Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/13490
Title: Estudo das Alterações na Cascata de Coagulação em Pacientes do Mal de Hansen
Advisor: Lara, Flávio Alves
Members of the board: Pinheiro, Roberta Olmo
Monteiro, Robson de Queiroz
Nery, Jose Augusto da Costa
Esquenazi, Danuza
Tovar, Ana Maria Freire
Authors: Silva, Débora Santos da
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Oswaldo Cruz. Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Abstract: A hanseníase é uma doença infecciosa crônica que afeta a pele e os nervos periféricos, causando deformidades e incapacidades físicas devido aos danos nos nervos. A hanseníase é causada pela micobactéria Mycobacterium leprae, um patógeno intracelular obrigatório. A resposta a infecções bacterianas, virais ou parasitárias é acompanhada por diversas alterações relacionadas à hemostasia, como por exemplo, aumento nos níveis de fibrinogênio. Compreender de que modo essas alterações são induzidas nessas condições pode ser relevante para o desenvolvimento de novas ferramentas terapêuticas. Na preparação do soro de pacientes hansênicos observarmos algumas vezes a formação de um sólido coágulo lipídico, que aqui denominamos Coágulo Hansênico. Inicialmente atribuímos a uma exacerbação dos lipídios séricos a formação desse coágulo. Dos cerca de 2000 pacientes que foram atendidos no ambulatório Souza Araújo, entre os anos de 2009 e 2013, 35 apresentaram o coágulo hansênico (1,75%), dos quais 35% estavam em reação tipo II (ENH) na data da coleta. A análise desse coágulo por cromatografia em camada delgada de alta performance (HPTLC), eletroforese e espectrometria de massa, mostrou que além de uma grande concentração de lipídeos, o coágulo hansênico contém alto teor de fibrina/fibrinogênio e de imunoglobulinas Diante disso, o principal objetivo deste trabalho foi realizar a análise proteômica do coágulo hansênico e quantificar, no soro e plasma dos pacientes multibacilares em reação tipo II ou multibacilares não reacionais, moléculas que poderiam estar envolvidas na formação desse coágulo. Verificamos que a presença de coágulo hansênico está associada a níveis elevados de fator de von Willebrand e fator tecidual. Além disso, pacientes multibacilares reacionais apresentaram maiores níveis de fibrinogênio quando comparados aos pacientes multibacilares não reacionais. Acreditamos que nos pacientes multibacilares a alta carga bacilar e a resposta imune à mesma são responsáveis pelo dano tecidual e consequente liberação de moléculas de matriz extracelular, acarretando a exacerbação do processo de coagulação observada nos mesmos
Abstract: Leprosy is a chronic infectious disease that affects the skin and peripheral nerves, causing deformities and disabilities due to nerve damage. Leprosy is caused by Mycobacterium leprae an obligate intracellular pathogen. Responses to bacterial, viral or parasitic infections ar e accompanied by several changes on hemostasis parameters, such as increased levels of fibrinogen. Understanding how these changes are induced in these conditions may be relevant to the development of new therapeutic tools. In prep aring serum of leprosy pa tients, sometimes it was observed formation of a lipid ic solid clot, here called Leprosum Clot, initially attributed to an exacerbation of serum lipids. Of the approximately 2000 patients treated in Souza Araújo Ambulatory (IOC/Fiocruz), between the years 2009 and 2013, 35 showed the leprosu m clot (1.75%), of w hich about 3 5% were in type II reaction (ENL) on the collect date. The analysis of such clot by high - performance thin layer chromatography (HPTLC), electrophoresis and mass spectrometry showed that in addition a high lipid contents, the leprosum clot conta ins high fibrin/fibrinogen and immunoglobulin levels. Therefore, the aim of this study was to perform a proteomic analysis of leprosum clot and quantify, in serum and plasma from multibacillary type II reactional patients and multibacillary not reactive on es, molecules that could be involved in the generation of this clot. It was observed that formation of leprosum clot is associated to elevated levels of von Willebrand factor and tissue factor. However, reactional multibacillary patients showed fibrinogen higher levels when compared to not reactive ones. We believe that in multibacillary patients the high bacterial load and immune response to it are responsible for tissue damage and subsequent release of extracellular matrix molecules, resulting in the coag ulation exacerbation observed in these patients.
DeCS: Hanseniase
Coagulação Sanguínea
Matriz Extracelular
Fibrinogênio
Terapêutica/método
Issue Date: 2013
Citation: SILVA, D. S. da. Estudo das Alterações na Cascata de Coagulação em Pacientes do Mal de Hansen. 2013. 84f. Dissertação (Mestrado em Biologia Celular e Molecular) - Fundação Oswaldo Cruz, Instituto Oswaldo Cruz, Rio de janeiro, RJ, 2013
Date of defense: 2013-11-07
Place of defense: Rio de Janeiro/RJ
Department: Pós-Graduação em Biologia Celular e Molecular
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Oswaldo Cruz
Program: Programa de Pós-Graduação em Biologia Celular e Molecular
Copyright: open access
Appears in Collections:IOC - PGBCM - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
debora_silva_ioc_mest_2013.pdf3.14 MBAdobe PDFView/Open



FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.