Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/12917
Title: Variação espacial e temporal dos vetores do Dengue Aedes (Stegomyia) albopictus (Skuse, 1894) e Aedes (Stegomyia) aegypti (Linnaeus, 1762) na área urbana do município de Letícia, (Amazonas-Colômbia) e sua associação com a transmissão do Dengue na tríplice fronteira Amazônica (Colômbia-Brasil-Peru)
Advisor: Rocha, Nildimar Honório
Codeço, Claudia Torres
Members of the board: Camara, Tamara Nunes Lima
Peiter, Paulo César
Nobre, Aline Araújo
Almeida, Andrea Sobral de
Vilela, Mauricio Luiz
Authors: Carvajal Córtes, José Joaquin
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Oswaldo Cruz. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Abstract: O vírus do Dengue é transmitido naturalmente pelo mosquito Aedes aegypti, seu vetor principal no mundo, e em algumas regiões, também pelo mosquito Ae. albopictus. Segundo a OMS, o Dengue tornou-se a mais importante arbovirose transmitida por vetores no mundo, causa anualmente cerca de 390 milhões de infecções no mundo, e põe em risco uma população de cerca de 2,5 a 3 bilhões de pessoas. O Dengue é endêmico de regiões tropicais como o sudeste asiático, sul do Pacífico, África Oriental, Caribe e América Latina. Na Colômbia, o primeiro surto de Dengue na cidade de Letícia (Amazonas), fronteira com o Brasil, foi em 2011 com 540 casos notificados de Dengue, bem como em 2012, foram notificados 533 casos. No Brasil, Tabatinga (Amazonas, Brasil), município na fronteira com a Colômbia, notificou 418 casos da Dengue em 2012. Em 1996, Ae. albopictus foi registrado na cidade de Tabatinga, mas foi rapidamente erradicado. O primeiro registro de Ae. albopictus na Colômbia foi no bairro de La Esperanza (Letícia, Amazonas) em 1998. por outro lado, em Tabatinga Ae. aegypti foi encontrado em 2008 no porto civil, e na cidade de Letícia em 2009 no bairro de La Union. Se estudou e avaliou a distribuição espaço-temporal dos criadouros positivos e as populações de Ae. albopictus e Ae. aegypti e sua associação com os fatores climáticos e os casos de Dengue na área urbana do município de Letícia-Amazonas (Colômbia). Se realizaram análises descritivas e inferenciais, mapas temáticos da distribuição de ambos vetores, os casos de Dengue, e o risco potencial de transmissão do Dengue no município Ae. albopictus apresentou maior preferência por recipientes descartáveis e tanques baixos, enquanto Ae. aegypti foi mais frequente em tanques baixos e recipientes descartáveis, respectivamente. Ae. albopictus mostrou um padrão menos sazonal que Ae. aegypti, e dentre as variáveis meteorológicas investigadas, as mais importantes foram a precipitação e a exposição à luz solar. A precipitação encontrou-se positivamente correlacionada com os pindices de infestação de ambas espécies, contrário à exposição à luz solar, que encontrou-se negativamente correlacionada. Os índices de infestação de Ae. aegypti foram significativamente mais associados a esses fatores, comparado ao encontrado com Ae. albopictus. Observou-se uma importante redução de criadouros positivos e dos índices de infestação para Ae. albopictus, após a introdução de Ae. aegypti em 2009. Por outro lado, encontrou-se evidência significativa de deslocamento de Ae. albopictus para a periferia da área urbana de Letícia, após a introdução de Ae. aegypti em 2009. Baseando-se na ocorrência de Ae. aegypti e Dengue nos quarteirões da área urbana do município de Letícia, concluiu-se que os níveis mais altos de transmissão se encontram nos bairros fronteiriços ou periféricos da cidade. Finalmente, o difícil controle e a vigilância ao longo da faixa de fronteira continuará sendo um desafio para reduzir os índices de infestação e a transmissão da doença na cidade, pelas reinfestações, pelos serviços de saneamento precários, entre outros fatores, que contribuem para a manutenção do vírus do Dengue
Abstract: The virus of the Dengue is transmitted naturally by the mosquito Ae. aegypti , its main vector in the world, and in some regions, also by the mosquito Ae. albopictus . According to the WHO, the Dengue became the most important arbovirose transmitted by vectors in the world, cause annually nearly 390 million infections in the world, and it puts at risk a population of around 2,5 to 3 billion persons. The Dengu e is endemic of tropical regions like the South - East Asia, Pacific South, Oriental Africa, Caribbean and Latin America. In Colombia, the first Dengue outbreak in the city of Leticia (Amazon), borders with Brazil, was in 2011, with 540 notified cases of Den gue, as well as in 2012, 533 cases were notified. In Brazil, Tabatinga (Amazon, Brazil), county in the frontier with Colombia, notified 418 cases of Dengue in 2012. In 1996, Ae. albopictus was registered in the city of Tabatinga, but it was quickly eradica ted. The first register of Ae. albopictus in Colombia was in the Neighborhood of La Esperanza (Leticia, Amazon) in 1998. On the other side, in Tabatinga Ae aegypti was found in 2008 in the civil port, and in the city of Letícia in 2009 in the neighborhood of La Union. It was studied and evaluated the distribution of the positive breeding sites in the space and time and the Ae. albopictus and Ae. aegypti populations and its association with the climatic factors and cases of Dengue at the urbane area of the c ounty of Leticia - Amazonas (Colombia). It was made descriptive analyses and inferentials, thematic maps of both vectors distribution, the cases of Dengue, and the potential risk of transmission of the Dengue in the county. Ae. albopictus presented bigger pr eference for disposable containers and low tanks, while Ae. aegypti was more frequent in low tanks and disposable containers, respectively. Ae. albopictus showed a less seasonal standard behaviour than Ae. aegypti , and among the investigated meteorological variables, the most important one was rainnig and the exposure to solar light. Rainning was positively correlated with the infestation rates of both species, opposite to the exposure to the solar light, which was negatively correlated. Infestation rates o f Ae. aegypti were significantly more associate to these factors, compared to the find with Ae. albopictus . It was observed an important reduction of positive breeding sites and of the infestation rates for Ae. albopictus , after the introduction of Ae. aeg ypti in 2009. On the other side, it was found significative evidences of dislocation of Ae. albopictus for the periphery of the urbane area of Letícia, after the introduction of Ae. aegypti in 2009. Based in the incident of Ae. aegypti and Dengue in the bl ocks of the urbane area of the county of Letícia, it was concluded that the highest transmission levels are in the frontier or peripheric neighborhoods of the city. Finally, the difficult control and the vigilance along the frontier belt will keep being a challenge to reduce the infestation rates and disease transmission at the city, by reinfestations, by precarious sanitation services, among other factors, which contribute for keeping the virus of Dengue
keywords: Dengue
Manifestação Clínica
Classificação dos casos de Dengue
Vetor da Dengue
Aedes aegypti
Aedes albopictus
Vigilância do Vetor
DeCS: Aedes
Controle de Doenças Transmissíveis
Dengue/transmissão
Epidemiologia
Issue Date: 2013
Citation: CARVAJAL CORTÉS, J. J. Variação espacial e temporal dos vetores do Dengue Aedes (Stegomyia) albopictus (Skuse, 1894) e Aedes (Stegomyia) aegypti (Linnaeus, 1762) na área urbana do município de Letícia, (Amazonas-Colômbia) e sua associação com a transmissão do Dengue na tríplice fronteira Amazônica (Colômbia-Brasil-Peru). 2013. 126 f. Dissertação (Mestrado em Medicina Tropical) - Fundação Oswaldo Cruz, Instituto Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, 2013.
Date of defense: 2013
Place of defense: Rio de Janeiro/RJ
Department: Pós-Graduação em Medicina Tropical
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Oswaldo Cruz
Program: Programa de Pós-Graduação em Medicina Tropical
Copyright: open access
Appears in Collections:IOC - PGMT - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
jose_cortes_ioc_mest_2013.pdf6.55 MBAdobe PDFView/Open



FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.