Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/4503
Full metadata record
DC FieldValue
dc.contributor.advisorHortale, Virginia Alonso
dc.contributor.advisorDantas, Estélio Henrique Martins
dc.contributor.authorMello, Danielli Braga de
dc.date.accessioned2012-09-05T18:24:05Z
dc.date.available2012-09-05T18:24:05Z
dc.date.issued2008
dc.identifier.citationRio de Janeiro s.n 2008 xii,93p b
dc.identifier.urihttps://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/4503
dc.description.abstractIntrodução: O sobrepeso e a obesidade vêm crescendo em prevalência entre indivíduos idosos, e a relação entre a mudança da composição corporal e síndromes geriátricas específicas recentemente vem atraindo a atenção de pesquisadores, pelo alto impacto econômico da obesidade na população idosa, tanto em recursos humanos quanto materiais (KUO et al, 2006). Objetivo: Analisar parâmetros da composição corporal determinantes na qualidade de vida de indivíduos idosos. Amostra: Foram avaliados 144 indivíduos idosos (acima de 60 anos), ambos os sexos, participantes do projetosocial promovido pela Secretaria Municipal de Esportes e Lazer/Câmara Municipal do Rio de Janeiro, no Centro Esportivo Miécimo da Silva, de 2005 a 2007, classificados como fisicamente ativo pelo questionário internacional de atividade física (IPAQ). Metodologia: Nesta pesquisa descritiva correlacional foi avaliada a qualidade de vida através do questionário WHOQOL-OLD (WHO, 2004), e os seguintes parâmetros decomposição corporal: estatura, peso, medidas circunferenciais, dobras cutâneas, Índice de Massa Corporal (IMC), Relação Cintura-Quadril (RCQ), circunferência de cintura (CC), e nível de atividade física (testes Baecke e IPAQ). O presente estudo observou dois momentos distintos no tratamento estatístico: o primeiro relativo à descrição dos dados segundo as variáveis experimentais, observando os protocolos de avaliação da normalidade (Komogorov-Smirnov) destas e suas potências de tamanho amostral, além do cálculo dos valores médios e demais parâmetros estatísticos de quantificação das dimensões variacionais; o segundo momento tratou da parte inferencial do estudo buscando testar o corpo de hipóteses segundo o teste não paramétrico Qui-quadrado de Pearson para verificação de associação (p menor ou igual a 0,05). O método de classificação de Cluster também foi utilizado para variáveis que observam distribuições sob uma curva normal e de conteúdo contínuo paramétrico, resultando em divisão da amostra em três grupos. Resultados: Dos idosos avaliados, 67 por cento apresentaram obesidade, e observou-se que aproximadamente 50 por cento do grupo avaliado apresentou índices elevados de RCQ e CC. Este maior acúmulo de gordura na região central do corpo está relacionado à maior incidência de disfunções crônicas degenerativas (CABRERA et al, 2005). O escore total da qualidade vida no WHOQOL-OLD apresentado pelos idosos deste estudo foi de13,17 (57,28 por cento) de satisfação. Este escore se deve principalmente às respostas das facetas 2, 3, 4 e 6. As mesmo tempo, o escore 1 funcionamento sensório e o escore 5morte e morrer tiveram os mais baixos escores. O grupo de Cluster que apresentou uma maior prevalência em relação aos demais (grupo 2) possui um escore intermediário de atividade física enquanto que o de menor percentual relativo (grupo 3) possui os maiores níveis de atividade física. Ao correlacionar as variáveis, observa-se uma associação significativa (p=0,017) para p menor ou igual a 0,05 entre as variáveis sexo e RCQ. A dobra subescapular também apresenta associação significativa (p=0,001) para p menor ou igual a 0,05 com avariável IMC (p=0,006) e CC. Observa-se ainda associação significativa para p menor ou igual a 0,05 entre as variáveis RCQ, nível de atividade física (Baecke) e o escore total de qualidade de vida, o que representa que indivíduos com menores valores de RCQ apresentamsimultaneamente melhores níveis de atividade física e melhor qualidade de vida. Conclusão: A qualidade de vida global e suas diferentes facetas sugerem duas formas diferentes de avaliação da qualidade de vida de idosos: como um todo (domínio global)ou seus aspectos isolados (facetas)
dc.language.isopor
dc.rightsopen access
dc.subject.otherIdoso
dc.subject.otherEnvelhecimento
dc.subject.otherObesidade
dc.subject.otherQualidade de Vida
dc.titleInfluência da obesidade na qualidade de vida de idosos
dc.title.alternativeInfluence of obesity on quality of life of elderly
dc.typeThesis
dc.degree.departmentEscola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca
dc.degree.grantorFundação Oswaldo Cruz
dc.degree.levelDoutor
dc.degree.localRio de Janeiro
dc.creator.affilliationFundação Oswaldo Cruz. Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Appears in Collections:ENSP - Teses de Doutorado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
327.pdf738.01 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open



FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.