Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/19137
Title: Estudo fitoquímico de Plumbago auriculata Lam
Authors: Paiva, Selma Ribeiro de
Figueiredo, Maria Raquel
Kaplan, Maria Auxiliadora Coelho
Affilliation: Universidade Federal Fluminense. Departamento de Biologia Geral. Setor Botânica, Niterói, RJ, Brasil / Fundação Oswaldo Cruz. Instituto de Tecnologia em Fármacos. Laboratório de Química de Produtos Naturais. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Fundação Oswaldo Cruz. Instituto de Tecnologia em Fármacos. Laboratório de Química de Produtos Naturais. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Universidade Federal do Rio de Janeiro. Núcleo de Pesquisas de Produtos Naturais. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Abstract: A família Plumbaginaceae apresenta-se constituída por ervas, arbustos ou subarbustos de distribuição cosmopolita. Seus representantes apresentam produção metabólica caracterizada por naftoquinonas, flavonóides, terpenóides e esteróides, sendo os dois primeiros considerados marcadores quimiossistemáticos do grupo. O gênero Plumbago, tido como o mais representativo, compreende aproximadamente 10 espécies e tem sido alvo de estudos químicos e farmacológicos. Os estudos fitoquímicos de P. auriculata resultaram no isolamento de sitosterol, estigmasterol, 3-O-glicosilsitosterol, ácido palmítico, ácido plumbágico, epi-isoshinanolona, plumbagina, e uma mistura de dois flavonóides (luteolina e 5-metoxiluteolina). Apesar dessas substâncias já terem sido descritas na literatura, esse é o primeiro registro de luteolina e 5-metoxiluteolina em P. auriculata.
Abstract: The family Plumbaginaceae is formed by herbs, shrubs or subshrubs with cosmopolitan distribution. Its metabolic production is characterized by the presence of naphthoquinones, flavonoids, terpenoids and steroids, the formers being considered the chemosystematic markers for the group. The genus Plumbago, comprises approximately 10 species, and has already shown some chemical and pharmacological studies. Phytochemical studies of P. auriculata resulted on the isolation of sitosterol, stigmasterol; 3-O-glycosylsistosterol, palmitic acid; plumbagic acid, epi-isoshinanolone, plumbagin, and a mixture of two flavonoids (luteolin and 5-methoxyluteolin). Although these compounds have been previously reported in literature, this is the first report of the isolation of luteolin and 5-methoxyluteolin in P. auriculata.
Keywords: Plumbago Auriculata
Secondary Metabolism
Phytochemistry
keywords: Plumbago Auriculata
Metabolismo Secundário
Fitoquímica
Issue Date: 2013
Publisher: Fundação Oswaldo Cruz. Farmanguinhos. Núcleo de Gestão em Biodiversidade e Saúde.
Citation: PAIVA, Selma Ribeiro de; FIGUEIREDO, Maria Raquel; KAPLAN, Maria Auxiliadora Coelho. Estudo fitoquímico de Plumbago auriculata Lam. Revista Fitos, [S.l.], v. 1, n. 02, p. 64-68, out. 2013.
Copyright: open access
Appears in Collections:Farmanguinhos - Revista Fitos - Volume 1 - Número 2

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
7.pdf162.33 kBAdobe PDFView/Open



FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.