Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/14715
Title: Validação de abordagens moleculares para o diagnóstico da leishmaniose tegumentar americana em Pernambuco
Other Titles: Validation of molecular for the diagnosis of the leishmaniasis diffuse cutaneous in Pernambuco
Advisor: Abath, Frederico Guilherme Coutinho
Albuquerque, Maria de Fátima Pessoa Militão de
Members of the board: Silva Filho, Octávio Fernandes
Leal, Nilma Cintra
Abath, Frederico Guilherme Coutinho
Authors: Rodrigues, Eduardo Henrique Gomes
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães. Recife, PE, Brasil.
Abstract: O controle da leishmaniose depende da disponibilidade de métodos acurados e sensíveis para detecção das espécies de Leishmania. Duas abordagens moleculares foram avaliadas para o diagnóstico de leishmaniose tegumentar americana (LTA) em pacientes provenientes de zonas endêmicas de Pernambuco. Uma delas era gênero específica, enquanto que a outra era específica para o subgênero Viannia. Os limiares de detecção de DNA foram determinados e a sensibilidade e especificidade calculadas, sendo subsequentemente comparadas com outros testes diagnósticos mais convencionais. O limiar de detecção de DNA da PCR específica para o subgênero Viannia foi de 10 fg de DNA total, enquanto que o limiar de detecção para a PCR gênero específica foi de 1 pg de DNA total. Para a definição de caso de LTA adotou-se a presença de critérios clínico-epidemiológicos, associados à positividade em pelo menos um dos seguintes testes: pesquisa direta, exame histopatológico e isolamento por cultura. Dessa forma dos 98 pacientes inicialmente diagnosticados com base puramente clínico-epidemiológica, 87 foram considerados casos de LTA, e utilizados para o cálculo da sensibilidade. Trinta e um pacientes com lesões cutâneas de outras etiologias foram incluídos como controles para o cálculo da especificidade. A PCR gênero específica foi positiva em 60/67 das biópsias de LTA, resultando em uma sensibilidade de 89,6 por cento, enquanto que a PCR específica para o subgênero Viannia foi positiva em biópsias de 82/87 casos de LTA, resultando em uma sensibilidade de 94,3 por cento. Contudo, essas diferenças não foram significantes. Esse dado associado a outros, sugere que apenas o subgênero Viannia tem participação como agente etiológico de LTA em Pernambuco Ambas as PCRs demonstraram 100 por cento de especificidade. O diagnóstico através da pesquisa direta apresentou um percentual de positividade dentre os casos de LTA de 68,2 por cento, o exame histopatológico 89,9 porcento, o isolamento através de cultura 44,0 por cento e a imunofluorescência indireta 81,3 por cento. Visando a utilização em regiões endêmicas com poucos recursos foram realizados alguns experimentos preliminares bem sucedidos com PCR/hibridização com sondas não radioativas. Em conclusão, as abordagens moleculares avaliadas mostraram alta sensibilidade e especificidade, permitindo uma delas o diagnóstico ao nível do subgênero Vianna.
DeCS: Reação em Cadeia da Polimerase
Leishmaniose Tegumentar Difusa/diagnóstico
Técnicas Histologicas
Leishmaniose Cutânea
Issue Date: 2000
Publisher: Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães
Citation: RODRIGUES, Eduardo Henrique Gomes. Validação de abordagens moleculares para o diagnóstico da leishmaniose tegumentar americana em Pernambuco. 2000. 72 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Pública) - Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães, Fundação Oswaldo Cruz, Recife, 2000.
Date of defense: Setembro 29, 2000
Place of defense: Recife/PE
Defense institution: Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães
Program: Programa de Pós-Graduação em Saúde Pública
Copyright: open access
Appears in Collections:PE - IAM - PPGSP - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
906.pdf1.3 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.