Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/14358
Title: A cultura de segurança do paciente: validação de um instrumento de mensuração para o contexto hospitalar brasileiro
Other Titles: A culture of patient safety: validation of a measurement instrument for the Brazilian hospital context
Advisor: Martins, Mônica Silva
Laguardia, Josué
Authors: Reis, Claudia Tartaglia
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Abstract: A cultura de segurança do paciente tem recebido crescente atenção no campo das organizações de saúde. Os cuidados de saúde, cada vez mais complexos, elevam o potencial de ocorrência de incidentes, erros ou falhas, particularmente em hospitais. Uma cultura de segurança fortalecida no âmbito hospitalar emerge como um dos requisitos essenciais para melhorar a qualidade do cuidado de saúde. Avaliar o status da cultura de segurança no hospital permite identificar e gerir prospectivamente questões relevantes de segurança nas rotinas de trabalho. O objetivo central deste estudo foi realizar a adaptação transcultural do Hospital Survey on Patient Safety Culture (HSOPSC) – instrumento de avaliação das características da cultura de segurança do paciente em hospitais – para a Língua Portuguesa e contexto brasileiro. Secundariamente, objetivou-se avaliar as características da cultura de segurança nos hospitais participantes. Adotou-se abordagem universalista para avaliar a equivalência conceitual, de itens e semântica. A análise de confiabilidade do instrumento foi realizada por meio da análise da consistência interna das dimensões, através do coeficiente alfa de Cronbach. A validade de constructo foi realizada por meio das Análises Fatorial Confirmatória e Exploratória. A cultura de segurança do paciente foi avaliada com a aplicação do questionário na população do estudo. A amostra foi composta por 322 profissionais que trabalham em dois hospitais de cuidados agudos. A aplicação do instrumento ocorreu entre os meses de março e maio de 2012. O questionário foi traduzido para o Português e sua versão final incluiu 42 itens. Nas etapas iniciais desta adaptação a população-alvo avaliou todos os itens como de fácil compreensão. A versão adaptada para Língua Portuguesa dos HSOPSC apresentou alfa de Cronbach total de 0,91. A Análise Fatorial Confirmatória não confirmou a estrutura dimensional de 12 fatores como no modelo original na amostra estudada. Após a exclusão de 4 itens, a Análise Fatorial Exploratória resultou em índices de ajustes adequados para um modelo com 10 fatores. Uma cultura punitiva frente aos erros, a inadequação de profissionais decorrente da sobrecarga de trabalho referida entre os respondentes e falhas na coordenação do trabalho em equipe entre as unidades do hospital foram as principais características da cultura de segurança do paciente evidenciadas na amostra do estudo. Recomenda-se que a versão adaptada do Hospital Survey on Patient Safety Culture para o português seja testada em outras amostras no Brasil, para confirmar a sua validade e confiabilidade, avaliadas neste estudo.
Abstract: Patient safety culture has been receiving increasing attention in the field of health organizations. Health care is increasingly complex, raising the potential for incidents, mistakes or failures, particularly in hospitals. A stronger safety culture in hospitals emerge as one of the essential requirements to improve the quality of health care. Assessing the status of safety culture in hospitals allows one to identify and manage prospectively issues which are relevant to safety in work routines. The aim of this study was to conduct a cross-cultural adaptation of the Hospital Survey on Patient Safety Culture (HSOPSC) - assessment instrument of the culture characteristics of patient’s safety in hospitals - to the Portuguese language and Brazilian context. The secondary objective was to evaluate the characteristics of safety culture in the participating hospitals. Universalist approach was adopted to assess the conceptual, items and semantics equivalence. The reliability analysis of the instrument was performed by analyzing the internal consistency of the dimensions through the Cronbach alpha coefficient. The construct validity was performed by Confirmatory Exploratory Factor Analysis. The culture of patient safety was evaluated through a questionnaire applied in the study population. The sample consisted of 322 professionals working in two acute care hospitals. The application of the instrument occurred between March and May 2012. The questionnaire was translated into Portuguese and its final version included 42 items. In the early stages of this adaptation the target population considered all items easy to understand. The HSOPSC version adapted to the Portuguese language showed overall Cronbach's alpha of 0.91. The Confirmatory Factor Analysis did not confirm the 12-factor dimensional structure as in the original model in the studied sample. After the exclusion of 4 items, the Exploratory Factor Analysis resulted in rates of appropriate settings for a model with 10 factors. A punitive culture in the face of errors, the inadequacy of professionals caused by overloaded work mentioned among respondents, and failures in coordinating teamwork among hospital units were the main features of the culture of patient safety highlighted in the study sample. It is recomended that it is necessary that the adapted version of the Hospital Survey on Patient Safety viii Culture to Portuguese to be tested in other samples in Brazil in order to confirm its validity and reliability, evaluated in this study.
Keywords: Organizational culture
Safety culture
Patient Safety
Translation (process)
Validation tests
Quality health care
Hospital
keywords: Cultura organizacional
Cultura de segurança
Segurança do paciente
Tradução (processo)
Validação de testes
Qualidade do cuidado de saúde
Hospital
DeCS: Qualidade da Assistência à Saúde
Cultura Organizacional
Hospitais
Segurança do Paciente
Issue Date: 2013
Citation: REIS, Claudia Tartaglia. A cultura de segurança do paciente: validação de um instrumento de mensuração para o contexto hospitalar brasileiro. 2013. xiii,203 f. Tese (Saúde Pública) - Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Rio de Janeiro, 2013.
Place of defense: Rio de Janeiro
Defense institution: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca
Copyright: open access
Appears in Collections:ENSP - Teses de Doutorado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
601.pdf3.47 MBAdobe PDFView/Open



FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.