Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/32138
Title: As Políticas de Educação Profissional em Saúde no Contexto da Dengue: a perspectiva dos agentes de combate às endemias
Advisor: Pimenta, Denise Nacif
Members of the board: Pimenta, Denise Nacif
Reis, Débora D’Avila
Carmo, Rose Ferraz
Modena, Celina Maria
Carvalho, Fabiano Duarte
Authors: Evangelista, Janete Gonçalves
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto René Rachou. Belo Horizonte, MG, Brasil.
Abstract: A partir de um caráter multiprofissional e interdisciplinar, constitutivo da problemática da dengue, este trabalho tem por objetivo principal analisar os aspectos que constituem a qualificação profissional dos Agentes de Combate às Endemias (ACE), bem como suas vivências relacionadas à sua formação e práticas de trabalho. A partir de uma abordagem qualitativa, o percurso metodológico estruturou-se conforme as seguintes etapas: (1) Análise documental das diretrizes e programas de formação profissional voltados para os ACE no que se refere ao tema da dengue; (2) Análise dos processos de construção de identidades dos ACE relacionados a sua formação e práticas de trabalho, a partir de grupos focais. Considera-se que ações e políticas mais integradas e intersetoriais podem auxiliar nas práticas de formação e de trabalho do ACE, auxiliando-o a se reconhecer como pertencente a uma categoria profissional, com espaço específico para sua organização e mobilização político-institucional. Verificou-se, ainda, que uma minoria dos ACE que participaram na pesquisa recebeu formação precípua. Todos desconheciam o protocolo de execução de suas atividades e, definiam por si mesmos os processos de trabalho em seu cotidiano. Os agentes apresentaram dificuldade de se identificarem como pertencentes à categoria “trabalhadores da saúde”. Essas condições dificultaram o seu reconhecimento por parte da sociedade e pelo próprio setor da saúde, tornando-os “invisíveis” ou “não identificados”. Assim, as identidades possíveis construídas pelos ACE são aquelas alicerçadas no vínculo afetivo e social com os moradores e com o seu cotidiano de trabalho. Conclui-se que a institucionalização de uma política de educação profissional sólida e direcionada aos ACE, bem como o fortalecimento das identidades profissionais desses agentes, podem contribuir para um avanço significativo na prevenção e no controle de vetores e da dengue.
Abstract: In the contexts of dengue epidemics, this work is based on a multiprofessional and interdisciplinary perspective and its main objective is to analyze the aspects that constitutes the professional qualification of Community Health Workers (CHW), as well as their experiences related to training and work practices. Based on a qualitative approach, the methodology is structured according to the following steps: (1) Document analysis of guidelines and professional training programs about dengue directed towards CHW; (2) Focus groups were conducted in order to analyze CHW identity building processes regarding their training and work practices. The work found that more integrated and intersectoral actions and policies may facilitate CHW training and work practices. This may assist them in recognizing themselves as belonging to a professional category, with specific territorial organization and political-institutional mobilization. The study also found that only a minority of the CHWs, which participated in the research, received a higher education. All were unaware of work protocol regarding the execution of their activities, which they defined themselves as they went by their daily deeds. The CHWs had difficulty identifying themselves as belonging to the category "health workers". These conditions hinder their recognition by society and by the health sector itself, making them "invisible" or "unidentified" workers. Thus, the identities developed by these CHWs are those based on the possibilities of affectionate and social bonds with the people in which they interact in their daily work. This study concludes that the institutionalization of a solid training and education policy directed towards CHWs, as well as the strengthening of their professional identities, may contribute to a significant advance in the prevention and control of dengue and its vectors.
Keywords: Professional Health Training
Professional Qualification
Professional Identity
Community Health Workers
Dengue
keywords: Formação Profissional em Saúde
Qualificação Profissional
Identidade Profissional
Agente de Combate às Endemias
Dengue
Issue Date: 2017
Citation: EVANGELISTA, Janete Gonçalves. As Políticas de Educação Profissional em Saúde no Contexto da Dengue: a perspectiva dos agentes de combate às endemias. Belo Horizonte: 2017. 145 f. Tese (Doutorado em Saúde Coletiva) - Instituto René Rachou, Fundação Oswaldo Cruz, Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva, Belo Horizonte, 2017.
Date of defense: 2017
Place of defense: Belo Horizonte/MG
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto René Rachou
Program: Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva
Copyright: open access
Appears in Collections:MG - IRR - PPGSCO - Teses de Doutorado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Janete Gonçalves Evangelista.pdf3 MBAdobe PDFView/Open



FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.