Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/3520
Full metadata record
DC FieldValue
dc.contributor.advisorTrajano, Alexandre José Baptista
dc.contributor.advisorMendonça, Eduardo Alves
dc.contributor.authorBlanco, Mariangela Nogueira
dc.date.accessioned2011-11-09T14:45:38Z
dc.date.available2011-11-09T14:45:38Z
dc.date.issued2005
dc.identifier.citationBLANCO, Mariangela Nogueira. Gênero, gravidez e parto: a questão da preferência de gênero na relação médico-paciente em obstetrícia. 2005. 83 f. Dissertação (Mestrado em Saúde da Criança e da Mulher)-Instituto Fernandes Figueira, Fundação Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, 2005.
dc.identifier.urihttps://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/3520
dc.description.abstractEste estudo aborda a questão da preferência de gênero na relação médico-paciente em obstetrícia. Buscamos compreender qual a percepção de gênero que é realizada pela gestante na consulta pré-natal e como ela vê a solução do parto em normal ou cesáreo em relação ao gênero do médico.Foi adotada a abordagem qualitativa em saúde.Realizamos entrevistas com gestantes, objetivando compreender os motivos e os significados da preferência pelo gênero do profissional e o que representa o médico do gênero feminino e masculino para a gestante na consulta pré-natal, no parto normal e na cesariana.Os resultados apontam a preferência pelo gênero feminino na consulta pré-natal e parto normal, e pelo gênero masculino na cesariana.No pré-natal, as gestantes indicam as experiências anteriores negativas e a intimidade, como as categorias mais associadas ao contexto da escolha e aos motivos da preferência.No parto normal, as entrevistadas enfocam a similaridade corporal e o conhecimento do ser mulher quando referem à preferência de gênero do profissional médico. Na cesariana, o domínio do saber foi a categoria mais associada no momento da preferência de gênero.Este estudo problematizou a relação médico-paciente. A gestante quer ser respeitada e reconhecida como um ser singular que tem vontades,desejos e preferências.
dc.language.isopor
dc.publisherInstituto Fernandes Figueira
dc.rightsrestricted access
dc.subject.otherGênero
dc.subject.otherGravidez
dc.subject.otherParto
dc.subject.otherPesquisa Qualitativa
dc.subject.otherRelações Médico-Paciente
dc.titleGênero, gravidez e parto: a questão da preferência de gênero na relação médico-paciente em obstetrícia
dc.typeDissertation
dc.degree.date2005-02
dc.degree.departmentDepartamento de Ensino
dc.degree.grantorFundação Oswaldo Cruz. Instituto Fernandes Figueira
dc.degree.levelMestrado Acadêmico
dc.degree.localRio de Janeiro/RJ
dc.degree.programPrograma de Pós-Graduação em Saúde da Criança e da Mulher
dc.creator.affilliationFundação Oswaldo Cruz. Instituto Fernandes Figueira. Departamento de Ensino. Programa de Pós-Graduação em Saúde da Criança e da Mulher. Rio de Janeiro, RJ, Brasil
dc.subject.enGender
dc.subject.enPregnancy
dc.subject.enChildbirth
dc.subject.enQualitative Research
dc.subject.enPhysician-Patient Relationships
dc.subject.decsParto
dc.subject.decsGravidez
dc.subject.decsSatisfação do Paciente
dc.subject.decsRelações Médico-Paciente
Appears in Collections:IFF - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
000160.pdf893.52 kBAdobe PDFThumbnail
    Request a copy


FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.