Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/2453
Full metadata record
DC FieldValue
dc.contributor.advisorMaldonado, José
dc.contributor.authorNunes, Daniele Kastrup
dc.date.accessioned2011-05-04T12:36:27Z
dc.date.available2011-05-04T12:36:27Z
dc.date.issued2009
dc.identifier.citationRio de Janeiro s.n 2009 xii,82p
dc.identifier.otherBR526.1; R615.372, N972f
dc.identifier.urihttps://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/2453
dc.description.abstractÉ importante compreender que para melhorar a questão da saúde pública é necessário produzir produtos com qualidade e em quantidade para atender às demandas públicas nacionais e internacionais. Para isso, é preciso desenvolver o complexo produtivo de bens e serviços de saúde. Diante da pressão do ambiente político e institucional em que o complexo econômico industrial da saúde está inserido, associado à necessidade de geração de novos produtos e da incerteza decorrente da globalização, a inovação tecnológica torna-se hoje elemento essencial para a obtenção de vantagem competitiva e sobrevivência das empresas. No caso de Bio-Manguinhos, o aprimoramento do controle e processos de produção da vacina febre amarela, com vista a atender os pré-requisitos necessários para a obtenção da certificação internacional, contribuiu significativamente para o fortalecimento das vantagens competitivas da organização. Em 2001, Bio-Manguinhos foi certificado pela Organização Mundial da Saúde para exportar a vacina febre amarela 5 e 50 doses. A certificação internacional foi obtida devido ao planejamento de longo prazo e à implementação de um rigoroso sistema de garantia da qualidade. Foram a melhoria e aperfeiçoamento dos processos de controle de qualidade e dos procedimentos de produção, que proporcionaram a entrada de Bio-Manguinhos no mercado externo de vacinas. Com a certificação, Bio-Manguinhos alcançou o reconhecimento mundial pela sua qualidade, garantindo com isso a sua competitividade no setor. Este trabalho teve por objetivo avaliar o ganho que a unidade obteve em função do procedimento para se obter esta certificação - processo esse chamado de pré qualificação - e o impacto da certificação internacional em inovações de processos, produtos e estrutura organizacional.
dc.language.isopor
dc.rightsopen access
dc.subject.otherVacinas
dc.subject.otherDesenvolvimento Tecnológico
dc.subject.otherTecnologia Biomédica
dc.subject.otherPolítica de Saúde
dc.subject.otherCompetição Econômica
dc.titleFortalecimento das vantagens competitivas de Bio-Manguinhos no âmbito da inovação tecnológica de vacinas decorrentes da exposição à competição internacional
dc.title.alternativeStrengthening the competitive advantages of Bio-Manguinhos in the technological innovation of vaccines from exposure to international competition
dc.typeDissertation
dc.degree.departmentEscola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca
dc.degree.grantorFundação Oswaldo Cruz. Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca
dc.degree.levelMestre
dc.degree.localRio de Janeiro
dc.description.abstractenIt is important to understand that in order to improve the public health system it is necessary to produce high quality products and in quantities to meet the national and international public demand. For this, we must develop and innovate in the goods and health services production complex. Under the pressure of political and institutional environment in which the health and economic-industrial complex is in, with the need to introduce new products and the uncertainty concerning globalization, technological innovation is nowadays essential to achieve competitive advantage and for survival of the companies. Regarding Bio-Manguinhos, the improvement of the control and production processes of yellow fever vaccine, in order to meet the pre-requisites necessary for obtaining the international certification, contributed significantly for the strengthening of internal competitive advantages. In 2001, Bio-Manguinhos was certified by the World Health Organization to export yellow fever vaccine 5 and 50 doses. The international certification was obtained due to longterm planning and the implementation of a rigorous quality system. It was with the improvement and development of quality control and production procedures, which provided the access of Bio-Manguinhos in the global vaccine market. With the certification, Bio-Manguinhos has achieved worldwide recognition for its quality, ensuring its competitiveness in the sector. The objective of this study was to evaluate the gain that Bio-Manguinhos obtained due to the certification procedure – this process is also known as pre-qualification - and the impact of international certification in innovating processes, products and organizational structure.
dc.creator.affilliationFundação Oswaldo Cruz. Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
dc.subject.decsVacinas
dc.subject.decsDesenvolvimento Tecnológico
dc.subject.decsTecnologia Biomédica
dc.subject.decsPolítica de Saúde
dc.subject.decsCompetição Econômica
dc.subject.decsBrasil
Appears in Collections:ENSP - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ENSP_Dissertação_Nunes_Daniele_Kastrup.pdf821.77 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open



FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.