Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/9242
Title: Caracterização imunofenotípica da fração mononuclear da medula óssea de pacientes com cardiomiopatia chagásica crônica
Advisor: Carvalho, Antonio Carlos Campos de
Costa, Patrícia Cristina dos Santos
Members of the board: Cunha, Ademir Batista da
Del Corsso, Cristiane
Magalhães, Elizabeth Soares da Silva
Cruz, Fernando Eugênio
Authors: Muccillo, Fabiana Bergamin
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto de Pesquisa Clínica Evandro Chagas, Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Abstract: As cardiopatias crônicas estão nos primeiros lugares da lista de doenças com elevado índice de morbimortalidade mundial. Dentre elas, a doença de Chagas, considerada negligenciada pela Organização Mundial de Saúde, integra esse grupo, e afeta, aproximadamente, nove milhões de brasileiros, sendo que entre esses, 30% poderão desenvolver algum grau de comprometimento cardíaco durante a fase crônica da doença. O acometimento cardíaco da doença é caracterizado por uma resposta inflamatória exacerbada que leva à destruição progressiva do miocárdio, resultando em insuficiência cardíaca congestiva (ICC). O único tratamento disponível para pacientes, nesse estágio da doença, seria o transplante cardíaco, com todas as suas complicações clínicas e sócio-econômicas. Nesse contexto, surge a terapia celular como alternativa terapêutica. Estudos na Bahia comprovaram segurança no uso da terapia celular em cardiopatas chagásicos. A partir deles, iniciou-se, no Brasil, o Estudo Multicêntrico Randomizado de Terapia Celular em Cardiopatias (EMRTCC), com o objetivo de verificar a eficácia do tratamento com células mononucleares de medula óssea (CMMO) na cardiopatia chagásica e em mais três outras cardiopatias Diversos estudos com CMMO de pacientes com cardiopatia isquemia crônica e aguda demonstraram diferenças expressivas em parâmetros importantes quando comparados a CMMO de indivíduos normais, tais como: a capacidade de migração e de formação de colônias após implante. O nosso trabalho analisou a fração mononuclear das CMMO extraídas dos pacientes portadores da doença de Chagas crônica para o EMRTCC no Instituto Nacional de Cardiologia (INC), visando caracterizar fenotipicamente as linhagens celulares da mesma. Averiguamos o percentual de células precursoras e o perfil leucocitário dessa fração, através da imunofenotípagem por citometria de fluxo. A fim de comparação, utilizamos amostras da mesma fração extraída de medulas de doadores normais e pacientes do EMRTCC com cardiopatia isquêmica crônica. Concluímos que pacientes com doença de Chagas submetidos à terapia celular apresentam um perfil hematopoiético com produção de todas as linhagens constitutivas da medula óssea, além de apresentarem atividades funcionais de caráter imunológico, tanto de resposta inata, quanto adaptativa, esperadas em pacientes acometidos pela cardiopatia chagásica crônica
Abstract: Chronic h eart diseases occupy the first places in the list of diseases with high morbidity and mortality rate worldwide. Among them, Chagas disease, c onsidered neglected by the World Health Organization, integrates this group, and affects approximately nine million Brazilians, among whose , 30% will develop some degree of cardiac involvement during the chronic phase of the disease. The cardiac disease is characterized by an exaggerated inflammatory response that leads to the progressive destruction of the myocardium, resulting in congestive heart failure. The only treatment available to patients at this stage of the disease would be heart transplantation, with all its clinical and socio - economic complications . In this context cell therapy is an alternative therapy. Studies in Bahia proved cell therapy in cardiac chagasic patients to be safe and based on them, began in Brazil, the Randomized Multicenter Stu dy of Cell Therapy in Cardi opathies (EMRTCC), in order to verify the effec acy of treatment with mononuclear cells Bone marrow (BMMC) in Chagas heart disease and in three other heart diseases. Several studies with BMMC from patients with with acute and chro nic ischemi c heart disease demonstrated significant differences in important parameters when compared to BMMC from normal patients, such as: migration ability and colony formation after implantation. Our study analyzed the mononuclear fraction of BMMC extr acted from Chagas ic patients enrolled in the EMRTCC at the National Cardiology Institute (INC), to characterize the se cells phenotyp ically . Using flow citometry we establis hed the percentage of precursor cells and white blood cell count in this fraction. F or comparison, we used the same fraction extracted from the marrow of normal donors and EMRTCC patients with chronic ischemic heart disease . We conclude that patients with Chagas disease who underwent stem cell therapy have a profile with production of all hematopoietic lineages constituents of bone marrow , b esides presenting character istic of both in n a te , as well adaptive immune responses , expected from patients suffering from Chagas heart chronic
DeCS: Doença de Chagas
Imunofenotipagem
Cardiomiopatia Chagásica
Ensaio Clínico Controlado Aleatório
Terapia Baseada em Transplante de Células e Tecidos
Issue Date: 2013
Citation: MUCILLO, F. B. Caracterização imunofenotípica da fração mononuclear da medula óssea de pacientes com cardiomiopatia chagásica crônica. 2013. 138f. Dissertação (Mestrado em Pesquisa Clínica em Doenças Infecciosas em Cardiologia e Infecção) – Fundação Oswaldo Cruz, Instituto de Pesquisa Clínica Evandro Chagas, Rio de Janeiro, 2013
Date of defense: 2013
Place of defense: Rio de Janeiro/RJ
Department: Pós-Graduação em Pesquisa Clínica em Doenças Infecciosas
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto de Pesquisa Clínica Evandro Chagas
Program: Programa de Pós-Graduação em Pesquisa Clínica em Doenças Infecciosas
Copyright: open access
Appears in Collections:INI - PCDI - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
fabiana_muccillo_ipec_mest_2013.pdf3.42 MBAdobe PDFView/Open



FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.