Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/12480
Title: Vulnerabilidade socioambiental na área de planejamento 5 na zona oeste do município do Rio de Janeiro
Other Titles: Environmental vulnerability in the planning area 5 in the west of the city of Rio de Janeiro
Advisor: Cohen, Simone Cynamon
Barrocas, Paulo Rubens Guimarães
Authors: Moreira, Fernando de Souza
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Abstract: Em meio às transformações urbanas que ocorrem no município de Rio de Janeiro nos últimos tempos, algumas áreas tendem a sofrer maiores interferências, como ocaso da Área de Planejamento 5. Situada na Zona Oeste do município carioca, esta área (também conhecida como AP5) é considerada um eixo de expansão urbana da cidade do Rio de Janeiro, o que leva a refletir sobre questões relacionadas à falta de infraestrutura, saúde e qualidade de vida das populações que ali habitam. Como exemplo pode ser citado o projeto de construção do sistema de esgotamento sanitário iniciado em 2012/2013, através da concessão feita pela prefeitura do município para as empresas Foz do Brasil e Saneamento Ambiental Águas do Brasil(formando a união Foz Águas 5). Ao tomar como base o exemplo e o conhecimento construído, no que tange a relação falta de saneamento e processo saúde-doença, presume-se que tais fatos relacionados à outros fatores presentes na área em questão podem potencializar impactos de ordem ambiental e social, principalmente no que diz respeito à ocorrência de Doenças Relacionadas à um Saneamento Ambiental Inadequado (DRSAI). Diante de tais perspectivas e pressupostos, este trabalho possui como objetivo identificar áreas e populações da AP5 do munícipio do Rio de Janeiro que possam estar em situação de vulnerabilidade socioambiental. Supõe-se que as desigualdades em diferentes dimensões reflitam em diferentes vulnerabilidades na área da AP5. Para dar conta de tal proposta, foram utilizados dados secundários de ordem social, ambiental e de saúde, trabalhados e modelado sem ambiente de Sistemas de Informação Geográfica (SIG) a partir do uso de técnicas de geoprocessamento. Por fim, foram gerados mapas de vulnerabilidade no âmbito das dimensões social, ambiental e de ocorrência de DRSAI que indicaram diferentes situações de vulnerabilidade na AP5. Os valores referentes aos dados de ocorrência de DRSAI apresentaram peso maior em relação aos outros dados na composição do mapa síntese de vulnerabilidade socioambiental, o que leva a reflexão sobre os métodos e técnicas adotadas, além da questão da quantificação da vulnerabilidade socioambiental.
Abstract: Amid the urban transformations that occur in the city of Rio de Janeiro in recenttimes, some areas tend to suffer greater interference, as the case of the PlanningArea 5. Located in the West Zone of Rio de Janeiro city, this area (also known as AP5) is considered an urban expansion axis of the city of Rio de Janeiro, which leadsto reflect on issues related to lack of infrastructure, health and quality of life of thepeople who live there. As an example may be cited the construction project of these wage system started in 2012/2013, through the concession made by the municipal council for companies Foz do Brazil and Environmental Sanitation waters of Brazil (forming the company Foz Waters 5). Based on the example and the knowledge builtabout the relationship between the lack of sanitation and health-disease process, it isassumed that such facts, related to other factors present in the area in question mayenhance impacts of environmental and social order, especially the occurrence ofsanitation related diseases. Given these perspectives and assumptions, this workaims to identify AP5 areas and populations of the municipality of Rio de Janeiro thatmay be in socio-environmental vulnerability situation. It is assumed that inequalitiesin different dimensions are reflected in different vulnerabilities in the area of AP5. Toperform this study, secondary data of social, environmental and health were used, worked and modeled in Geographic Information Systems (GIS) from the use of geoprocessing techniques. Finally, vulnerability maps were generated in the social, environmental and occurrence scopes, indicating the existence of different situations of vulnerability in the AP5. The values for the occurrence of sanitation related diseases data showed greater weight than the other data in the socio-environmental synthesis map, which leads to think about the methods and techniques adopted, besides the issues related with the quantification of social and environmental vulnerability.
DeCS: Vulnerabilidade Social
Risco Atribuível
Sistemas de Informação Geográfica
Saneamento
Qualidade de Vida
Processo Saúde-Doença
Redes de Esgoto Sanitário
Issue Date: 2015
Citation: Moreira, Fernando de Souza. Vulnerabilidade socioambiental na área de planejamento 5 na zona oeste do município do Rio de Janeiro. 2015. 148 f. Dissertação (Saúde Pública) - Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Rio de Janeiro, 2015.
Place of defense: Rio de Janeiro
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz. Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca
Copyright: open access
Appears in Collections:ENSP - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
96.pdf3.66 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.