Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/33324
Title: Estudo da adesão ao tratamento da hanseníase no município de Duque de Caxias - Rio de Janeiro: "abandonos ou abandonados"
Other Titles: Study of adhesion to treatment of the leprosy in municipal district of Duque de Caxias - Rio de Janeiro Abandoning or abandoned?
Authors: Ignotti, Eliana
Andrade, Vera Lúcia Gomes de
Sabroza, Paulo Chagastelles
Araújo, Adauto José Goncalves de
Affilliation: Universidade Federal de Mato Grosso. Instituto de Saúde Coletiva. Cuiabá, MT, Brasil / Universidade Estadual de Mato Grosso. Cáceres, MT, Brasil.
Conselho Nacional de Secretários Municipais de Saúde. Brasília, DF, Brasil / Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro. Coordenação Geral de Controle e Avaliação. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Fundação Oswaldo Cruz. Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca. Departamento de Endemias Samuel Pessoa. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Fundação Oswaldo Cruz. Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca. Departamento de Endemias Samuel Pessoa. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Abstract: Este estudo teve por objetivo analisar os fatores determinantes do abandono do tratamento da hanseníase no município de Duque de Caxias, região metropolitana do Rio de Janeiro, área hiperendêmica com um dos maiores índices de abandono do tratamento no Estado nos últimos anos. Dos 855 casos notificados entre 1995 e 1997, construíram-se coortes administrativas com 483 pacientes, 160 casos multibacilares e 323 paucibacilares. Destes, 73 casos estavam classificados pelo nível local como em abandono de tratamento. Verificou-se que os casos multibacilares têm o dobro de chance de abandonar o tratamento em relação aos casos paucibacilares (RPC= 2,07 (1,21 - 3,55)). Este aspecto tem especial relevância quando consideramos que tais casos apresentaram até cinco vezes mais incapacidades físicas que os casos paucibacilares. Na análise espacial observou-se que tanto a detecção quanto o abandono distribuem-se por toda área do município. Os resultados mostram que as taxas de abandono estão superestimadas, quando avaliadas segundo o atual esquema terapêutico proposto para casos multibacilares. Além disso, ao se considerar o índice de adesão, tais casos não têm significado epidemiológico na manutenção da transmissão da hanseníase visto que apenas 3,5% dos pacientes receberam doses insuficientes. Para um maior sucesso no controle desta endemia recomenda-se que as estratégias adotadas sejam voltadas para a detecção precoce de casos, o que terá influência na redução do abandono do tratamento.
Abstract: The objective of this research was to analyze the most important determinants of leprosy treatment default in the municipality of Duque de Caxias, Rio de Janeiro, Brazil, which is an area of high endemicity for leprosy and presents one of the highest rates of treatment default in the state. From the 855 cases reported between 1995 and 1997, administrative cohorts were built with a total of 483 patients, 160 multibacilary and 323 paucibacilary cases. Seventythree cases were registered at the local level as treatment default. It was observed that multibacilary cases have twice the chance of defaulting treatment when compared to paucibacilary cases (OR= 2,07 (1,21 - 3,55)). This is of special interest when considering that multibacilary cases present up to five times more physical disability than paucibacilary cases. GIS analysis showed that both detection and treatment default are distributed throughout the entire municipality. The results indicate that the rates of treatment default are overestimated when considering the current treatment protocol proposed for multibacilary cases. In addition, when analyzing the compliance indices, these cases are of no epidemilogic importance for the maintenance of leprosy transmission since only 3.5% of the patients received insufficient doses. To increase the success in the control of leprosy it is recommended that the strategies adopted focus on early detection, which will influence on the reduction of treatment default.
keywords: Hanseníase
Abandono
Adesão
Análise Espacial
Rio de Janeiro
DeCS: Hanseníase
Análise Espacial
Issue Date: 2001
Publisher: Instituto Lauro de Souza Lima
Citation: IGNOTTI, Eliane et al. Estudo da adesão ao tratamento da hanseníase no município de Duque de Caxias - Rio de Janeiro. "Abandonos ou abandonados". Hansenologia Internationalis, v. 26, n. 1, p. 1-8, 2001.
ISSN: 0100-3283
Copyright: open access
Appears in Collections:ENSP - Artigos de Periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
EstudoAdesão.pdf189.21 kBAdobe PDFView/Open



FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.