Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/6411
Title: A facilitação do acesso de alunos com deficiência visual ao ensino superior na área biomédica: pesquisa para o desenvolvimento e avaliação de materiais e métodos aplicáveis ao estudo de disciplinas morfológicas
Advisor: Coutinho, Cláudia Mara Lara Melo
Members of the board: Lemos, Evelyse dos Santos
Pletsch, Márcia Denise
Rodrigues, Olga Maria Piazentin Rolim
La Rocque, Lucia Rodriguez de
Rezende Filho, Luiz Augusto Coimbra de
Authors: Comarú, Michele Waltz
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Oswaldo Cruz. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Abstract: As leis que regem a educação no Brasil, em consonância com os princípios éticos que envolvem o trabalho do educador, estabelecem que as instituições escolares recebam e forneçam ensino de qualidade para alunos com deficiência. As estatísticas revelam que, atualmente, centenas destes alunos estão matriculadas em cursos de graduação. De acordo com dados do Ministério da Educação, a demanda por cursos de graduação de alunos com deficiência está seguindo uma tendência de crescimento nos últimos anos. A verdadeira inclusão educacional desenvolve-se à medida que estratégias de ensino possam ser aplicadas, garantindo-se a mesma formação para todos os discentes, em um espaço físico comum e não discriminatório. São escassos os relatos das experiências e das metodologias desenvolvidas por pesquisadores e professores para adequar necessidades especiais à promoção do ensino superior de qualidade, particularmente no que se refere às disciplinas de cursos da área biomédica. Nesta tese foram desenvolvidas e compartilhadas ações concretas e novas metodologias de ensino para alunos com deficiência visual de graduações da área biomédica. Esta área foi eleita, uma vez que ainda representa um abismo para muitos alunos e professores por possuir disciplinas técnicas, muito específicas, de caráter prático e que exigem o uso de todos os sentidos para sua compreensão pelos métodos tradicionais de ensino – como é o caso das disciplinas morfológicas. Foram utilizados como referenciais teóricos a teoria da aprendizagem significativa crítica e a teoria da educação para a cidadania. A pesquisa é do tipo teórico-empírica e sua abordagem segue uma perspectiva qualitativa. Os dados disponíveis relativos ao número de alunos com deficiência no Brasil foram analisados e outros novos dados foram apresentados, entre eles o número de alunos com deficiência visual cursando especificamente graduações da área biomédica no estado do Espírito Santo e os cursos mais procurados por esses alunos. Ações para a promoção da inclusão foram apresentadas e discutidas, entre elas aquelas desenvolvidas pela Universidade Autônoma e pela Escola Universitária de Fisioterapia da ONCE, ambas em Madri (Espanha) onde foi realizada investigação presencial, e por instituições brasileiras, como a Faculdade Estácio de Sá de Vitória. Pranchas de microscopia utilizando relevo e texturas para o ensino de histologia na graduação foram desenvolvidas como recursos pedagógicos e validadas tanto para utilização por alunos com deficiência visual quanto por alunos videntes. Conclui-se que existe uma pressão numérica de alunos com deficiência chegando ao ensino superior; que a proposta do uso de modelos pode funcionar como uma solução metodológica de acesso ao conteúdo de disciplinas morfológicas; e que núcleos de apoio institucionais têm papel fundamental neste processo de inclusão.
Abstract: The laws governing the Brazilian education establish that educational institutions must receive students with disabilities and provide them a system of quality, which is in agreement with the ethical principles that involve the work of the education. Statistics show that today, hundreds of students are enrolled in undergraduate courses. According to the Brazilian Federal Education Department the demand for undergraduate students with disabilities is growing in recent years. The real educational inclusion is developed as teaching strategies can be applied, ensuring the same training for all students in a common physical and non-discriminatory space. There are few reports of experiences and methodologies developed by researchers and teachers to promote a higher quality education adapted to students with special needs, particularly regarding the disciplines of biomedical courses. In this thesis concrete actions and new teaching methodologies for biomedical undergraduate students with visual disabilities were developed and shared. This area was chosen since there is still a gap for many students and teachers and it possesses technical disciplines of practical qualities, which also requires the use of all senses to their understanding by traditional teaching methods – for instance morphologic disciplines. The theory of critical meaningful learning and the theory of education for citizenship were used as the theoretical framework. The research has a theoretic-empirical approach and it follows a qualitative perspective. The available data concerning the number of students with disabilities in Brazil were analyzed and some new data were presented, including the number of students with visual impairments attending undergraduate courses in the biomedical area in the state of Espirito Santo and the courses most wanted by them. Actions to promote inclusion were discussed, including those developed by the Autonoma University and the University School of Physiotherapy of ONCE, both in Madrid (Spain) where a research was conducted in person, and in Brazilian institutions as the Estácio de Sá Faculty of Vitoria. Boards microscopy using terrain and textures for teaching undergraduate histology were developed and validated as teaching resources for using by both students with visual impairments and students without any disability. We conclude that there is a relevant number of students with disabilities entering in the university. We also believe that use of models may serve as a methodological solution to the access of the contents of morphological disciplines and we consider that institutional support centers have an important role in this process of inclusion.
Keywords: Education of Visually Disabled /methods
Education, Higher
Teaching Materials
keywords: Educação de Pessoas com Deficiência Visual /métodos
Educação Superior
Materiais de Ensino
DeCS: Educação de Pessoas com Deficiência Visual /métodos
Educação Superior
Materiais de Ensino
Issue Date: 2012
Publisher: Instituto Oswaldo Cruz.
Citation: COMARÚ, Michele Waltz. A facilitação do acesso de alunos com deficiência visual ao ensino superior na área biomédica: pesquisa para o desenvolvimento e avaliação de materiais e métodos aplicáveis ao estudo de disciplinas morfológicas. 2012. 126 f. Tese (Doutorado em Ensino em Biociências e Saúde) – Instituto Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, 2012.
Date of defense: 2012
Place of defense: Rio de Janeiro / RJ
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Oswaldo Cruz.
Program: Curso de Pós-Graduação em Ensino em Biociências e Saúde
Copyright: open access
Appears in Collections:IOC - PGEBS - Teses de Doutorado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Michele_Waltz.pdfDocumento principal1.53 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.