Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/13499
Title: Papel da exposição da fosfatidilserina na infecção e destino intracelular do Toxoplasma gondii em células musculares esqueléticas
Advisor: Barbosa, Helene Santos
Members of the board: Amendoeira, Maria Regina Reis
Carvalho, Laís de
Calabrese, Kátia da Silva
Guimarães, Erick Vaz
Stumbo, Ana Carolina
Authors: Soares, Rafael Figueira
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Oswaldo Cruz. Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Abstract: A fosfatidilserina (PS) é conhecida por seu papel na regulação da apoptose e interferir em várias vias de sinalização celular. Por meio da exposição da PS, as células apoptóticas são internalizadas de forma eficiente por fagócitos, prevenindo uma resposta inflamatória. Assim, durante a evolução, alguns protozoários se utilizaram do processo chamado de \201Cmimetismo apoptótico\201D para a evasão do sistema imune do hospedeiro. O Toxoplasma gondii é um protozoário parasito intracelular obrigatório e agente etiológico da toxoplasmose. Em taquizoítos de T. gondii da cepa RH, cepa do tipo I, virulenta, cerca de 50% dos parasitos expressam PS na sua superfície. No presente trabalho foram empregadas formas bradizoítas e taquizoítas de cepa ME49, a fim de elucidar a participação das subpopulações de T. gondii, PS positivas e negativas, na infecção de células musculares esqueléticas e seu papel no desenvolvimento da cistogênese, in vitro. Para essas análises os parasitos (cistos, taquizoítos e bradizoítos) incubados com anexina-FITIC foram analisados por técnicas de citometria de fluxo e microscopia de fluorescência. A parede cística e o interior dos cistos teciduais de T. gondii foram positivos para anexina, enquanto os taquizoítos e bradizoítos apresentaram subpopulações que expõem ou não PS em sua membrana A infecção de células hospedeiras por essas subpopulações de parasitos foi testada e quantificada em culturas de células musculares esqueléticas. As infecções e proliferação dos parasitos foram maiores na população total de taquizoítos em comparação com as suas subpopulações. Em infecções com bradizoítos utilizando população total e PS+ não se observou diferenças significativas, enquanto a infecção da subpopulação PS- foi significantemente menor. Quanto ao desenvolvimento da cistogênese, a infecção com taquizoítos não gerou a formação de cistos teciduais, enquanto células infectadas com bradizoítos da população total e da PS+ foram capazes de alta indução da cistogênese comparada à população PS-. Esses dados evidenciam a participação da exposição de PS em infecções pelo T. gondii e seu destino intracelular, mostrando que a exposição de PS é um fator importante que favorece o encistamento espontâneo em células musculares esqueléticas quando as culturas foram infectadas com bradizoítos
Abstract: Phosphatidylserine (PS) is known for its role in regulating apoptosis and interferes with several cellular signaling pathways. Apoptotic cells, which exposure PS, are internalized efficiently by phagocytes, preventing an inflammatory response. Thus, during evolution, some protozoa use the process called "apoptotic mimicry" for evasion of the host immune system. Toxoplasma gondii is an obligate intracellular protozoan parasite and the causative agent of toxoplasmosis. In tachyzoites of T. gondii RH strain, type I virulent, about 50% of the parasites have PS on their surface. In the present work bradyzoites and tachyzoites forms of ME49 strain, type II avirulent, were employed in order to elucidate the involvement of subpopulations of T. gondii expressing positive and negative PS, during infection of skeletal muscle cells and its role in the development of cystogenesis, in vitro. For these assays, parasites (cysts, tachyzoites and bradyzoites) were incubated with annexin-FITIC and analyzed by flow cytometry and fluorescence microscopy. Cyst wall and the matrix of tissue cysts were positive for annexin, while tachyzoites and bradyzoites showed subpopulations exposing or not PS on their surface. The able of infection and proliferation of parasites were highest in the total population of tachyzoites compared with their subpopulations. In infections with bradyzoites was observed that total and PS+ populations showed no significant differences, while the PS- was significantly lower. Regarding the development of cystogenesis, infection with tachyzoites did not generate the formation of tissue cysts while bradyzoites, total population and PS+ were capable of inducing high cystogenesis compared to population PS-. These data show the involvement of PS exposure in infections with T. gondii and its intracellular fate, showing that exposure of PS is an important factor favoring the spontaneous encystment in skeletal muscle cells when the cell cultures were infected with bradyzoites.
DeCS: Toxoplasma
Fosfatidilserinas
Cistos
Apoptose
Anexinas
Citometria de Fluxo
Microscopia de Fluorescência
Issue Date: 2014
Citation: SOARES, R. F. Papel da exposição da fosfatidilserina na infecção e destino intracelular do Toxoplasma gondii em células musculares esqueléticas. 2014. 77f. Dissertação (Mestrado em Biologia Parasitária) - Fundação Oswaldo Cruz, Instituto Oswaldo Cruz, Rio de janeiro, RJ, 2014
Date of defense: 2014-03-26
Place of defense: Rio de Janeiro/RJ
Department: Pós-Graduação em Biologia Parasitária
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Oswaldo Cruz
Program: Programa de Pós-Graduação em Biologia Parasitária
Copyright: open access
Appears in Collections:IOC - PGBP - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
rafael_soares_ioc_mest_2014.pdf9.77 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.