Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/8435
Full metadata record
DC FieldValue
dc.contributor.advisorMarzochi, Keyla Belizia Feldman
dc.contributor.advisorHomma, Akira
dc.contributor.authorPassos, Janaína Pinho da Silva
dc.date.accessioned2014-09-24T12:58:28Z
dc.date.available2014-09-24T12:58:28Z
dc.date.issued2004
dc.identifier.citationPASSOS, J. P. S. Padronização do método de produção do antígeno para intradermorreação de Montenegro. 2004. 88 f. Dissertação (Mestrado em Vigilância Sanitária) - Fundação Oswaldo Cruz, Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde, Rio de Janeiro, 2004.
dc.identifier.urihttps://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/8435
dc.description.abstractO teste intradérmico para o diagnóstico da Leishrnaniose foi preconizado por Montenegro em 1926. Tratava-se de um extrato alcalino de formas promastigotas de Leishmania que se acreditava livre de partículas e de parasitos inteiros. Atualmmte, os antígenos mais utilizados constituem-se ainda de formas promastigotas, algumas íntegras e outras sonicadas, a partir de "pool " cepas de Leishmania ou cepas únicas, diluídas em soluções preservadoras como salinas fenoladas 0,4 por cento ou mertiolatadas 1:10.000. A produção do antígeno, não tem portanto uma padronização definida no Brasil e no Mundo e vários preparações antigênicos em diferentes apresentações são descritas comprometendo a qualidade e a comparabilidade das respostas. Justificou-se assim, a necessidade de padronização da metodologia para a produção do antígeno de Montenegro, em diferentes fases. Este estudo propôs definições de padrões na produção do antígeno para a intradermorreação de Montenegro em relação a melhor inóculo padronizado de promastigotas, métodos de quantificação de concentração de proteínas, prazo de validade e controles de qualidade, universalmente aceitos.
dc.language.isopor
dc.rightsopen access
dc.subject.otherAntígeno de Montenegro
dc.titlePadronização do método de produção do antígeno para intradermorreação de Montenegro
dc.title.alternativeStandardized methodology to produce Montenegro's antigen intradermal reactions
dc.typeDissertation
dc.degree.date2004-12-08
dc.degree.grantorFundação Oswaldo Cruz. Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde
dc.degree.localRio de Janeiro/RJ
dc.degree.programPrograma de Pós-Graduação em Vigilância Sanitária
dc.description.abstractenMontenegro’s antigen was advocated publicly by Montenegro in 1926 for leishmaniasis diagnosis through intradermal test. It was an alkaline extract of Leishmania promastigotes forms, which was thought to be particles of and parasites free. However, nowadays the most used antigens are of promastigotes forms, some of which are integral and others are sonicated as from pool of Leishmania strains or single ones diluted in preserving solutions like phenol or merthiolate saline. The production of this antigen has not been standardized in Brazil or worldwide; thus several antigen preparations, in different doses, are described jeopardizing the quality and comparison of answers. Therefore, it was made necessary a standardized methodology to produce Montenegro’s antigen in different phases. This study propose antigen definitions for Montenegro’s intradermal reactions related to the best promastigotes inoculum, protein concentration checking methods, validity and quality controls equivalent to the vaccines ones.
dc.creator.affilliationFundação Oswaldo Cruz. Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
dc.subject.enMontenegro's Antigen
dc.contributor.memberMarzochi, Keyla Belizia Feldman
dc.contributor.memberSilva, José Godinho da
dc.subject.decsLeishmaniose
dc.subject.decsAntígenos
dc.subject.decsControle de Qualidade
dc.subject.decsVigilância Sanitária
Appears in Collections:INCQS - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
154.pdf7.27 MBAdobe PDFView/Open



FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.