Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/10655
Title: Implantação da rede estadual de reabilitação física em Pernambuco: uma avaliação na perspectiva da Política Nacional de Redução da Morbimortalidade por Acidentes e Violência
Other Titles: Implementation of the Physical Rehabilitation Public System in Pernambuco: an assessment from the perspective of the National Policy for Reduction of Morbidity and Mortality from Accidents and Violence
Advisor: Lima, Maria Luiza Carvalho de
Members of the board: Lima, Maria Luiza Carvalho de
Samico, Isabella Chagas
Teixeira, Cleide Fernandes
Cavalcanti, Wanilda Maria Alves
Medeiros, Zulma Maria de
Authors: Lima, Maria Luiza Lopes Timóteo de
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães. Recife, PE, Brasil
Abstract: O objetivo do estudo foi avaliar a implantação da Rede de Reabilitação Física em Pernambuco na perspectiva da Política Nacional de Redução da Morbimortalidade por Acidentes e Violência. Foram estudados oito municípios com mais de 100 mil habitantes e 27 serviços de reabilitação física. O desenho da investigação foi um estudo de caso, com foco avaliativo do tipo análise de implantação. Foram entrevistados os coordenadores da Política Nacional de Saúde da Pessoa com Deficiência do Estado e dos municípios; gerentes dos serviços de reabilitação física e de dispensação de órteses, próteses e meios auxiliares de locomoção e o presidente do Conselho de Direitos da Pessoa com Deficiência. Somaram 38 indicadores analisados, em três dimensões: gestão, atenção à saúde e controle social. Na análise das entrevistas utilizaram-se os princípios da análise de conteúdo de Bardin. Os resultados apontam as seguintes características para organização da rede de reabilitação física: grande concentração dos serviços de reabilitação na Mesorregião Metropolitana do Recife (74,1 por cento); Recife foi o único município que possui serviços de diagnóstico de eletromiografia, potenciais evocados e avaliação urodinâmica; nenhum município atende as normas de acessibilidade preconizadas; os profissionais com maior representatividade, foram Fisioterapeutas (35 por cento), Assistentes Sociais (13 por cento), Psicólogos (12,7 por cento) e Fonoaudiólogos (10,8 por cento). A implantação em Pernambuco foi classificada como Intermediária, considerando os critérios estabelecidos. Tanto o contexto político como o estrutural mostraram-se favoráveis para a implantação da rede em nível estadual, diferentemente do nível municipal, que apresentou contextos não favoráveis. Há um considerável empenho, por parte da gestão estadual, para avançar com a implantação da Rede de Reabilitação Física, porém, este propósito só se efetivará caso haja maior envolvimento e colaboração por parte dos municípios
DeCS: Acidentes de trânsito
Violência
Reabilitação
Pessoas com deficiência
Avaliação em saúde
Issue Date: 2011
Publisher: Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães
Citation: Lima, Maria Luiza Lopes Timóteo de. Implantação da rede estadual de reabilitação física em Pernambuco: uma avaliação na perspectiva da Política Nacional de Redução da Morbimortalidade por Acidentes e Violência. 2011. 192 f. Tese (Doutorado em Saúde Pública) - Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães, Recife, 2011.
Date of defense: Novembro 7, 2011
Place of defense: Recife/PE
Defense institution: Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães
Program: Programa de Pós-Graduação em Saúde Pública
Copyright: open access
Appears in Collections:PE - IAM - PPGSP - Teses de Doutorado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
453.pdf1.88 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.