Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/10635
Title: Evolução Paleogeográfica da Planície Costeira da Praia Vermelha, Entrada da Baía de Guanabara, Rio de Janeiro, por meio de Registros Palinológicos
Other Titles: The Palaeogeographical Evolution of the Shore Plane of the Praia Vermelha, Entrance of the Guanabara Bay, Rio de Janeiro, Through Palynological Registers
Authors: Bartholomeu, Robson Lucas
Barros, Marcia Aguiar de
Lopes, Marcel Rocha Soares
Vilela, Claudia Gutterres
Barth, Ortrud Monika
Affilliation: Universidade Federal do Rio de Janeiro. Instituto de Geociências. Departamento de Geologia. Laboratório de Palinologia. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Universidade Federal do Rio de Janeiro. Instituto de Geociências. Departamento de Geologia. Laboratório de Palinologia. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Universidade Federal do Rio de Janeiro. Instituto de Geociências. Departamento de Geografia. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
3Universidade Federal do Rio de Janeiro. Instituto de Geociências. Departamento de Geologia. Laboratório de Análise Micropaleontológica. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Universidade Federal do Rio de Janeiro. Instituto de Geociências. Departamento de Geologia. Laboratório de Palinologia. Rio de Janeiro, RJ, Brasil / Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Oswaldo Cruz. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Abstract: Sedimentos turfosos, expostos em períodos de ressaca, foram encontrados na Praia Vermelha, área urbana da cidade do Rio de Janeiro. As análises palinológicas aplicadas a estes sedimentos, visando verificar variações ambientais que possam ter ocorrido durante o Período Quaternário, compreenderam o intervalo de tempo entre 4.520 – 4.270 anos A.P. Os resultados obtidos indicaram que durante o intervalo de tempo citado havia inicialmente o domínio de uma vegetação característica de mata de restinga que passou a ser dominada pela vegetação de brejo de restinga, sem intervenção marinha. A ocorrência de um grande número de esporos apresentando danos de corrosão/degradação por terem sofrido oxidação pela exposição ao ar, indica que ocasionalmente houve menor disponibilidade de água no local. Palavras-chave: Palinologia; Quaternário; Praia Vermelha; cidade do Rio de Janeiro.
Abstract: Peat sediments were observed during high tide occasions in the Praia Vermelha beach, urban area of the Rio de Janeiro city. They were studied to investigate possible environmental variations during the Quaternary Period. Palynological analysis was carried out comprising a time interval from ca. 4.520 ± 80 to 4.270 ± 60 years B.P. During this time the results obtained indicate that a restinga forest vegetation was sequentially dominated by a restinga bog vegetation. A great number of spores presenting corrosion/degradation damage, typical characteristics of exposition to the air, indicate that low quantity of water was disposable occasionally. Keywords: Palynology; Quaternary; Praia Vermelha; Rio de Janeiro city.
Keywords: Palynology
Quaternary
Praia Vermelha
Rio de Janeiro
keywords: Palinologia
Quaternário
Praia Vermelha
Rio de Janeiro
Issue Date: 2014
Publisher: UFRJ
Citation: BARTHOLOMEU, Robson Lucas et al. Evolução Paleogeográfica da Planície Costeira da Praia Vermelha, Entrada da Baía de Guanabara, Rio de Janeiro, por meio de Registros Palinológicos. Anuário do Instituto de Geociências - UFRJ, v.37, n.1, p.92-103, 2014.
DOI: 10.11137/2014_1_92_103
ISSN: 0101-9759
1982-3908
Copyright: open access
Appears in Collections:IOC - Artigos de Periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
monica_barthetal_IOC_2014.pdf6 MBAdobe PDFView/Open



FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.