Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/24857
Title: Potencial antimicrobiano de extratos e moléculas isolados de plantas da Caatinga: uma revisão
Authors: Mesquita, Maria Otammires Mota de
Pinto, Tatiana Maria Farias
Moreira, Raulzito Fernandes
Affilliation: Universidade Estadual Vale do Acaraú. Curso de Pós-graduação em Bioquímica e Biologia Molecular Aplicadas. Sobral, CE, Brasil.
Universidade Estadual Vale do Acaraú. Núcleo de Biotecnologia de Sobral . Sobral, CE, Brasil.
Universidade Estadual Vale do Acaraú. Núcleo de Biotecnologia de Sobral . Sobral, CE, Brasil.
Abstract: A Caatinga é um bioma exclusivo do Brasil e ocupa 800.000 km². A cobertura vegetal é representada por formações xerófilas muito diversificadas. Sua biota é rica em espécies endêmicas, e apresenta potencial medicinal, com espécies que possuem substâncias capazes de inibir o crescimento de microrganismos patogênicos, o que vem despertando o interesse científico. O presente trabalho objetivou analisar o desenvolvimento do conhecimento científico sobre o potencial antimicrobiano de plantas da Caatinga. Foram analisados 51 artigos, no período entre 1999 a 2017, nos idiomas português e inglês, com buscas nas Bases de Dados PubMed e Portal de Periódicos CAPES. Ao todo, 48 famílias botânicas com 167 espécies foram alvo de estudos, sendo, a família Fabaceae a mais citada, com 45 espécies e, desta, Mimosa foi o gênero de maior ocorrência, com 5 espécies. Entre os microrganismos inibidos, por maior número de extratos, estão Staphylococcus aureus, Escherichia coli e Candida albicans. Os diferentes trabalhos citados aqui evidenciam a potencial aplicação de extratos ou moléculas de plantas oriundas da Caatinga, utilizadas para o desenvolvimento de drogas para tratamentos. Entretanto, esse  levantamento evidenciou que, ainda são poucos os relatos sobre o isolamento de princípios ativos, ficando clara a necessidade de mais estudos sobre o assunto.
Abstract: The Caatinga is an exclusive biome of Brazil and occupies 800.000 km ². The vegetation cover represented is by much diversified xerophilic formations. Its biota is rich in endemic species, and has medicinal potential, with species that possess substances capable of inhibiting the growth of pathogenic microorganisms, which has aroused scientific interest. The present work had as objective to analyze the development of the scientific knowledge about the antimicrobial potential of Caatinga plants. We analyzed 51 articles, in the period between 1999 and july 2017, in Portuguese and English, with searches in the PubMed Databases and Portal of CAPES Journals. In all, 48 botanical families with 167 species were studied; being the Fabaceae family the most cited, with 45 species and, of this, Mimosa was the genus with the highest occurrence, with 5 species. Among the inhibited microorganisms, by a greater number of extracts, are Staphylococcus aureus, Escherichia coli and Candida.
Keywords: Caatinga
Antimicrobial activity
Plant Extract
Secondary metabolites
keywords: Caatinga
Atividade antimicrobiana
Extrato vegetal
Metabólitos secundários
Issue Date: 2017
Publisher: Fundação Oswaldo Cruz. Farmanguinhos. Núcleo de Gestão em Biodiversidade e Saúde.
Citation: MESQUITA, Maria Otammires Mota de; PINTO, Tatiana Maria Farias; MOREIRA, Raulzito Fernandes. Potencial antimicrobiano de extratos e moléculas isolados de plantas da Caatinga: uma revisão. Revista Fitos, Rio de Janeiro, v. 11, n. 2, p. 216-230, 2017.
DOI: 10.5935/2446-4775.20170028
ISSN: 2446-4775
Copyright: open access
Appears in Collections:Farmanguinhos - Revista Fitos - Volume 11 - Número 2

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
maria_otammires_mota_et_all.pdf274.24 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.