Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/12282
Title: Adolescências e saúde: um estudo sobre comportamentos de risco
Advisor: Schall, Virgínia Torres
Members of the board: Nogueira, Maria José
Modena, Celina Maria
Castelfranchi, Yurij
Lima, Eloísa Helena de
Authors: Chimeli, Isabela Vilela
Coadvisor: Nogueira, Maria José
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Centro de Pesquisa Rene Rachou. Belo Horizonte, MG, Brasil
Abstract: O presente trabalho se insere num cenário de investigação mais amplo que se deu no município de Lagoa Santa, região metropolitana de Minas Gerais, por ocasião de uma pesquisa realizada pelo Observatório da Juventude da Fundação João Pinheiro, em parceria com o Conselho Municipal da Juventude de Lagoa Santa, a Secretaria de Esportes e Juventude de Minas Gerais e o Centro de Pesquisas René Rachou (Fiocruz), denominada “Adolescência e saúde: um estudo sobre comportamentos de risco no Município de Lagoa Santa-MG. Nosso estudo constitui um dos eixos desse projeto e voltou-se para uma reflexão crítica sobre a noção de comportamento de risco na adolescência e para um estudo qualitativo voltado para a identificação de aspectos importantes para a configuração dos comportamentos considerados de risco em saúde entre adolescentes geralmente não contemplados nas análises e intervenções na área da saúde. Objetivamos problematizar as bases do conhecimento que ancoram as pesquisas mais usuais no universo de produção de dados e de informações em saúde, e dessa forma contribuir com a formulação e o planejamento das ações visadas para o público adolescente do município referido, atentando para as dimensões cuja contemplação pode repercutir em intervenções afinadas com as necessidades dos adolescentes. Para a discussão teórica buscamos articular diferentes abordagens em uma perspectiva multidisciplinar sobre a temática dos comportamentos de risco em saúde. Para o estudo de campo qualitativo realizamos entrevistas em profundidade com 12 adolescentes de Lagoa Santa, que foram exploradas a partir da metodologia de análise de conteúdo proposta por Bardin (1977). Nossos resultados apontam para a ideia de que o adoecimento, ou os riscos de adoecimento, são sempre resultado de uma complexa interação entre organismos e meios, não podendo assim ser dados fora das relações que os constituem. A partir da reflexão aqui proposta, concluímos ser necessário ampliar o escopo teórico e pratico das pesquisas relacionadas à temática dos comportamentos de risco em saúde para que se encontrem alternativas eficazes de solução para a complexa relação entre comportamentos e saúde no contexto da adolescência.
Abstract: This work is part of a broader research which was carried out in Lagoa Santa, a metropolitan region of Minas Gerais state, Brazil, during a study conducted by the Youth Observatory of the João Pinheiro Foundation, in partnership with the Youth City Council of Lagoa Santa, the Department of Sports and Youth of Minas Gerais and the Research Center René Rachou (Fiocruz-MG), entitled "Adolescence and health: a study of risk behaviors in the municipality of Lagoa Santa-MG”. This work is therefore, one of the axes of this project and is a critical reflection on the notion of risk behavior in adolescence and a qualitative study aimed to identify important aspects of the configuration of behaviors considered a health risk among adolescents. We aim to question the knowledge basis which anchors most common research in the area of data production and health information, and thus contribute to the formulation and the planning of policies and interventions targeted towards teens. For the theoretical discussion, we seek to articulate different approaches in a multidisciplinary perspective on the subject of health risk behaviors. As for the qualitative field work, 12 in depth individual interviews were conducted with adolescents of Lagoa Santa. These were analyzed through content analysis proposed by Bardin (1977). Our results point the notion that the illness, or disease risk, are always the result of a complex interaction between organisms and means and therefore cannot be taken out of the context of the relationships which constitute them. Based on the reflection proposed here, we conclude that it is necessary to expand the theoretical and practical scope of the research related to the topic of health risk behaviors which are effective alternative solution to the complex relationship between behavior and health in the context of adolescence.
keywords: Adolescente
Saúde Pública/tendências
Assunção de Riscos
Issue Date: 2015
Citation: CHIMELI, Isabela Vilela. Adolescências e Saúde: um estudo sobre comportamentos de risco. 2015. 60 p. Dissertação( Mestrado em Saúde Coletiva com concentração em Ciências Humanas e Sociais em Saúde)-Fundação Oswaldo Cruz. Centro de Pesquisas René Rachou. Programa de Pós-graduação em Saúde Coletiva. Belo Horizonte.
Date of defense: 2015
Place of defense: Belo Horizonte/MG
Department: Laboratorio de Educação e Saude
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz. Centro de Pesquisas René Rachou
Program: Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva
Copyright: open access
Appears in Collections:MG - IRR - PPGSCO - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_CHSS_IsabelaVilelaChimeli.pdf198.78 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.