Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/13817
Title: Gastrópodes límnicos e helmintofauna associada da Microrregião da Baixada Maranhense, MA, com ênfase nos transmissores da esquistossomose
Advisor: Thiengo, Silvana Carvalho
Members of the board: Frave, Tereza Cristina
Coelho, Paulo Marcos Zech
Absalão, Ricardo Silva
Silva, Clélia Christina Corrêa de Mello
Mota, Éster Maria
Authors: Cantanhede, Selma Patrícia Diniz
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Oswaldo Cruz. Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Abstract: Neste trabalho são apresentados os resultados do levantamento qualitativo e quantitativo da malacolofauna límnica da microrregião da Baixada Maranhense, MA, considerada de baixa endemicidade para esquistossomose. Dados da helmintofauna associada aos moluscos são também fornecidos. O estudo qualitativo ocorreu no período de novembro de 2011 a julho de 2012 abrangendo os 21 municípios da Baixada Maranhense e mais dois municípios vizinhos, enquanto que o quantitativo foi realizado em quatro desses municípios (Palmeirândia, Pedro do Rosário, São Bento e São Vicente Férrer), entre julho de 2012 e julho de 2014. No estudo qualitativo foram coletados 9.129 moluscos (Ampullariidae, Ancylidae, Planorbidae, Physidae e Succineidae): Biomphalaria glabrata; B. schrammi; B. straminea; Drepanotrema anatinum; D.cimex; D. depressissimum; D. lucidum; Gundlachia radiata; G. ticaga; Hebetancylus moricandi ; Omalonyx matheroni; Physa marmorata; Plesiophysa guadeloupensis; Pomacea maculata e Pomacea diffusa. As espécies Gundlachia radiata, G. ticaga, H. moricandi, P. guadeloupensis, P. diffusa e O. matheroni foram registradas pela primeira vez para o estado do Maranhão. Quanto aos transmissores da esquistossomose, B. glabrata foi encontrada em cinco municípios (Bacurituba, Peri-Mirim, Pinheiro, São Bento e São Vicente Férrer), enquanto B. straminea em nove (Arari, Conceição do Lago Açu, Igarapé do Meio, Monção, Pedro do Rosário, Penalva, Pinheiro, São Bento e Vitória do Mearim), sendo que em Pinheiro e São Bento, essas espécies foram observadas em sintopia No estudo quantitativo foi verificada a ocorrência de 13 espécies das 15 citadas anteriormente (com exceção de D. cimex e O. matheroni), totalizando 9.052 exemplares de gastrópodes límnicos e 111 de Omalonyx sp.. A família Planorbidae e B. straminea apresentaram maior abundância em julho, 2012 onde foi registrada a maior abundância de espécies. A temperatura e a precipitação diária influenciaram positivamente a abundância de B. glabrata e o mesmo foi observado entre a precipitação diária e a abundância de B.schrammi no município de Pedro do Rosário. A maioria das espécies foi categorizada como frequente ou constante e o teste de Kruskal-Wallis demonstrou que não houve variação significativa quanto à distribuição da frequência de gastrópodes límnicos entre os municípios e entre os grupos analisados. Com relação as estações de amostragem, a análise de aninhamento mostrou a existência de subconjuntos de espécies sugerindo que um determinado grupo de espécies mais comuns está presente em todos os ambientes. A Análise de Escalonamento Multidimensional mostrou maior semelhança entre os municípios de São Bento e São Vicente Férrer e entre Palmeirândia e Pedro do Rosário Os quatro municípios investigados apresentaram baixa diversidade, visto a dominância de algumas espécies. Quanto à helmintofauna associada aos moluscos, no período de novembro de 2011 a julho de 2014, foram identificados dez tipos cercarianos, sendo que Echinostome cercaria foi o mais frequente. Cercárias de Schistosoma mansoni foram encontradas em exemplares de B. glabrata em São Bento (outubro de 2012) e São Vicente Férrer (julho de 2014). Pomacea maculata apresentou a maior variedade de tipos cercarianos e foi reportada, pioneiramente, como o primeiro hospedeiro intermediário dos trematódeos Stomylotrema gratiosus e Travtrema stenocotyle. Os resultados mostraram que a microrregião da Baixada Maranhense é epidemiologicamente importante quanto à transmissão da esquistossomose, devido a fatores ambientais e sócio-econômicos que continuam favorecendo a transmissão dessa parasitose, além da presença de dois hospedeiros intermediários de S. mansoni. Com este trabalho, pioneiro para o estado do Maranhão, espera-se contribuir para o conhecimento da biodiversidade deste importante ecossistema do nordeste do Brasil, além de nortear futuros estudos voltados à promoção da saúde da população desse estado
Abstract: This paper deals with a qualitative and quantitative survey of freshwater gastropods performed in the Baixada Maranhense Microregion, MA, considered of low endemicity for schistosomiasis. Helminths data associated with molluscs are also provided. The qualitative study was conducted from November 2011 to July 2012 covering the 21 municipalities of Baixada Maranhense microregion and two neighboring municipalities, while the quantitative was carried out in four of these municipalities (Palmeirândia, Pedro do Rosário, São Bento and São Vicente Férrer) between July 2012 and July 2014. In the qualitative study they were collected 9.129 snails (Ampullariidae, Ancylidae, Planorbidae, Physidae and Succineidae): Biomphalaria glabrata; B. schrammi; B. straminea; Drepanotrema anatinum; D.cimex; D. depressissimum; D. lucidum; Gundlachia radiata; G. ticaga; Hebetancylus moricandi; Omalonyx matheroni; Physa marmorata; Plesiophysa guadeloupensis; Pomacea maculata and Pomacea diffusa. Six species were reported for the first time to the state of Maranhão: Gundlachia radiata, G. ticaga, H. moricandi, P. guadeloupensis, Pomacea diffusa and O. matheroni. As for the schistosomiasis transmitters B. glabrata was found in five municipalities (Bacurituba, Peri-Mirim, Pinheiro, São Bento and São Vicente Férrer), whereas B. straminea in nine (Arari, Conceição do Lago Açu, Igarapé do Meio, Monção, Pedro do Rosário, Penalva, Pinheiro, São Bento and Vitória do Mearim) These snail vectors were found in sintopy in Pinheiro and São Bento. In the quantitative study 13 species out of the 15 listed above were collected (excepting D. cimex and O. matheroni), totaling 9.052 specimens of freshwater gastropods and 111 Omalonyx sp.. The family Planorbidae and B. straminea had higher abundance in July 2012 where was recorded the highest abundance of species. The temperature and daily precipitation positively influenced the abundance of B. glabrata and the same was observed between daily precipitation and abundance of B.schrammi in Pedro do Rosário. Most species was categorized as frequent or constant and the test Kruskal-Wallis showed no significant variation in the distribution of frequency freshwater gastropods between municipalities and between the collecting sites groups. Regarding sampling stations, the nesting analysis showed the presence of subsets of species suggesting that a certain group of most common species is present in all environments.The Multidimensional Scaling Analysis showed greater similarity among the municipalities of São Bento and São Vicente Férrer and among Palmeirândia and Pedro do Rosário The four investigated municipalities showed low diversity, due to the dominance of some species. As for the associated helminths, from November 2011 to July 2014, ten cercarian types were identified and Echinostome cercaria was the most frequent. Cercariae of Schistosoma mansoni were found in samples of B. glabrata in São Bento (October, 2012) and São Vicente Férrer (July, 2014). Pomacea maculata showed the greatest variety of cercaria types and it was reported, for the first time, as the first intermediate host of the trematodes Stomylotrema gratiosus and Travtrema stenocotyle. The results showed that the Baixada Maranhense microregion is epidemiologically important for schistosomiasis transmission, due to environmental and socio-economic factors that continue to favor the transmission of this disease, in addition to the occurrence of two intermediate hosts S. mansoni. This work, pioneer in the state of Maranhão, is expected to contribute to the knowledge of the biodiversity of this important ecosystem of northeastern Brazil, and guide future studies aiming to promoting the health of the population of that state
DeCS: Moluscos
Schistosoma mansoni
Gastrópodes
Helmintos
Issue Date: 2015
Citation: CANTANHEDE, S. P. D. Gastrópodes límnicos e helmintofauna associada da Microrregião da Baixada Maranhense, MA, com ênfase nos transmissores da esquistossomose. 2015. 211f. Tese (Doutorado em Biodiversidade e Saúde) - Fundação Oswaldo Cruz, Instituto Oswaldo Cruz, Rio de janeiro, RJ, 2015
Date of defense: 2015-Ago-21
Place of defense: Rio de Janeiro/RJ
Department: Pós-Graduação em Biodiversidade e Saúde
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Oswaldo Cruz
Program: Programa de Pós-Graduação em Biodiversidade e Saúde
Copyright: open access
Appears in Collections:IOC - PGBS - Teses de Doutorado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
selma_cantanhede_ioc_dout_2015.pdf5.45 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.