Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/36234
Title: Melaninas fúngicas: importância na biologia celular e na patogênese
Authors: Almeida-Paes, Rodrigo
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Abstract: Os diferentes tipos de melanina (DHN, eumelanina e piomelanina) podem proteger Sporothrix schenckii e outras espécies relacionadas, como Sporothrix brasiliensis, de agressões na natureza como luz UV e de toxinas produzidas por bactérias vivendo no mesmo ambiente que o fungo. Em parasitismo, a piomelanina é capaz de proteger o fungo de radicais livres de oxigênio e principalmente nitrogênio, além de conferir maior resistência à ação fungicida de fármacos antifúngicos como a anfotericina B, característica compartilhada, em menor proporção, pela melanina derivada de L-DOPA. Outros fungos dimórficos e emergentes são capazes de produzir algum tipo de melanina. O papel biológico destes pigmentos (eumelanina / piomelanina) serão futuramente investigados.
keywords: Fungos
Melanina
Melaninas fúngicas
Biologia Celular
Issue Date: 2015
Citation: ALMEIDA-PAES, Rodrigo. Melaninas fúngicas: importância na biologia celular e na patogênese. Rio de Janeiro, 2015. 38 p.
Copyright: open access
Appears in Collections:INI - Trabalhos Apresentados em Eventos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
melaninas fúngicas.pdf4.07 MBAdobe PDFView/Open



FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.