Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/1286
Title: Terminologia como indicador qualitativo
Other Titles: Terminology as qualifying indicator
Authors: Moraes, Alice Ferry de
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde. Laboratório de Comunicação e Saúde. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Abstract: A terminologia empregada pelos pesquisadores para identificação dos temas de seus Grupos de Pesquisa, registrados junto ao Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, foi também empregada como um instrumento na reordenação das Linhas de Pesquisa da Fundação Oswaldo Cruz, assim como indicador qualitativo para a avaliação da produção científica institucional. Esses dois processos foram desenvolvidos pelo Departamento de Estudos em Ciência e Tecnologia do Centro de Informação Científica e Tecnológica, em parceria com representantes de outras Unidades da Instituição. Uma análise comparativa apontou as divergências existentes entre a terminologia empregada pelos pesquisadores, a Tabela de Áreas do Conhecimento do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, os Descritores em Ciências da Saúde desenvolvidos pelo Centro Latino Americano e do Caribe de Informações em Ciências da Saúde e o Tesauro de Manguinhos. Os resultados desta análise levaram a uma conclusão sobre a validade do uso da análise terminológica como um dos instrumentos para a reordenação dos Grupos de Pesquisa dentro das linhas de pesquisa da Fundação Oswaldo Cruz, assim como do seu uso como instrumento de avaliação da produção científica, já que ambos estes processos visam proporcionar maior integração científica institucional,de maneira estratégica e econômica.
Abstract: In Brazil, researchers identify themes of their Research Groups through the terminology used, which is registered in the Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Such terminology is also used as an instrument to reformulate the Research Lines from Fundação Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, and used as well as qualifying indicator in the evaluation of the institutional scientific production. Both processes were developed by the Departamento de Estudos em Ciência e Tecnologia of the Centro de Informação Científica e Tecnológica, in partnership with delegates of other Fundação Oswaldo Cruz research unities. This paper presents the results of a comparative analysis, which pointed to some divergences between the terminology used by Fundação Oswaldo Cruz researchers, and the terminology found in the Tabela de Áreas do Conhecimento do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, in the Descritores em Ciências da Saúde - developed by the Centro Latino Americano e do Caribe de Informações em Ciências da Saúde - and in the Tesauro de Manguinhos. The results draw to a conclusion about the validity of using the terminological analysis as an instrument to reclassify the Research Groups in the Fundação Oswaldo Cruz Research Lines, and as an instrument to evaluate scientific production, considering that both these processes aim at generating greater institutional scientific integration, strategically and economically.
Keywords: Scientific evaluation
Scientific production
Terminology
Qualifying indicator
keywords: Avaliação científica
Produção científica
Terminologia
Indicador qualitativo
Issue Date: 2007
Publisher: PUC-Campinas
Citation: MORAES, Alice Ferry de. Terminologia como indicador qualitativo. Transinformação, Campinas, v.19, n.1, p.31-38, jan./abr. 2007.
ISSN: 0103-3786
Copyright: open access
open access
Appears in Collections:ICICT - Artigos de Periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Terminologia como indicador qualitativo.pdf78.32 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.