Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/4425
Title: Estudo da associação entre exposições ambientais e ocupacionais e a ocorrência de fendas lábio-palatinas em uma amostra hospitalar
Other Titles: Study of the association between ambient and occupational expositions and the occurrence of cracks lip-palatinas in one it shows hospital
Advisor: Paumgartten, Francisco José Roma
Authors: Leite, Isabel Cristina Gonçalves
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Abstract: As fendas lábio-palatinas constituem uma das malformações faciais mais comumente descritas, sendo subdivididas em 2 grandes grupos: fendas lábio-palatinas (FL P) e fendas palatinas isoladas (FP). Resultantes de falhas de fusão dos processos faciais entre a 6ª e 10ª semana de vida intra-uterina são, provavelmente, ocasionados pela interação de processos genetivamente determinados e a resposta celular a fatores ambientais. Após a revisão sistemática da literatura internacional, foi conduzido um estudo caso-controle de base hospitalar, reunindo 274 casos de [(FL P) + FP] não sindrômicas, pareando seus controles (2) por idade ( 2 meses), sexo e região de procedência. A análise de regressão logística condicional exibiu medidas de risco (OR) e seus respectivos intervalos de confiança (IC 95 por cento) para algumas exposições concordantes com a literatura, bem como identificou possíveis fatores de risco ainda não descritos. No universo de casos analisados, a história de ocorrência de fendas orofaciais na família paterna (OR 14,01; IC 95 por cento 6,32-32,01) e materna (OR 5,96; IC 95 por cento 1,33-11,84), bem como a história de outros tipos de malformações familiares (OR 2,04; IC 1,33-11,84) foram considerados fatores de risco. Quanto ao estilo de vida dos pais, o mesmo comportamento foi demonstrado pelo agismo materno passivo (OR 1,48; IC 95 por cento 1,01-2,01) e o etilismo materno no primeiro trimestre (OR 2,16; IC 95 por cento 1,39-3,35). A análise das condições de saúde materna confirmam a elevação de risco para antecedentes de crises convulsivas (OR 8,01; IC 95 por cento 2,23-28,81), quadros de infecção ginecológica (OR 2,77; IC 95 por cento 1,50-5,10) e condições classificadas como viroses (OR 7,57; IC 95 por cento 2,46-23,32). A administração de medicamentos como antibióticos, anticonvulsivantes, antifúngicos e consumo freqüente de chás (preto e mate, especialmente) também estiveram associados à ocorrência. O consumo de complexos vitámínicos no primeiro trimestre foi identificado como fator de proteção, embora não estatisticamente significativo. Quanto a exposições ambientais foram identificados como fatores de risco a proximidade residencial a fábricas/indústrias e o uso habitual de inseticidas comerciais ou decorrente do controle público de vetores. O risco ocupacional materno foi identificado em trabalhadoras domésticas (OR 2,34; IC 95 por cento 1,43-3,85) e nas atividades da área da saúde (OR 4,33; IC 95 por cento 0,99-27,81).
Abstract: Oral clefts constitute some of the most commonly facial described malformations, being subdivided in 2 main groups: cleft lip and palate (CL ± P) and cleft palate only (CP). They result from flaws on the facial processes coalition usually carried out between the 6th and the 10th intrauterine weeks, probably subsequent to interaction between genetic and environmental factors. Following a comprehensive literature review, a hospital based case-control study was carried out enrolling 274 non syndromic [(CL ± P) plus CP] cases and age-frequency (two months), gender and geographic area matched controls (two per case). Conditional logistic regression was carried out to estimate odds ratios (OR) for selected exposures. Statistically significant associations were observed for current oral clefts and their paternal or maternal family antecedents (OR 14.01, 95% CI 6.32-32.01 and OR 5.96, 95% CI 1.33-11.84, respectively), as well as antecedents of other malformation in the family (OR 2.04; 95% CI 1.33- 11.84). According to parents' lifestyle risk factors, association were also observed for passive maternal smoking (OR 1.48, 95% CI 1.01-2.01) and antecedents of maternal alcohol intake during early pregnancy (OR 2.16, 95% CI 1.39-3.35). Oral clefts were also associated to antecedents of gynecological infection (OR 2.77; 95% IC 1.50-5.10) and virus infection (OR 7.57; 95% IC 2.46-23.32). Drugs intake such as antibiotics, anticonvulsive drugs, fungicides and tea or related infusions frequent consumption (specially black tea and mate) were also associated to the occurrence of these malformations. The consumption of vitamins in the first pregnancy quarter was identified as a protective factor (not statistically significant). Residential proximity to factories/industries, at-home regular use of combined branded insecticides and reported exposure to pesticides aerosols in governmental vectors control programs were also associated as risk factors to oral clefts. Maternal occupational risk was identified among housewives (OR 2.34; 95% CI 1.43-3.85) and health workers (OR 4.33; 95% CI 0.99-27.81).
Keywords: Case-control study
Chemical exposures
Environmental and occupational exposures
Risk factors
Oral clefts
keywords: Fissura Palatina
Caso-controle
Exposições ambientais e ocupacionais
Exposição química
Fatores de risco
Fendas lábio-palatinas
Issue Date: 2002
Citation: LEITE, Isabel Cristina Gonçalves. Estudo da associação entre exposições ambientais e ocupacionais e a ocorrência de fendas lábio-palatinas em uma amostra hospitalar. 2002. 167 f. Tese (Doutorado em Saúde Pública)-Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, 2002.
Place of defense: Rio de Janeiro
Department: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz
Copyright: open access
Appears in Collections:ENSP - Teses de Doutorado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
146.pdf3.24 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.