Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/15128
Title: Oportunidades para inovação no tratamento da leishmaniose usando o potencial das plantas e produtos naturais como fontes de novos fármacos
Other Titles: Potential for innovation in the treatment of leishmaniasis using plants and natural products as sources of new drug
Authors: Oliveira, Luiz Filipe Gomes
Gilbert, Benjamin
Villas Bôas, Glauco de Kruse
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto de Tecnologia em Fármacos. Núcleo de Gestão da Biodiversidade. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Fundação Oswaldo Cruz. Instituto de Tecnologia em Fármacos. Laboratório de Química de Produtos Naturais. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Fundação Oswaldo Cruz. Instituto de Tecnologia em Fármacos. Núcleo de Gestão da Biodiversidade. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Abstract: A leishmaniose é considerada uma das doenças mais negligenciadas. Os medicamentos de escolha para todas as formas de leishmaniose ainda são os antimoniais pentavalentes. A anfotericina B e pentamidina são relegadas à segunda linha pela toxicidade. O principal medicamento utilizado no Brasil, o Glucantime®, apresenta vários efeitos adversos erepresenta ainda alto custo de aquisição para o país. O Brasil detém a maior parcela da biodiversidade mundial, e não é surpreeendente que haja espécies ativas contra essa doença. O objetivo deste trabalho é apontar oportunidades para a inovação em medicamentos da biodiversidade no tratamento da leishmaniose. Nos últimos anos, várias plantas foram mostradas ativas contra o gênero Leishmania, dentre as quais Kalanchoe pinnata, Plumbago scandens, Physalis angulata, Piper aduncum, Tabernaemontana e Phyllanthus amarusEstas poderão servir de base para a formulação de um fitoterápico para tratar a doença. Ate agora, apesar das pesquisas por novos fármacos em instituições de todo o mundo, poucos foram os avanços, e pouca atenção foi dada no Brasil ao desenvolvimento de medicamentos para leishmaniose com base na biodiversidade.
Abstract: Leishmaniasis is considered the most neglected disease. The drugs of choice for all clinical forms of leishmaniasis are still pentavalent antimonials. Amphotericin B and pentamidine are the second line due their greater toxicity. The main drug used in Brazil, Glucantime®, presents several adverse effects and represents high cost to the country. Brazil has the largest share of plant biodiversity, and it is not surprising that there are species active against this disease. The objective of this paper is to point out opportunities for innovation in medicines from the flora in the treatment of leishmaniasis. In recent years, several plants were shown active against Leishmania, among them Kalanchoe pinnata, Plumbago scandens, Physalis angulata, Piper aduncum, Tabernaemontana (Peschiera) australis e Phyllanthus amarus. These provide a basis for the development of herbal medicines for treating the disease. Until now, despite the researches for new drugs in institutions around the world, few advances, and little attention was paid in Brazil to develop drugs for leishmaniasis based on biodiversity.
Keywords: Treatment of Leishmaniasis
Medicinal Plants
Herbal Medicines
Natural Products
keywords: Tratamento da Leishmaniose
Plantas Medicinais
Fitoterápicos
Produtos Naturais
DeCS: Leishmaniose
Plantas Medicinais
Medicamentos Fitoterápicos
Issue Date: 2013
Publisher: Fundação Oswaldo Cruz. Farmanguinhos. Núcleo de Gestão em Biodiversidade e Saúde.
Citation: OLIVEIRA, Luiz Filipe G. et al. Oportunidades para inovação no tratamento da leishmaniose usando o potencial das plantas e produtos naturais como fontes de novos fármacos. Revista Fitos, [S.l.], v. 8, n. 1, p. 33-42, 2013.
Copyright: open access
Appears in Collections:Farmanguinhos - Revista Fitos - Volume 8 - Número 1
Farmanguinhos - Artigos de Periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
18.pdf246.14 kBAdobe PDFView/Open



FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.