Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/13311
Title: Rastreamento e monitoramento de risco para o envelhecimento ativo: avaliação da funcionalidade de idosos da comunidade na Cidade do Recife
Other Titles: Geriatric assessment for detection and management of risk for active aging: Evaluation of functionality of older adults in Recife
Advisor: Luna, Carlos Feitosa
Almeida, Marília Siqueira Campos de
Members of the board: Almeida, Marília Siqueira Campos de
Lapa, Tiago Maria
Authors: Oliveira, Maria Clécia Lins de
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães. Recife, PE, Brasil.
Abstract: O Brasil apresenta um acelerado envelhecimento populacional. A transição demográfica alterou o perfil de saúde da população, surgindo um novo conceito de saúde focado na capacidade funcional, com ou sem doença orgânica. Rastrear fatores de risco funcional em uma avaliação multidimensional e proativa, pela atenção primária, é importante estratégia para promoção do envelhecimento ativo. O objetivo do estudo foi validar um protocolo para detectar riscos à funcionalidade em idosos brasileiros, na cidade do Recife/PE. O estudo, descritivo transversal, comparou homens e mulheres, com 60 anos ou mais, de dois grupos: residentes na comunidade do V Distrito Sanitário do Recife e participantes de programa de promoção de saúde, aplicando um protocolo para identificar fatores de risco, composto de um questionário estruturado e instrumentos validados. O tempo médio de aplicação foi de 11.7 ± 4.1 minutos. 57.9 por cento dos idosos eram solteiros, viúvos ou separados, 16.5 por cento moravam sós, 24.9 por cento não tinham assistência da família e 6.8 por cento nenhum tipo de apoio. 55.3 por cento apresentaram quedas nos últimos 2 anos, 62.2 por cento necessitaram de ajuda para levantar e 84.5 por cento tinham medo de cair. 40.9 por cento tinham dificuldade em conter a urina, 35.4 por cento para enxergar e 27.4 por cento para entender a conversa em situações sociais, 32 por cento necessitavam que repetissem o que foi dito. 65.4 por cento tomavam de 1 a 4 comprimidos por dia e 15 por cento usavam 5 ou mais medicamentos. Depressão foi detectada em 35.9 por cento, alteração cognitiva em 42.4 por cento e risco de declínio funcional em 39.3 por cento. O Protocolo de Avaliação do Risco Funcional no Idoso mostrou ser simples e sensível para identificar os fatores que mais comprometem a funcionalidade, não detectáveis na abordagem tradicional focada em queixas ou doenças e oferece uma visão multidimensional do idoso, permitindo programar intervenções individuais ou coletivas para reverter ou minimizar as condições de risco e estabelecer fluxos entre os níveis de atenção, da básica a especializada, promovendo o envelhecimento ativo.
keywords: Envelhecimento populacional
Idoso
Avaliação geriátrica
Avaliação em saúde
Saúde do idoso
Prevenção primária
Fatores de risco
DeCS: Envelhecimento da População
Assistência à Saúde
Saúde do Idoso
Fatores de Risco
Idoso Fragilizado
Protocolos
Estudos Transversais
Issue Date: 2014
Publisher: Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães
Citation: OLIVEIRA, Maria Clécia Lins de. Rastreamento e monitoramento de risco para o envelhecimento ativo: avaliação da funcionalidade de idosos da comunidade na Cidade do Recife. 2014. 72 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Saúde Pública) - Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães, Recife, 2014.
Date of defense: 2014-09-29
Place of defense: Recife/PE
Defense institution: Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães
Program: Programa de Pós-Graduação em Saúde Pública
Embargo date: 2016-06-02
Copyright: open access
Appears in Collections:PE - IAM - PPGSP - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Maria Clélia - DISSERTACAO-Mestrado_Profissional_2012-2014.pdf1.7 MBAdobe PDFView/Open



FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.