Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/24464
Title: Associação entre história familiar de fatores de risco cardiovascular e perfil antropométrico e lipídico em crianças e adolescentes: estudo transversal em unidade ambulatorial do Rio de Janeiro
Other Titles: Association between family history of cardiovascular risk factors and anthropometric and lipid profile in children and adolescents: cross-sectional study in an outpatient unit of Rio de Janeiro
Advisor: Koifman, Rosalina Jorge
Rodrigues, Lúcia Gomes
Authors: Souza, Isabela dos Santos
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Abstract: Introdução: As doenças cardiovasculares (DCV) representam mundialmente a principal causa óbito, correspondendo, no Brasil, à 31,5% de todos os óbitos ocorridosem 2014 para maiores de 30 anos. Esse grupo de doença apresenta fatores de risco com surgimento cada vez mais precoce, tendo o excesso de peso como pilar para as alterações.Estudos apontam uma maior suscetibilidade para presença de excesso de peso e alterações metabólicas em crianças e adolescentes com história familiar para esses mesmos agravos. Assim, o conhecimento da história familiar (HF) de doenças e fatores de risco cardiovasculares é relevante, capaz de determinar uma maior ou menor susceptibilidade às doenças. Objetivo:Avaliar a influência da história familiar de doenças e fatores de riscoscardiovasculares selecionadosno perfil de risco cardiovascular de crianças e adolescentes atendidos em um ambulatório de nutrição pediátrica do Rio de Janeiro.Metodologia:Estudo descritivo seccional, em uma população ambulatorial, com idade de 2 a19 anos, atendida em setor de Nutrição Pediátrica de um hospital universitário no Rio de Janeiro entre março de 1997 e março de 2013. Os dados foram obtidos em banco pré-existente com informações padronizadas de primeira consulta, sendo discriminadas informações quanto ao modo de ingresso, idade, sexo, escolaridade materna, local de moradia, peso, estatura, IMC, circunferência de cintura, pressão arterial, perfil lipídico, peso ao nascer, idade gestacional, aleitamento materno, prática de atividade física e histórico familiar de doenças e fatores de risco em parentes de primeiro e segundo grau. Foram calculadas medidas de associação do tipo razão de chances com intervalos de confiança de 95% na análise bivariada, seguida de uma análise multivariada, com usoda regressão logística, a fim de explorar a influência da história familiar investigada sobre desfechos selecionados nascriançase adolescentes. Valor de p adotado para significância estatística< 0,05.Resultado: Ao estudar a associação entre excesso de peso e história familiar de obesidade, foi encontrado, em crianças,uma ORAde 4,11 (IC 95%= 2,20-7,67) para presença de excesso de peso e história familiar de obesidade em um parente de primeiro grau, aumentando para 11,67 (IC 95%= 2,62-52,01) quando doisou três parentes apresentavam a condição. Nos adolescentes viu-se associação independente entre obesidade em parentes de primeiro grau e excesso de peso, com uma ORAde 2,62 (IC 95%= 1,13-6,09)na presença de um parente obeso e uma ORAde 8,44 (IC 95%= 1,09-65,41) se dois ou três parentes apresentassem obesidade.A presença de dislipidemia familiar elevou a chance parahipercolesterolemia(Ora= 1,72; IC95%= 1,00-2,95) e hipertrigiceridemia (Ora= 1,26; IC 95%= 0,79-2,05)em crianças. Nos adolescentes,a presença deparentes com dislipidemia aumentou a chance de hipercolesterolemia, com uma ORA= 1,97 (1,16-3,33), mas não influenciou, de forma independentea presença de hipertrigliceridemianessa população, com uma ORAde 1,63 (0,97 –2,75).Conclusão: Ao considerar a história familiar de obesidade, o aumento no número de parentes com a condição determinouum maior risco estimado de excesso de peso nas crianças e adolescentes. Já a dislipidemia familiar implicouem maior risco independente para presença de hipercolesterolemia em crianças e adolescentes, não sendo observadoassociação estatisticamente significativa para essa condição familiar e alterações nos níveis de triglicerídeos, tanto em crianças quanto em adolescentes.
Abstract: Introduction: Cardiovascular diseases are the leading cause of death worldwide, It corresponding to 31.5% of all deaths in over 30 years, in 2014in Brazil.These diseases have risk factors with early onset, and overweight is the pillar for this changes. Some studies show a higher susceptibility for overweight and metabolic disorders in children and adolescents with a family history of these same problems.Thus, the knowledge of family history of diseases and cardiovascular risk factors is relevant and influences in susceptibility to diseases.Objectives: Evaluate the influence of family history of cardiovascular disease and selected risk factors on cardiovascular risk in children and adolescents cared in an ambulatory of pediatric nutrition in Rio de Janeiro.Methods:Cross-sectional study. In an outpatient population aged 2-19 years from anutrition’ pediatricuniversity hospital in Rio de Janeiro between March 1997 and March 2013. Data were collected from a pre-existing database with standardized information of their first visit, where was discriminated information of way of entry, age, gender, maternal education, place of residence, weight, height, BMI, waist circumference, blood pressure, lipid profile, birthweight, gestational age, breastfeeding, physical activity and family history of disease and risk factors in relatives of first and second degree. Association were calculated:odds ratio with confidence intervals of 95% in the bivariate analysis,followed by a multivariate analysis using logistic regression to explore the influence of family history on selected outcomes in children and adolescents. p-valueadopted for statistical significance was <0.05. Results: Whenwe studying the association between overweight and family history of obesity, for children, it was found an ORaof 4.11 (95% CI = 2.20 to 7.67) for presence of overweight and family history of obesity in a first degree relative, increasing to 11.67 (95% CI = 2.62 to 52.01) when two or three relatives had the condition. In Adolescents was found independent association between obesity in first-degree relatives and overweight, with an ORa=2.62 (95% CI = 1.13 to 6.09) when one parent were obese and ORa=8.44 (95% CI = 1.09 to 65.41) if two or three relatives presented obesity. The presence of a family history of dyslipidemia increased the chance of hypercholesterolemia and hipertrigiceridemia in 1.72 (95% CI = 1.00 to 2.95) and 1.26 (95% CI = 0.79 to 2.05), respectively, after adjustment in children. In adolescents, the presence of relatives with dyslipidemia increased the chance of hypercholesterolemia, with ORa= 1.97 (1.16 to 3.33), but did not influence independently the presence of hypertriglyceridemia in this population, ORaof 1.63 (0.97 to 2.75). Conclusion:Considering the family history of obesity, the increase in the number of relatives with the condition determined a higher estimated risk of overweight in children and adolescents. And the family dyslipidemia implied in a higher independent risk for the presence of hypercholesterolemia in children and adolescents, but was not significantly associated with changes in triglyceride levels, in children and adolescents.
Keywords: Children
Adolescents
Obesity
Family History
Dyslipidemia
Cardiovascular disease
Overweight
keywords: História Familiar
Doença Cardiovascular
Crianças
Adolescentes
Obesidade
Sobrepeso
Dislipidemia
DeCS: Doenças Cardiovasculares/genética
Criança
Adolescente
Obesidade
Sobrepeso
Dislipidemias
Fatores de Risco
História Familiar
Issue Date: 2014
Citation: SOUZA, Isabela dos Santos. Associação entre história familiar de fatores de risco cardiovascular e perfil antropométrico e lipídico em crianças e adolescentes: estudo transversal em unidade ambulatorial do Rio de Janeiro. 2014. viii,77 f. Dissertação (Mestrado Saúde Pública e Meio Ambiente) - Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, 2014.
Place of defense: Rio de Janeiro/RJ
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz. Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca
Program: Programa de Pós-Graduação em Saúde Pública e Meio Ambiente
Copyright: open access
Appears in Collections:ENSP - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ve_Isabela_dos_Santos_ENSP_2014.pdf1.45 MBAdobe PDFView/Open



FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.