Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/30515
Title: Fatores de risco para mortalidade fetal em uma maternidade do Sistema Único de Saúde, Rio de Janeiro, Brasil: estudo caso-controle
Other Titles: Risk factors for fetal mortality in a public maternity hospital in Rio de Janeiro, Brazil: a case-control study
Authors: Fonseca, Sandra Costa
Coutinho, Evandro Silva Freire
Affilliation: Universidade Federal Fluminense. Instituto de Saúde da Comunidade. Niterói, RJ, Brasil.
Fundação Oswaldo Cruz. Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Abstract: A mortalidade fetal, apesar de elevada no Brasil, é pouco estudada quanto à sua determinação. Um estudo caso-controle aninhado foi feito para investigar os determinantes da mortalidade fetal em uma população usuária dos serviços públicos de uma região do Rio de Janeiro, de 2002 a 2004. Os dados foram coletados por meio de entrevista com as puérperas e complementados em prontuários e cartões de pré-natal. Os casos foram óbitos fetais com peso igual ou superior a 500g e os controles foram nascidos vivos no mesmo período. Para análise estatística, usou-se um modelo hierárquico de fatores sócio-econômicos e psicossociais (nível distal), reprodutivos, comportamentais e assistenciais (intermediário) e características biológicas do feto (proximal). Destacaram-se vínculo empregatício, situação marital estável, acompanhante na admissão e pré-natal adequado como protetores de mortalidade fetal, enquanto violência doméstica, morbidade na gravidez e crescimento fetal restrito aumentaram o risco. O pré-natal se mostrou importante estratégia de redução do risco nesta população.
Abstract: Stillbirth rate is high in Brazil, and it is important to identify its determinants. A nested case-control was conducted to explore the determinants of fetal death in a population treated at public services in Rio de Janeiro from 2002 to 2004. Data were collected from mothers' interviews and medical records. A structured model was proposed to perform statistical analysis, attributing hierarchical levels: socioeconomic factors (distal level), reproductive, behavioral, and healthcare determinants (intermediate level), and fetal biological characteristics (proximal level). According to the findings, work stability, stable marital status, presence of a companion during admission, and adequate prenatal care had a protective effect against fetal death, while domestic violence, maternal morbidity, and intrauterine growth restriction increased the risk. Quality of prenatal care showed a large protective effect, thus becoming a key strategy for reducing fetal mortality in populations with low socioeconomic status.
Keywords: Fetal Mortality
Prenatal Care
Maternity Hospitals
Single Health System
keywords: Mortalidade Fetal
Cuidado Pré-Natal
Maternidades
Sistema Único de Saúde
DeCS: Mortalidade Fetal
Cuidado Pré-Natal
Maternidades
Sistema Único de Saúde
Issue Date: 2010
Publisher: Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca
Citation: FONSECA, Sandra Costa; COUTINHO, Evandro Silva Freire. Fatores de risco para mortalidade fetal em uma maternidade do Sistema Único de Saúde, Rio de Janeiro, Brasil: estudo caso-controle. Cadernos de Saúde Pública, v. 26, n. 2, p. 1-13, 2010.
DOI: 10.1590/S0102-311X2010000200004
ISSN: 0102-311X
Copyright: open access
Appears in Collections:ENSP - Artigos de Periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Fatores de risco para mortalidade fetal em uma maternidade do Sistema Único de Saúde.pdf129.93 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.