Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/6820
Full metadata record
DC FieldValue
dc.contributor.advisorKlug, Daniel
dc.contributor.authorAvila, Joseana de Oliveira Garcia
dc.date.accessioned2013-08-22T21:01:28Z
dc.date.available2013-08-22T21:01:28Z
dc.date.issued2012
dc.identifier.citationAVILA, Joseana de Oliveira Garcia. A avaliação do nível de conhecimento como ferramenta de prevenção e controle da leishmaniose visceral. 2012. 22f. Monografia (Especialização em Comunicação em Saúde) - Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde, Fundação Oswaldo Cruz / Grupo Hospitalar Conceição, Rio Grande do Sul, 2012
dc.identifier.urihttps://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/6820
dc.description.abstractA informação que produzimos no cotidiano tem grande potência para modificar comportamentos e qualificar nossas ações. Pensando em informar, foi que escolhi em usar a ferramenta da informação como controle e prevenção da leishmaniose viceral (LV). A leishmaniose visceral é uma doença zoonótica grave, em expansão demográfica que se espalha lentamente e afeta órgãos vitais como fígado e baço e se não tratada e diagnosticada corretamente, pode ser fatal. Causada por protozoários do gênero Leishmania, que tem como principal reservatório o cão. Sua transmissão se dá através das suas duas formas: antroponótica e zoonótica onde ocorre a picada do mosquito palha infectado com o protozoário. Apesar dos esforços de tentar controlar a disseminação da doença, adotando o uso de três medidas básicas, como: o tratamento dos casos humanos, a eutanásia de cães soropositivos e a redução da população de vetores, através da aplicação de inseticida nos domicílios situados em área endêmica, a leishmaniose visceral tem se expandindo no país muito em função dos processos de urbanização, alterações no ambiente natural e desinformação da população. O objetivo desse estudo é evidenciar que existe desconhecimento sobre a LV pelas pessoas que buscam os serviços veterinários no consultório. Método: através da aplicação de um questionário aos proprietários de cães que forem ao consultório para consulta sobre informações do habitat do seu cão e a respeito da LV. O grupo participante do estudo compreenderá pacientes, selecionados de forma aleatória, residentes nos bairros entorno do consultório e que forem ao consultório para consultas e vacinação. Após realizada a coleta e a análise dos dados, se segue com a interpretação para confecção do material informativo que será distribuído a todos que forem ao consultório, afim de desenvolver a informação como ferramenta no controle e prevenção da LV
dc.language.isopor
dc.rightsopen access
dc.titleA avaliação do nível de conhecimento como ferramenta de prevenção e controle da leishmaniose visceral
dc.typeTCC
dc.degree.grantorFundação Oswaldo Cruz. Instituto de Comunicação e Informação Cientifica e Tecnológica em Saúde; Grupo Hospitalar Conceição
dc.degree.localPorto Alegre/RS
dc.degree.programPrograma de Pós-Graduação em Informação Científica e Tecnológica em Saúde
dc.creator.affilliationFundação Oswaldo Cruz.Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
dc.subject.decsLeishmaniose Visceral
dc.subject.decsZoonoses
dc.subject.decsDoenças do Cão
dc.subject.decsInformação Pública
dc.subject.decsDisseminação de Informação
Appears in Collections:ICICT - Trabalhos de Conclusão de Curso - Especialização ICTS - RS

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Joseana de Oliveira Garcia Ávila[1].pdf432.21 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.