Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/3386
Title: Tem homem na escola!!!: um olhar sobre o corpo, identidade masculino na educação, saúde da infância
Advisor: Gomes, Romeu
Authors: Costa, Carlos Eduardo Coelho da
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Fernandes Figueira. Departamento de Ensino. Programa de Pós-Graduação em Saúde da Criança e da Mulher. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Abstract: A pesquisa teve como tema central o lugar do corpo/identidade masculino na educação/saúde da criança. Em geral, objetivou analisar as singularidades do encontro com o corpo masculino nos cuidados profissionais da educação na promoção à saúde na infância. Os objetivos específicos foram: problematizar o significado de profissionais da educação fundamental acerca do"corpo/identidade masculino" como fator de desenvolvimento para a identidade do menino e da menina; analisar os esquemas posturais e gestuais que revelam os diálogos tônico-emocionais entre corpo masculino e infante; identificar os limites e as potencialidades da presença do masculino nos cuidados com a infância. Utilizou-se a metodologia qualitativa na forma de "estudo de caso", envolvendo três escolas, sendo duas na cidade do Rio de Janeiro (RJ) e uma no município de Nilópolis (RJ). Nessas instituições, focalizou-se o ambiente escolar, tendo como critérios fundamentais a presença do professor homem regendo turmas no primeiro segmento, além de professoras mulheres que lecionassem disciplinas transversais para a mesma turma.. Foram realizados registros em vídeo e entrevistas com os profissionais homens- regentes de turma, professoras, pais e gestores. Na análise, foram contempladas as categorias: diálogo tônico, memória corporal e imagem corporal, a partir da perspectiva das Ciências Sociais, da Psicomotricidade e do Pensamento Complexo. No que se refere aos resultados, destacam-se os seguintes: a importância da presença masculina na educação/saúde na infância; a adequação e eficácia de condutas do docente homem, apesar de diferenciadas das condutas da professora; a possibilidade do professor homem gerir as situações do escolar no primeiro segmento ou mesmo na educação infantil. Concluiu-se que as questões de gênero necessitam ser melhor abordadas nos ambientes de educação e saúde, sendo uma questão até de cidadanis a presença de ambos os gêneros nos ambientes que se voltam ao cuidado da infância, onde possamos rever a iniqüidade de gênero, que pode ceifar homens de seus afetos e mulheres de sua racionalidde, desvalorizadas pelo mito de superioridade masculina.
Abstract: The central theme of the research was the place of the male body/identity in children education/health. In broad terms, its aim was to analyze the singularities of the encounter with the male body during professional care in education and in the promotion of child health. The specific goals were: to problematize the importance of elementary school professionals in relation to the “male body/identity” as a development factor of the boy or girl´s identity; to analyze the postural and gestural schemes that reveal the tonic-emotional dialogues between male and infant bodies; to identify the limits and potentialities of men in childhood care. A “case study” qualitative methodology was used, involving three schools, two of them located in Rio de Janeiro (RJ) and one in Nilópolis (RJ). In these institutions, the focus was the school environment, having as main criteria the presence of the male teacher in primary education classes, alongside female teachers of crossdisciplinary subjects in the same groups. Male professionals, teachers, parents and school managers were interviewed and videotaped. The categories of tonic dialogue, body memory and body image were contemplated in the analysis, under the perspectives of Social Sciences, Psychomotricity and Complex Systems. The following can be highlighted: the importance of the male presence in children’s education/health; the adjustment and efficiency of the male teachers’ conduct, albeit different from the conduct of the female teachers; the possibilities for the male teachers to deal with school situations in primary education, or even in preschool. The conclusion is that the matters of gender need a better approach in the areas of education and health, for the presence of both genders in the environments where child care takes place is even a question of citizenship. In these environments, we should be able to review the inequality between genders that can make men part from their affections and women – lowered by the male superiority myth – from their rationality.
Keywords: Public Health
Education
Children
Gender Identity
Male
keywords: Saúde Pública
Educação
Criança
Identidade de Gênero
Masculino
DeCS: Educação
Identidade de Gênero
Saúde Pública
Criança
Issue Date: 2007
Publisher: Instituto Fernandes Figueira
Citation: COSTA, Carlos Eduardo Coelho da. Tem homem na escola!!!: um olhar sobre o corpo, identidade masculino na educação, saúde da infância. 2007. 139 f. Tese (Doutorado em Saúde da Criança e da Mulher e da Criança) - Instituto Fernandes Figueira, Fundação Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, 2007.
Date of defense: 2007-04
Place of defense: Rio de Janeiro
Department: Departamento de Ensino
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Fernandes Figueira
Program: Programa de Pós-Graduação em Saúde da Criança e da Mulher
Copyright: restricted access
Appears in Collections:IFF - Teses de Doutorado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
000072.pdf1.88 MBAdobe PDFThumbnail
    Request a copy



FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.