Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/15219
Title: Research knowledge in undergraduate school in Brazil: a comparison between medical and law students
Other Titles: Conhecimento científico na graduação do Brasil: comparação entre estudantes de Medicina e Direito
Authors: Reis Filho, Antonio José Souza
Andrade, Bruno de Bezerril
Mendonça, Vitor Rosa Ramos de
Barral Netto, Manoel
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Centro de Pesquisas Gonçalo Moniz. Salvador, BA, Brasil
NIH. Laboratory of Parasitic Diseases. Bethesda, MD, United States
Fundação Oswaldo Cruz. Centro de Pesquisas Gonçalo Moniz. Salvador, BA, Brasil
Fundação Oswaldo Cruz. Centro de Pesquisas Gonçalo Moniz. Salvador, BA, Brasil
Abstract: Hipotetizamos que o impacto da experiência na pesquisa obtida durante a graduação varia entre os currículos profissionais e entre os cursos de graduação. Métodos: Um questionário validado de múltipla escolha sobre conceitos científicos foi dado aos alunos do primeiro e quarto anos das faculdades de Medicina e Direito em uma instituição pública brasileira de ensino. Resultados: Os estudantes de Medicina participaram com mais frequência de programas de iniciação científica em relação aos estudantes de Direito, e essa tendência aumentou do primeiro ao quarto ano de faculdade. Em ambos os currículos, os alunos do quarto ano apresentaram uma maior porcentagem de acertos que os alunos do primeiro ano. A maior proporção de alunos do quarto ano definiu corretamente os conceitos de hipótese científica e teoria científica. Nas áreas de interpretação e escrita de artigos científicos, os alunos do quarto ano, em ambos os currículos, se sentiram mais confiantes do que os estudantes do primeiro ano. Embora os estudantes de Medicina tenham se sentido menos confiantes no planejamento e na realização de projetos de pesquisa que os estudantes de Direito, eles estavam mais envolvidos em atividades de pesquisa. Conclusão: A graduação em Medicina parece favorecer o desenvolvimento da maturidade crítica científica do que a graduação em Direito. A existência de políticas específicas nas escolas médicas é uma explicação razoável para a participação de estudantes de Medicina em mais atividades científicas.
Abstract: Exposure to science education during college may affect a student’s profile, and research experience may be associated with better professional performance. We hypothesized that the impact of research experience obtained during graduate study differs among professional curricula and among graduate courses. Methods: A validated multiple-choice questionnaire concerning scientific concepts was given to students in the first and fourth years of medical and law school at a public Brazilian educational institution. Results: Medical students participated more frequently in introductory scientific programs than law students, and this trend increased from the first to the fourth years of study. In both curricula, fourth-year students displayed a higher percentage of correct answers than first-year students. A higher proportion of fourth-year students correctly defined the concepts of scientific hypothesis and scientific theory. In the areas of interpretation and writing of scientific papers, fourth-year students, in both curricula, felt more confident than first-year students. Although medical students felt less confident in planning and conducting research projects than law students, they were more involved in research activities. Conclusion: Medical graduation seems to favor the development of critical scientific maturity than law graduation. Specific policy in medical schools is a reasonable explanation for medical students’ participation in more scientific activities.
Keywords: Research
Education, Medical, Undergraduate
Students Medical
keywords: Pesquisa
Educação de graduação em Medicina
Estudantes de Medicina
Issue Date: 2010
Publisher: Desconhecido
Citation: REIS FILHO, A. J. S. et al. Research knowledge in undergraduate school in Brazil: a comparison between medical and law students. Einstein, v. 8, n. 3 Pt 1, p. 273-280, 2010.
DOI: 10.1590/S1679-45082010AO1702
ISSN: 1679-4508
Copyright: open access
Appears in Collections:BA - IGM - Artigos de Periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Reis Filho Research knowledge....pdf1.14 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.