Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/14343
Title: Avaliação da α-glicosidase Cqm1 de Culex quinquefasciatus e o impacto de suas mutações na fisiologia de larvas
Other Titles: Evaluation of α-glucosidase Cqm1 from Culex quinquefasciatus and the impact of its mutations on larvae physiology
Advisor: Silva Filha, Maria Helena Neves Lobo
Members of the board: Cavalcanti, Milena de Paiva
Paiva, Patrícia Maria Guedes
Oliveira, Cláudia Maria Fontes de
Silva Filha, Maria Helena Neves Lobo
Wallau, Gabriel da Luz
Authors: Nascimento, Nathaly Alexandre do
Coadvisor: Ferreira, Lígia Maria
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães. Recife, PE, Brasil.
Abstract: Lysinibacillus sphaericus (Lsp) é uma bactéria entomopatógena que produz a toxina Bináriav(Bin) com atividade larvicida para culicídeos. A sua ação em Culex quinquefasciatus depende da ligação da toxina Bin à α-glicosidase (Aglu) Cqm1, que atua como receptor no epitélio intestinal de larvas. Na colônia R2362, foram caracterizados dois alelos de resistência ao Lsp: cqm1REC e cqm1REC-2, cujas mutações impedem a expressão da Aglu Cqm1. O objetivo deste trabalho foi avaliar a atividade catalítica da Cqm1 e comparar a atividade α-glicosidase e o desenvolvimento pré-imaginal de larvas de indivíduos susceptíveis (S) e resistentes (R) para cada alelo. Para isto, foram avaliados os seguintes parâmetros: atividade catalítica da Cqm1 recombinante; padrão de transcrição de outras Aglus parálogas à Cqm1; atividade de Aglus nativas em larvas; sobrevivência de indivíduos frente a diferentes dietas. A Aglu Cqm1 mostrou atividade enzimática ótima à 37o C, pH 7,5-8,0 e utilizando o substrato sintético pNαG. A atividade α-glicosidase total em larvas S e R foi similar, apesar da ausência de expressão da Cqm1 nas larvas R. A investigação in silico revelou 18 proteínas parálogas à Cqm1 e, dentre 11 investigadas, nove são expressas em larvas S e R. A análise quantitativa de três parálogas demonstrou que duas tem um padrão de transcrição mais elevado em larvas resistentes, sugerindo a existência de um mecanismo de compensação de expressão de α-glicosidases. O desenvolvimento pré-imaginal de larvas S foi decrescente nas seguintes dietas: ração de gatos, ração de peixes, leite desnatado, extrato de levedura e sacarose. De uma forma global, a taxa de sobrevivência de larvas R foi inferior à S em todas as dietas testadas. Os dados obtidos mostram que as mutações ligadas aos alelos cqm1REC e cqm1REC-2 não parecem impactar a atividade Aglu nas larvas e que o custo biológico observado poderia estar relacionado a outros genes e vias metabólicas.
keywords: Mosquitos
Biolarvicidas
Resistência
Custo Biológico
α-glicosidases
DeCS: Culex/efeitos de drogas
Culex/genética
Receptores de superfície celular/metabolismo
Resistência a inseticidas/genética
Bacillus/patogenicidade
Toxinas Bacterianas
Alfa-glucosidases
Mutação/genética
Issue Date: 2016
Publisher: Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães
Citation: NASCIMENTO, Nathaly Alexandre do. Avaliação da alfa-glicosidase Cqm1 de Culex quinquefasciatus e o impacto de suas mutações na fisiologia de larvas. 2016. 92 f. Dissertação (Mestrado em Ciências) - Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães, Fundação Oswaldo Cruz, Recife, 2016.
Date of defense: 2016-02-26
Place of defense: Recife/PE
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz.Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães.
Program: Programa de Pós‐Graduação em Biociências e Biotecnologia em Saúde
Embargo date: 2017-08-19
Copyright: open access
Appears in Collections:PE - IAM - PPBBS - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
160226_Dissertação_Mestrado_BBS_Nathaly.pdf1.72 MBAdobe PDFView/Open



FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.