Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/38633
Title: Ampliando o conceito de deficiência em políticas: uso de modelo baseado na classificação internacional de funcionalidade, incapacidade e saúde no BPC
Authors: Duarte, Cristina Maria Rabelais
Marcelino, Miguel Abud
Boccolini, Cristiano Siqueira
Boccolini, Patrícia de Moraes
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde. Núcleo de Informação, Políticas Públicas e Inclusão Social. Rio de Janeiro, RJ, Brasil / Faculdade Arthur Sá Earp Neto. Faculdade de Medicina de Petrópolis. Petrópolis, RJ, Brasil.
Fundação Oswaldo Cruz. Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde. Núcleo de Informação, Políticas Públicas e Inclusão Social. Rio de Janeiro, RJ, Brasil / Faculdade Arthur Sá Earp Neto. Faculdade de Medicina de Petrópolis. Petrópolis, RJ, Brasil.
Fundação Oswaldo Cruz. Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde. Núcleo de Informação, Políticas Públicas e Inclusão Social. Rio de Janeiro, RJ, Brasil / Faculdade Arthur Sá Earp Neto. Faculdade de Medicina de Petrópolis. Petrópolis, RJ, Brasil.
Fundação Oswaldo Cruz. Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde. Núcleo de Informação, Políticas Públicas e Inclusão Social. Rio de Janeiro, RJ, Brasil / Faculdade Arthur Sá Earp Neto. Faculdade de Medicina de Petrópolis. Petrópolis, RJ, Brasil.
Abstract: O Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social - BPC adota, desde 2009, modelo de avaliação biopsicossocial para elegibilidade, baseado na CIF/OMS, no qual a concepção de deficiência transcende as alterações corpóreas, ao considerar as barreiras vivenciadas no exercício de atividades e participação social. Constitui um marco na aplicação da CIF em políticas públicas no país. Analisar as características do modelo biopsicossocial, baseado na CIF/OMS, para avaliação da deficiência para acesso ao BPC e descrever, a partir da perspectiva deste modelo, o perfil dos requerentes com benefícios deferidos e indeferidos. São analisadas as etapas de avaliação, os atores envolvidos, os instrumentos utilizados e os critérios de decisão que caracterizam o modelo de avaliação biopsicossocial da deficiência para acesso ao BPC. O perfil de deferimento foi analisado na vigência do novo modelo para os anos 2010 e 2014, anos inteiramente com uma única versão dos instrumentos de avaliação vigente, considerando a razão de deferimentos (número de benefícios deferidos dividido pelo número de benefícios indeferidos, multiplicado por 100), segundo idade, gênero e componentes da CIF (barreiras ambientais, alterações corporais, limitações e restrições em atividades e participação) e gênero. A elegibilidade é analisada em duas etapas: 1) renda familiar apurada e declarada no momento da habilitação; 2) avaliação da deficiência, por assistente social e por perito médico, que qualificam a intensidade das barreiras ambientais, das alterações corpóreas e das limitações e restrições, com base na CIF. O resultado da avaliação é obtido pela combinação de qualificadores desses três componentes. Há maior proporção de deferimentos entre homens e jovens. Entre os deferidos, primam qualificações graves ou completas e, no caso dos indeferidos, observam-se alterações corpóreas e limitações e restrições menos intensas. Grande proporção dos avaliados enfrenta barreiras ambientais importantes. Conclusões/Considerações Como decorrência do modelo de avaliação, apenas requerentes com alterações corporais potencialmente de longo prazo, com limitações e restrições moderadas, graves ou completas, são elegíveis ao benefício. A análise do perfil evidenciou importante vulnerabilidade social dos requerentes, pela grande proporção de barreiras ambientais enfrentadas, sublinhando a necessidade de políticas públicas voltadas também para os segmentos não atendidos pelo BPC.
keywords: BPC
Políticas Públicas
Vulnerabilidade Social
Issue Date: 2018
Publisher: ABRASCO
Citation: DUARTE, Cristina Maria Rabelais et al. Ampliando o conceito de deficiência em políticas: uso de modelo baseado na classificação internacional de funcionalidade, incapacidade e saúde no BPC. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS EM SAÚDE, 8., 2019, João Pessoa. Anais... João Pessoa: ABRASCO, 2019. 2 p.
ISBN: 978-85-85740-10-8
Copyright: open access
Appears in Collections:ICICT - Trabalhos Apresentados em Eventos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Cristina_Maria_Rabelais_Duarte.pdf1.13 MBAdobe PDFView/Open



FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.