (77,7% and 69,3%, hypertension and diabetes , respectively) and more active in the labor activity (33% and 27%). On clinical aspects, compared to elderly adults had a lower mean SBP (139,85 ± 21,48 and 137,66 ± 20,12) and higher mean BMI (29,97 ± 5,62 and 29,24 ± 5,37). In lifestyle adults about the elderly consumed more alcohol (26,3% and 19,7%) and eating healthily less frequently (55,6% and 38,1%). The elements of care provided to older adults compared received less flu vaccine (20,7% and 35,2%) were referred for more dentists (29,6% and 26,3%), more focused on activity physical (59,5 % and 64,3%) and weight loss for a professional (53% and 58.5%). Conclusion: the attention given by health professionals for the elderly was different compared to adults, so these professionals must be qualified and instructed to perform interventions with these populations in order to provide the necessary care to promote the health of ourselves.
dc.creator.affilliationFundação Oswaldo Cruz. Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães. Recife, PE, Brasil.
dc.subject.enHealth Profile
dc.subject.enAdult health
dc.subject.enElderly health
dc.subject.enEpidemiology
dc.subject.enPublic health
dc.contributor.memberCesse, Eduarda Ângela Pessoa
dc.contributor.memberSouza, Wayner Vieira de
dc.contributor.memberBarreto, Kátia Magdala Lima
dc.subject.decsPerfil de saúde
dc.subject.decsSaúde do adulto
dc.subject.decsSaúde do idoso
dc.subject.decsHipertensão
dc.subject.decsDiabetes mellitus
dc.subject.decsPrograma Saúde da Família
Appears in Collections:PE - IAM - PPGSP - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
24.pdf1.04 MBAdobe PDFView/Open



FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.