Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/14082
Full metadata record
DC FieldValue
dc.contributor.authorBarros, Natália Eudes Fagundes de
dc.contributor.authorOliveira, Edna Maria Morais
dc.contributor.authorMarin, Victor Augustus
dc.date.accessioned2016-05-04T12:35:06Z
dc.date.available2016-05-04T12:35:06Z
dc.date.issued2008
dc.identifier.citationBARROS, N. E. F.; OLIVEIRA, E. M. M.; MARIN, V. A. Aplicabilidade da metodologia de reação de polimerase em cadeia em tempo real na determinação do percentual de organismos geneticamente modificados em alimentos. Rev. Nutr., Campinas, v. 21, n. 1, p. 85-92, jan./fev. 2008.
dc.identifier.issn1415-5273
dc.identifier.urihttps://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/14082
dc.description.abstractA detecção de organismos geneticamente modificados na cadeia alimentar é um aspecto importante para todos os assuntos envolvidos no controle de matéria-prima, na indústria de alimentos e na distribuição. A rotulagem e a rastreabilidade de organismos geneticamente modificados são questões atuais que são consideradas para o comércio e a regulamentação. Atualmente, a rotulagem de alimentos processados contendo material transgênico detectável é exigida pela legislação brasileira. O governo brasileiro publicou Decreto nº 4.680 em abril de 2003, que exige rotulagem para todos os alimentos ou ingredientes de alimento, com o limite para rotulagem de 1%. Embora a tecnologia de reação em cadeia da polimerase tenha algumas limitações, a alta sensibilidade e especificidade explicam sua escolha por parte dos laboratórios interessados em realizar análises de detecção de organismos geneticamente modificados e seus derivados. Entre os métodos atualmente disponíveis, aqueles baseados na reação em cadeia da polimerase geralmente são aceitos, considerando a sensibilidade e a confiabilidade na detecção de material geneticamente modificado-derivado em análises de rotina. Neste artigo, apresenta-se uma revisão de métodos atualmente disponíveis baseados na reação em cadeia da polimerase para detecção, identificação e quantificação de organismos geneticamente modificados e seus derivados, discutindo sua aplicabilidade e suas limitações.
dc.language.isopor
dc.publisherPontifícia Universidade Católica de Campinas
dc.rightsopen access
dc.subject.otherAlimentos Geneticamente Modificados
dc.subject.otherReação de Polimerase em Cadeia
dc.subject.otherRotulagem de Alimentos
dc.titleAplicabilidade da metodologia de reação de polimerase em cadeia em tempo real na determinação do percentual de organismos geneticamente modificados em alimentos
dc.title.alternativeApplicability of the real-time polymerase chain reaction based-methods in quantification of genetically modified organisms in foods
dc.typeArticle
dc.identifier.doihttp://dx.doi.org/10.1590/S1415-52732008000100009
dc.description.abstractenDetection of genetically modified organisms in the food chain is an important issue for all subjects involved in raw material control, food industry and distribution. Both labeling and traceability of genetically modified organisms are current issues that are considered for trade and regulation. Currently, labeling of genetically modified foods containing detectable transgenic material is required by the Brazilian legislation. The Brazilian government published the Decree nº 4.680 in April 2003, which requires labeling for all foods or food ingredients, with a stricter labeling threshold of 1%. Although polymerase chain reaction technology has some limitations, the high sensitivity and specificity explain why it has been the first choice of most analytical laboratories interested in detection of genetically modified organisms and their derived products. Among the currently available methods, polymerase chain reaction-based methods are accepted, considering the sensitivity and reliability for detection of genetically modified-derived material in routine analysis. In this paper, a review of currently available polymerase chain reaction methods for screening and quantifying genetically modified-derived ingredients is presented, discussing their applicability and limitations.
dc.creator.affilliationEmbrapa Agroindústria de Alimentos. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
dc.creator.affilliationEmbrapa Agroindústria de Alimentos. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
dc.creator.affilliationFundação Oswaldo Cruz. Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde. Departamento de Microbiologia. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
dc.subject.enFoods Genetically Modified
dc.subject.enPolymerase Chain Reaction
dc.subject.enFood Labeling
dc.subject.decsAlimentos Geneticamente Modificados
dc.subject.decsReação em Cadeia da Polimerase
dc.subject.decsRotulagem de Alimentos
Appears in Collections:INCQS - Artigos de Periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Rev_ Nutr_21_85-92.pdf168.7 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.