Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/16264
Full metadata record
DC FieldValue
dc.contributor.authorCardozo-Trujillo, Ketty Y
dc.contributor.authorSchall, Virgínia Torres
dc.contributor.authorMartinez-Espinosa, Flor E.
dc.contributor.authorCoura, José R.
dc.contributor.authorSuárez-Mutis, Martha C.
dc.date.accessioned2016-10-18T12:14:13Z
dc.date.available2016-10-18T12:14:13Z
dc.date.issued2012
dc.identifier.citationCARDOSO-TRUJILLO, K. et al. Conhecimentos e práticas associadas à prevenção da malária entre moradores de uma área de alto risco epidemiológico na Amazônia brasileira. In: I CONGRESSO VIRTUAL BRASILEIRO: GESTÃO, EDUCAÇÃO E PROMOÇÃO DA SAÚDE, 2012. Anais Eletrônicos... s.l.: CONVIBRA SAÚDE, 2012. p. 4239-4239.
dc.identifier.urihttps://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/16264
dc.description.abstractProjetos integrados para o controle da malária requerem estratégias educativas que promovam práticas preventivas entre os moradores das áreas endêmicas. A investigação dos conhecimentos prévios da população representam uma linha de base para avaliações posteriores das ações implementadas durante os processos participativos de educação e mobilização. Métodos: Foi realizado um estudo seccional no município de Barcelos, área altamente endêmica para malária com presença de infecção assintomática e de difícil acesso. Foram entrevistados 145 adultos aplicando um questionário semi-estruturado sobre conhecimentos de formas de transmissão, manifestações clínicas e mecanismos de prevenção e controle. Resultados: Embora 98,6% dos indivíduos já tivessem sofrido pelo menos um episódio prévio da doença só 13,1% tinham conhecimentos sobre formas de prevenção e 23,4% acreditavam que a comunidade é responsável por evitar a malária. Somente 24,1% tinham usado um mosquiteiro para dormir na noite anterior à entrevista, sendo que desses, 65,7% haviam compartilhado o mosquiteiro com outro membro da casa. Conclusões: Os conhecimentos sobre malária foram escassos; apesar de associar a transmissão com a presença de um mosquito, esse não é percebido como agente vetor de um parasita. O papel da escola no processo educativo é muito limitado. É fundamental a inclusão do tema no currículo escolar que se articule transversalmente com os serviços de saúde e que permita que a comunidade educativa conheça melhor sua realidade em relação à prevenção da malária e promoção da saúde.
dc.description.sponsorshipConselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico
dc.language.isopor
dc.rightsopen access
dc.subject.otherMalária
dc.subject.otherEducação em saúde
dc.subject.otherPrevenção
dc.subject.otherControle
dc.titleConhecimentos e práticas associadas à prevenção da malária entre moradores de uma área de alto risco epidemiológico na Amazônia brasileira
dc.typeAnnals
dc.description.abstractenIntegrated projects for malaria control need educational strategies in order to promote preventive practices in high endemic areas. The research about knowledge could serve as a baseline for future evaluation of the implemented actions during educational and mobilization activities. Methods: A cross-sectional study was carried out in the Barcelos municipality, a high risk area for malaria and asymptomatic Plasmodium infection. A semistructured questionnaire was applied to 145 with questions about transmission mechanisms, clinic manifestations and prevention and control knowledge. Results: 98.6% of individuals have malaria in the past but only 13.1% have correct knowledge about malaria prevention methods; 23.4% individuals believe that community may be responsible for fighting against malaria. Only 24.1% of persons had used a mosquito-net at previous night of the interview; of them, 65.7% shared the net with other member of the household. Conclusions: Knowledge about malaria was scarce; although several individuals associated malaria transmission with mosquitoes, these agents were not perceived as vectors of parasites. The roll of school in the educational process is very limited. It is essential the inclusion of malaria education in the scholar curriculum and its transversal articulation with health services in order to improve the knowledge of own reality about malaria prevention and health promotion.
dc.creator.affilliationFundação Oswaldo Cruz. Instituto Oswaldo Cruz. Rio de Janeiro, RJ, Brasil
dc.creator.affilliationFundação Oswaldo Cruz. Centro de Pesquisas René Rachou. Belo Horizonte, MG, Brasil
dc.creator.affilliationFundação Oswaldo Cruz.Centro de Pesquisas Leônidas e Maria Deane, Manaus, AM, Brasil
dc.creator.affilliationFundação Oswaldo Cruz. Instituto Oswaldo Cruz. Rio de Janeiro, RJ, Brasil
dc.creator.affilliationFundação Oswaldo Cruz. Instituto Oswaldo Cruz. Rio de Janeiro, RJ, Brasil
dc.subject.enMalaria
dc.subject.enHealth education
dc.subject.enPrevention
dc.subject.enControl
dc.event.date2012
dc.event.locations. l.
dc.event.titleCongresso Virtual Brasileiro - Gestão, Educação e Promoção da Saúde
dc.event.typecongress
Appears in Collections:MG - IRR - Anais de Congresso

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
KETTY_CARDOZOTRUJOLO_et_al_IOC_2012.pdf430.65 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.