Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/27067
Title: Use of health services by Brazilian older adults with and without functional limitation
Other Titles: Uso de serviços de saúde por idosos brasileiros com e sem limitação funcional
Authors: Silva, Alexandre Moreira de Melo
Mambrini, Juliana Vaz de Melo
Peixoto, Sérgio William Viana
Malta, Deborah Carvalho
Costa, Maria Fernanda Furtado Lima
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto René Rachou. Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva. Belo Horizonte, MG, Brasil
Fundação Oswaldo Cruz. Instituto René Rachou. Núcleo de Estudos em Saúde Pública e Envelhecimento. Belo Horizonte, MG, Brasil
Fundação Oswaldo Cruz. Instituto René Rachou. Núcleo de Estudos em Saúde Pública e Envelhecimento. Belo Horizonte, MG, Brasil/Universidade Federal de Minas Gerais. Escola de Enfermagem. Departamento de Enfermagem Materno Infantil e Saúde Pública. Belo Horizonte, MG, Brasil
Universidade Federal de Minas Gerais. Escola de Enfermagem. Departamento de Enfermagem Materno Infantil e Saúde Pública. Belo Horizonte, MG, Brasil
Fundação Oswaldo Cruz. Instituto René Rachou. Núcleo de Estudos em Saúde Pública e Envelhecimento. Belo Horizonte, MG, Brasil
Abstract: OBJETIVO: Analisar o uso de serviços de saúde e a qualidade da atenção médica recebida por idosos brasileiros com e sem limitação funcional. MÉTODOS: As análises principais foram baseadas em amostra nacional representativa de 23.815 participantes da Pesquisa Nacional de Saúde com 60 anos ou mais. A limitação funcional foi definida pela dificuldade para realizar pelo menos uma entre dez atividades básicas ou instrumentais da vida diária. Potenciais variáveis de confusão incluíram fatores predisponentes e facilitadores do uso de serviços de saúde. RESULTADOS: A prevalência da limitação funcional foi de 30,1% (IC95% 29,2−31,4). O número de consultas médicas e a ocorrência de hospitalizações nos últimos 12 meses apresentaram associações estatisticamente significantes com a limitação funcional, tanto entre usuários do sistema público (OR = 2,48 [IC95% 2,13−2,88] para três ou mais consultas e OR = 2,58 [IC95% 2,15−3,09] para uma ou mais hospitalizações) quanto do sistema privado (OR = 2,56 [IC95% 1,50−4,36] e OR = 2,22 [IC95% 1,64−3,00], respectivamente). A propensão ao uso da unidade básica de saúde foi maior entre usuários do sistema privado com limitações funcionais (OR = 2,01 [IC95% 1,12−3,59]). Entre sete indicadores da qualidade da atenção médica recebida, na percepção dos usuários dos sistemas público e privado, somente dois apresentaram associação com a limitação funcional. Os usuários do sistema público com limitações funcionais fizeram pior avaliação da liberdade para escolha do médico e do tempo de espera para a consulta, em comparação aos usuários do mesmo sistema sem essas limitações (OR = 0,81 [IC95% 0,67−0,99] e OR = 0,76 [IC95% 0,62−0,93], respectivamente). CONCLUSÕES: Idosos com limitações funcionais utilizam mais serviços de saúde em comparação aos seus pares sem essas limitações. A magnitude da associação entre a limitação funcional e o número de consultas médicas e de hospitalizações foi semelhante nos sistemas público e privado de saúde.
Abstract: OBJECTIVE: To analyze the use of health services and the quality of medical care received by Brazilian older adults with and without functional limitation. METHODS: The main analyses were based on a national sample representing 23,815 participants of the National Survey on Health (PNS) aged 60 years or older. Functional limitation was defined by the difficulty to perform at least one out of ten basic or instrumental activities of daily living. Potential confounding variables included predisposing and enabling factors of the use of health services. RESULTS: The prevalence of functional limitation was 30.1% (95%CI 29.2–31.4). The number of doctor visits and hospitalizations in the past 12 months showed statistically significant associations with functional limitation, both for users of the public system (OR = 2.48 [95%CI 2.13–2.88] for three or more doctor visits and OR = 2.58 [95%CI 2.15–3.09] for one or more hospitalizations) and of the private system (OR = 2.56 [95%CI 1.50–4.36] and OR = 2.22 [95%CI 1.64–3.00], respectively). The propensity to use basic health units was higher among users of the private system with functional limitations (OR = 2.01 [95%CI 1.12–3.59]). Only two out of seven indicators of the quality of medical care received were associated with functional limitation, in the perception of users of public and private systems. The public system users with functional limitations did worse evaluation of the freedom for choosing the doctor and waiting time for an appointment, when compared with users of the same system without these limitations (OR = 0.81 [95%CI 0.67–0.99] and OR = 0.76 [95%CI 0.62–0.93], respectively). CONCLUSIONS: Older adults with functional limitations use more health services in comparison with those without such limitations. The magnitude of the association between functional limitation and number of doctor visits and hospitalizations was similar in the public and private health systems.
Keywords: Aged
Frail Elderly
Disabled Persons
Activities of Daily Living
Health Services for the Aged
Quality of Health Care
keywords: Idoso
Idoso Fragilizado
Pessoas com Deficiência
Atividades Diárias
Serviços de Saúde para Idosos
Qualidade da Assistência à Saúde
Issue Date: 2017
Publisher: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Citation: SILVA, Alexandre Moreira de Melo et al. Use of health services by Brazilian older adults with and without functional limitation. Rev. Saúde Pública, v. 51, supl. 1, 5s, 2017.
DOI: 10.1590/s1518-8787.2017051000243
ISSN: 1518-8787
Copyright: open access
Appears in Collections:MG - IRR - Artigos de Periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Use of health services by Brazilian.pdf181.73 kBAdobe PDFView/Open



FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.