Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/548
Title: Distribuição espacial da leptospirose no Rio Grande do Sul, Brasil: recuperando a ecologia dos estudos ecológicos
Other Titles: Spatial distribution of leptospirosis in Rio Grande do Sul, Brazil: recovering the ecology of ecological studies
Authors: Barcellos, Christovam de Castro
Lammerhirt, Célia Beatriz
Almeida, Marco Antonio B. de
Santos, Edmilson dos
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Centro de Informação Científica e Tecnológica. Departamento de Informações em Saúde. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Governo do Estado do Rio Grande do Sul. Secretaria Estadual de Saúde do Rio Grande do Sul. Centro de Vigilância Ambiental. Porto Alegre, RS, Brasil.
Governo do Estado do Rio Grande do Sul. Secretaria Estadual de Saúde do Rio Grande do Sul. Centro de Vigilância Ambiental. Porto Alegre, RS, Brasil.
Governo do Estado do Rio Grande do Sul. Secretaria Estadual de Saúde do Rio Grande do Sul. Centro de Vigilância Ambiental. Porto Alegre, RS, Brasil.
Abstract: A leptospirose apresenta no Estado do Rio Grande do Sul uma grande diversidade de situações de exposição, reservatórios, agentes etiológicos e quadros clínicos. O principal objetivo desse trabalho é identificar áreas de maior risco e possíveis componentes ecológicos da transmissão da leptospirose por meio da agregação de dados epidemiológicos em unidades espaciais que representem a diversidade sócio-ambiental do Estado. Os 1.274 casos confirmados de leptospirose ocorridos em 2001 foram georreferenciados por município de residência. Os mapas de municípios foram sobrepostos aos de caracterização de uso do solo, relevo e bacias hidrográficas. Com as operações de SIG, foram calculadas as taxas de incidência para cada categoria e sua significância estatística. As maiores taxas de incidência foram verificadas em áreas sedimentares litorâneas, de baixa altitude e uso do solo predominantemente agrícola. Nessas áreas, a maior parte dos casos está associada à lavoura irrigada. Os resultados sugerem a existência de características ecológicas favoráveis à transmissão da leptospirose em locais de proliferação de roedores sinantrópicos e de produção agrícola intensiva. São discutidos os efeitos da agregação de dados em unidades ambientais na análise de dados epidemiológicos e estratégias de controle da endemia no Estado.
Abstract: Leptospirosis is an endemic disease in the State of Rio Grande do Sul, Brazil, and presents a broad diversity of exposure routes, reservoirs, etiological agents, and clinical features. The main objective of this work is to identify transmission areas and possible ecological components of leptospirosis transmission. This was accomplished through the aggregation of epidemiological data into spatial units that represent the State’s socio-environmental diversity. The 1,274 confirmed leptospirosis cases that occurred in 2001 were georeferenced in the counties of residence. The county maps were overlaid on environmental units characterizing land use, altitude, and river basins. Incidence rates for each environmental class were calculated, along with their statistical significance, through GIS aggregation operations. The highest incidence rates were verified in coastal sedimentary areas with low altitude and predominantly agricultural land use. In these areas, most of the cases were associated with irrigated farming. The results suggest the existence of favorable ecological characteristics for leptospirosis transmission in places involving proliferation of peri-domiciliary rodents and intensive agricultural production. The article discusses the effects of data aggregation into environmental units, as well as strategies to control the endemic in the State.
Keywords: Leptospirose
Ecologia
Vigilância
Sistemas de Informações Geográficas
Keywords: Leptospirosis
Ecology
Surveillance
Geographic Information System
DeCS: LEPTOSPIROSE/transmissäo
DISTRIBUICAO ESPACIAL
ECOLOGIA
LEPTOSPIRA INTERROGANS
Issue Date: 2003
Publisher: Escola Nacional de Saúde Pública/ Fundação Oswaldo Cruz
Citation: BARCELLOS, C. et al. Distribuição espacial da leptospirose no Rio Grande do Sul, Brasil: recuperando a ecologia dos estudos ecológicos. Cadernos de Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 19, n. 5, p. 1283-1292, set./out. 2003.
DOI: 10.1590/S0102-311X2003000500007
ISSN: 0102-311X
Copyright: open access
Appears in Collections:ICICT - Artigos de Periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
BARCELLOS_Distribuicao espacial da leptospirose RS_2003.pdf1.4 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.