Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/12308
Title: Atividade locomotora, uso de abrigos e predação em Rhodnius prolixus: alterações induzidas pela infecção por tripanosomatídeos
Advisor: Guarneri, Alessandra Aparecida
Members of the board: Guarneri, Alessandra Aparecida
Lima, Eraldo Rodrigues de
Franch, Fernando Abad
Shimabukuro, Paloma Helena Fernandes
Authors: Marliére, Newmar Pinto
Coadvisor: Lorenzo, Marcelo Gustavo
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Centro de Pesquisas René Rachou. Belo Horizonte, MG, Brasil.
Abstract: Rhodnius prolixus é um inseto hematófago considerado principal transmissor do Trypanosoma cruzi, agente etiológico da doença de Chagas, na Colômbia e Venezuela. Além do T. cruzi, ele pode transmitir o trypanosoma rangeli a várias espécies de mamíferos, incluindo o homem. Durante o dia, estes insetos são encontrados no interior de abrigos, agregados com seus co-específicos em um estado de imobilidade denominado acinese. Durante a noite, estes insetos apresentam um perfil de atividade locomotora com dois picos característicos: um na primeira metade da escotofase, relacionado com a procura por hospedeiros e parceiros sexuais, e outro, na interfase entre o fim da fase escura e a fotofase, direcionado à procura de refúgios. Como seus hospedeiros são comumente vertebrados predadores de insetos, os triatomíneos podem ser mortos durante sua busca e o subsequente processo de alimentação. Desta maneira, o presente estudo avaliou se a infecção pelos tripanosomas acima citados altera o nível de atividade locomotora, os padrões de uso de abrigos e as taxas de predação sofridas por ninfas de R. prolixus. Além disso, avaliou-se a possibilidade de camundongos se infectarem ao ingerir ninfas infectadas com T. rangeli. Inicialmente, demonstrou-se que insetos infectados com T. cruzi apresentam uma diminuição nos níveis de atividade locomotora durante as primeiras horas da escotofase. Em contraste, a infecção por T. rangeli induziu a um aumento no nível de atividade locomotora durante praticamente todo o ciclo diário. Os padrões de uso de abrigos por ninfas infectadas com T. cruzi praticamente não foram alterados, porém esses insetos foram significativamente mais predados que insetos sadios. Trypanosoma rangeli modificou todos os parâmetros avaliados relacionados com o uso de abrigo. A infecção por este parasito aumentou a porcentagem de insetos que permaneceram fora dos abrigos, a exposição ao hospedeiro e consequentemente suas taxas de predação. Por fim, demonstrou-se que camundongos não se infectam com T. rangeli pela via oral. As alterações observadas, principalmente aquelas das taxas de predação, podem ter importantes implicações na transmissão de ambos os tripanosomatídeos na natureza, e são discutidas no presente trabalho.
Abstract: The hematophagous insect Rhodnius prolixus is considered the main vector of Trypanosoma cruzi, the etiological agent of Chagas disease, in Colombia and Venezuela. In addition to T. cruzi, these insects can transmit Trypanosoma rangeli to different mammals, including humans. During daylight hours, triatomines remain hidden in shelters, aggregated with co-specifics in an immobility state called akinesis. During night time, these insects become active, presenting two locomotory peaks: cone during the first half of the scotophase, related to host and sexual partner search, and another at the scotophase/photophase transition, when they return to their refuges. Triatomines can be eaten during host seeking and feeding because triatomine hosts are frequently insect predators. In this study, we evaluated whether infection by T. cruzi or T. rangeli influences the locomotor activity, the use of shelters and the predation rates suffered by R. prolixus nymphs. In addition, we evaluated whether mice can become infected with T. rangeli by ingestion of infected R. prolixus nymphs. T. cruzi infected insects exhibited a decreased locomotor activity level during the first hours of the scotophase. In contrast, T. rangeli infected insects showed increased locomotor activity during most daylight hours. T. cruzi infected nymphs did not show alterations in their patterns of shelter use. However, they suffered a significantly higher predation rate than healthy bugs. On the other hand, T. rangeli infected insects presented an altered pattern of shelter use. Specifically, these insects tended to remain out of their shelters, being exposed to their hosts and suffering higher predation rates. Finally, mice did not become infected by predating on T. rangeli infected insects. These behavioral changes, and especially the higher predation rates observed for infected insects, may have important implications for the transmission of both trypanosomatids in nature.
keywords: Doença de Chagas
Trypanosoma cruzi
Trypanosoma rangeli
Parasitologia
Transmissão
Issue Date: 2015
Citation: MARLIÉRE, Newmar Pinto. Atividade locomotora, uso de abrigos e predação em Rhodnius prolixus: alterações induzidas pela infecção por tripanosomatídeos. 2015. 50 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde)-Centro de Pesquisa René Rachou, Fundação Oswaldo Cruz, Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde, Belo Horizonte, 2015.
Date of defense: 2015
Place of defense: Belo Horizonte/MG
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz. Centro de Pesquisas René Rachou
Program: Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde
Copyright: open access
Appears in Collections:MG - IRR - PPGCS - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação_DIP_NewmarPintoMarliere.pdf932.83 kBAdobe PDFView/Open



FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.