Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/14323
Title: Análise das regiões polimórficas do gene HASPB (K26) de Leishmania infantum em amostras clínicas positivas para leishmaniose visceral e coinfecção LV/HIV
Other Titles: Analyzing of the polymorphic regions of HASPB (K26) gene from Leishmania infantum in positive clinical samples for visceral leishmaniasis and VL/HIV co-infection.
Advisor: Medeiros, Zulma Maria de
Members of the board: Medeiros, Zulma Maria de
Cavalcanti, Milena de Paiva
Lima Junior, Manoel Sebastião da Costa
Authors: Barbosa Júnior, Walter Lins
Coadvisor: Melo, Fábio Lopes de
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães. Recife, PE, Brasil
Abstract: A leishmaniose visceral (LV) é uma doença grave que afeta a população de vários países, onde o Brasil apresenta a maior prevalência da infecção nas Américas. Com o estudo do gene codificante da proteína B de superfície (HASPB ou K26) de Leishmania infantum é possível identificar as variações polimórficas intraespecíficas e, assim, será possível consolidar a descrição de um perfil polimórfico presente no Estado de Pernambuco. O objetivo do trabalho foi analisar as regiões polimórficas do gene HASPB (K26) de Leishmania infantum em amostras clínicas positivas para leishmaniose visceral e coinfecção LV/HIV. O sistema K26 PCR foi otimizado utilizando concentrações variadas de DNA genômico de L. infantum. Foi realizado o screening de amostras clínicas de DNA através de dois sistemas de PCR simples, kDNA e ITS1/RFLP, para ensaios posteriores com a K26 PCR nas amostras positivas. A curva de dissociação de alta definição (qPCR-HRM) foi empregada na localização de temperaturas de melting específicas para L. infantum. Os amplicons do gene K26 foram sequenciados e alinhados as sequencias selecionadas em base de dados. A K26 PCR apresentou limiar de detecção de 1 pg para amplicon de 700 pb. A especificidade dos primers foi avaliada experimentalmente e in silico, apresentando anelamento inespecífico com DNA humano. Em paralelo, foram selecionadas 78 amostras de DNA através dos dois sistemas screening, sendo 17 caracterizadas como L. infantum. Os ensaios com DNA das amostras clínicas para o sistema K26 PCR revelaram bandas espúrias. A análise através qPCR-HRM em DNA genômico do parasita resultou em amplificação com Tm de 88,2 °C, já o ensaio com amostra clínica revelou duas amplificações com distintas temperaturas de melting, 84,6 e 88,2 °C. Três amplicons do gene K26 foram sequenciados e alinhados a cinco sequencias da base de dados, indicando 38,2 % de similaridade. Pode-se concluir que o sistema K26 PCR é recomendável para análise dos polimorfismos genéticos, contanto que o DNA seja extraído diretamente de espécies isoladas em meio de cultura.
keywords: Leishmaniose visceral. Leishmania infantum. HASPB (K26). Polimorfismo
DeCS: Leishmaniose Visceral/diagnóstico
Leishmaniose Visceral/complicaçöes
Infecções por HIV/complicaçöes
Polimorfismo Genético
Proteínas de Protozoários/genética
Reação em Cadeia da Polimerase/métodos
Leishmania infantum/genética
Issue Date: 2016
Publisher: Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães
Citation: BARBOSA JUNIOR, Walter Lins. - Análise das regiões polimórficas do gene HASPB (K26) de Leishmania infantum em amostras clínicas positivas para leishmaniose visceral e coinfecção LV/HIV / Analyzing of the polymorphic regions of HASPB (K26) gene from Leishmania infantum in positive clinical samples for visceral leishmaniasis and VL/HIV co-infection. Recife; s.n; 2016. 62 p. ilus, tab, graf.
Date of defense: Fevereiro 15, 2016
Place of defense: Recife/PE
Defense institution: Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães
Program: Programa de Pós‐Graduação em Biociências e Biotecnologia em Saúde
Copyright: open access
Appears in Collections:PE - IAM - PPBBS - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2016barbosa-junior-wl.pdf2.16 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.