Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/5472
Title: Prevalência de fatores de risco cardiovasculares e adesão ao tratamento em pacientes cadastrados no sistema de acompanhamento de hipertensos e diabéticos (HIPERDIA) em unidade de referência de Fortaleza, Ceará, 2002-2005
Other Titles: Prevalence of cardiovascular risk factors and treatment adherence in patients registered in the tracking system of hypertensive and diabetic (HIPERDIA) in a reference of Fortaleza, Ceará, 2002-2005
Advisor: Koifman, Rosalina Jorge
Authors: Ramos, Ana Lúcia de Sá Leitão
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Abstract: Resumo: A hipertensão arterial e o diabetes constituem-se em importantes fatores de risco (FR) para as doenças cardiovasculares (DCV). Um dos maiores desafios no combate à HAS e ao diabetes é a não aderência à terapêutica. Objetivo: Investigar aprevalência de FR cardiovasculares e a adesão ao tratamento em pacientes cadastrados no Sistema de Acompanhamento de Hipertensos e Diabéticos (HIPERDIA) em unidadede referência de Fortaleza, Ceará, 2002 - 2005. Métodos: A dissertação está estruturada na forma de dois artigos: primeiro artigo: estudo observacional e transversal com 682pacientes inscritos no HIPERDIA do Centro Integrado de Diabetes e Hipertensão (CIDH), em Fortaleza-Ceará, entre setembro de 2002 / fevereiro de 2003; segundo artigo:seguimento retrospectivo (24 meses) de uma amostra probabilística com 249 pacientes inscritos no HIPERDIA do CIDH, em Fortaleza-Ceará, com seguimento entre setembro de 2002 / fevereiro de 2005. A coleta de dados foi efetuada a partir das fichas decadastro do HIPERDIA e por intermédio dos prontuários do CIDH. Descreveram-se as distribuições de prevalências das variáveis dos estudos e realizaram-se as razões de prevalências para FR potencialmente associados aos desfechos, com IC = 95 por cento.Resultados: Primeiro artigo: observou-se igual prevalência de sedentarismo em homens (52,7 por cento) e mulheres (55,4 por cento). O agismo (24,3 por cento) foi mais prevalente nos homens, enquanto que (68,9 por cento) das mulheres tinham a cintura acima do anormal e (31 por cento) eram obesas. A maioria dos pacientes cadastrados era hipertenso e diabético (55,5 por cento). O IAM (8,8 por cento) e outros eventos coronarianos (11,0 por cento) foram mais prevalentes entre as mulheres. Uma associação positiva, com DCV e sedentarismo (RP=1,46), cintura(RP=1,89) e faixa etária (RP= 1,99) foi obtida, com significância estatística. Segundo artigo: observou-se que os homens (47, 8 por cento) foram menos aderentes ao tratamento, que as mulheres (42,2 por cento) e a não aderência foi mais prevalente no 2º ano do seguimento. A associação entre os FR e da não aderência, não apresentou significância estatística em ambos os sexos. Conclusão: os pacientes do CIDH cadastrados no HIPERDIA fazemparte de uma população de elevado risco para a DCV e de elevada prevalência de não aderência ao tratamento. Faz-se necessário, portanto, que programas de intervençãomultidisciplinar sejam implementados, na tentativa de modificar este quadro.
keywords: Doenças Cardiovasculares
Hipertensão
Desistência do Paciente
Diabetes Mellitus
Diabetes Mellitus
Complicações do Diabetes
Issue Date: 2008
Citation: Rio de Janeiro s.n 2008 xiv,73p b
Place of defense: Rio de Janeiro
Department: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz. Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca
Copyright: open access
Appears in Collections:ENSP - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
1065.pdf518.87 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.