Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/12153
Title: Associação da capacidade de ligação e níveis séricos da Lectina de Ligação à Manose (MBL) à gravidade da cardiomiopatia chagásica crônica
Other Titles: Association of binding capacity and serum levels of mannose-binding lectin (MBL) with the severity of chronic Chagas cardiomyopathy
Advisor: Morais, Clarice Neuenschwander Lins de
Members of the board: Pereira, Valéria Alves Rêgo
Morais, Clarice Neuenschwander Lins de
Authors: Azevedo, Elisa de Almeida Neves
Coadvisor: Moura, Patrícia Muniz Mendes de Freire
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães. Recife, PE, Brasil
Abstract: A doença de Chagas (DC) é uma infecção causada pelo Trypanosoma cruzi, é considerada endêmica na América Latina, afetando cerca de 15 milhões de indivíduos. Estima-se que cerca de 30 por cento das pessoas infectadas desenvolvem cardiomiopatia chagásica crônica, entre 5 à 30 anos após a infecção aguda. Com o objetivo de diferenciar portadores de DC com a evolução potencial para formas clínicas crônicas graves, pesquisadores tentam estabelecer marcadores biológicos de prognóstico da evolução da doença por meio de marcadores imunológicos. Lectina de Ligação a Manose (MBL) é uma molécula de reconhecimento de que a imunidade inata que desempenha um papel fundamental na defesa do hospedeiro, mediando a fagocitose e a destruição dos agentes patogénicos mediada pelo complemento. Existem vários estudos que enfatizam a relevância da MBL em diferentes doenças infecciosas, inflamatórias e auto-imunes. A deficiência de MBL pode implicar na susceptibilidade bacteriana, fúngica, por protozoários e infecções virais. Nosso objetivo foi investigar a associação dos níveis séricos e atividade de ligação da MBL com cardiomiopatia chagásica crônica, através da formação de um índice, que inferiu as moléculas ligantes. Para isso, foi feita uma avaliação, através de ELISA, dos níveis séricos e da capacidade de ligação da MBL, para formação desse índice de relação (Mbi), em pacientes crônicos assintomáticos e cardíacos da doença de Chagas. O estudo incluiu 77 pacientes portadores DC indeterminados (n = 19), cardíaco grave (n = 29) e cardíaco leve (n = 29). Não foi observada diferença significativa nos níveis séricos de MBL entre os grupos de pacientes estudados. No entanto, em relação a atividade de ligação da MBL, houve diferença estatística entre indeterminados e cardíacos leves (p=0,02) e indeterminados e cardíacos graves (p=0,03). Com a formação do Mbi a comparação entre todos os grupos tiveram diferença estatística significante: indeterminados versus cardíacos leves p=0,02; cardíacos leves versus cardíacos graves p=0,01 e indeterminados versus cardíacos grave p < 0,0001. Com base nesses resultados concluímos que, a MBL é um possível marcador para a gravidade da cardiomiopatia chagásica crônica, visto que, o índice (Mbi) criado nesse estudo foi correlacionado com as diferentes formas estudadas. Novos estudos são necessários para confirmar da MBL como indicador da evolução/progressão para as formas mais graves da doença, para assim contribuir com a melhora na qualidade de vida dos pacientes com doença de Chagas crônica.
Abstract: The Chagas disease (CD) is an infection caused by Trypanosoma cruzi. This disease is considered endemic in Latin America, affecting approximately 15 million individuals. It is estimated 30% of those infected develop chronic Chagas cardiomyopathy, between 5 to 30 years after the acute infection. Aiming to differentiate CD’s bearers with potential evolution to chronic severe clinical forms, researchers try to establish biological markers in order to prognostic disease evolution through immunological molecules. The Mannose Binding Lectin (MBL) is a innate immunity recognition molecule that plays a crucial role in host defense, mediating the phagocytosis and complement-mediated destruction of pathogens. Several studies have emphasized the importance of MBL in various infectious, inflammatory and autoimmune diseases and some of these have shown that MBL deficiency might be involved in susceptibility to bacterial, fungal, protozoal and viral infections. The aim of this study was to investigate the association of MBL serum levels and binding activity with chronic Chagas cardiomyopathy, by forming an index that inferred the linker molecules. Therefore, an assessment by ELISA of the MBL serum levels and binding capacity was made for formation of the Mannose binding index (Mbi) in chronic patients with asymptomatic and cardiac forms of CD. This study included 77 patients with CD indeterminate (n=19), severe cardiac (n=29) and mild cardiac forms (n=29). There was no significant difference in serum MBL levels between groups of patients. However, evaluating the Mannose binding activity, there was a statistical difference between indeterminate and mild cardiac groups (p=0.02) and severe cardiac and indeterminate groups (p=0.03). With the formation of Mbi, the comparison between all groups had statistically significant difference; indeterminate versus mild cardiac (p=0.02); mild cardiac versus severe cardiac (p=0.01) and indeterminate versus severe cardiac (p<0.0001). Based on these results, we found a correlation with the different forms studied. So we suggest that MBL is able to be an immunological marker for the severity of chronic Chagas cardiomyopathy. New studies are necessary to confirm the MBL use as an indicator of the development/progression to more severe forms of the disease, contributing to improve the life quality of patients with chronic Chagas disease.
Keywords: Chagas disease
Chagas cardiomyopathy
Mannose-Binding Lectin
Immunology
keywords: Doença de Chagas
Imunologia
Cardiomiopatia chagásica
Lectina de Ligação a Manose (MBL)
DeCS: Doença de Chagas/imunologia
Cardiomiopatia chagásica/imunologia
Lectina de Ligação à Manose/imunologia
Issue Date: 2014
Publisher: Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães
Citation: AZEVEDO, Elisa de Almeida Neves. Associação da capacidade de ligação e níveis séricos da Lectina de Ligação à Manose (MBL) à gravidade da cardiomiopatia chagásica crônica. 2014. 67 f. Dissertação (Mestrado em Biociências e Biotecnologia em Saúde) - Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães, Fundação Oswaldo Cruz, Recife, 2014.
Date of defense: 2014
Place of defense: Recife/PE
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz.Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães.
Program: Programa de Pós-Graduação em Biociências e Biotecnologia em Saúde
Copyright: open access
Appears in Collections:PE - IAM - PPBBS - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
6.pdf1.73 MBAdobe PDFView/Open



FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.