Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/15283
Title: Fauna Triatominae do Estado da Bahia, Brasil. VI — Prevalência Geográfica da Infecção dos Triatomíneos por T. Cruzi.
Authors: Sherlock, Ítalo Rodrigues de Araújo
Serafim, Elizete M
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Centro de Pesquisas Gonçalo Moniz. Salvador, BA, Brasil
Fundação Oswaldo Cruz. Centro de Pesquisas Gonçalo Moniz. Salvador, BA, Brasil
Abstract: Durante os anos de 1957 a 1971 foram coletados 35.588 triatomíneos em domicílios de 11.045 localidades do Estado da Bahia. Entre 29.156 exemplares examinados, 2.354 estavam infectados por tripanasomas do tipo T. cruzi (8%). Entretanto o índice de infecção natural variou de 0 a 100%, dependendo da espécie do triatomíneo e da localidade em que foi coletado. A maioria das localidades com triatomíneos infectados abrangeu aquelas infestadas por P. magistus, e estavam distribuídas com maior densidade no litoral norte do Estado. A espécie de triatomíneo que acusou maior índice de infecção global foi P. megistus (11,4%), vindo em seguida T. infestans (3,4%) e T. brasiliensis (3%). T. rubrofasciata, embora com índice de infecção elevado, foi considerada sem importância, desde que na maior parte era infectada por T. conorhini. Os Autores julgam que só o encontro de triatomíneos infectados justifica a ação profilátlca, pois traduz a existência simultânea de portadores humanos de T. cruzi. Chamam a atenção para a importância da disseminação intensa de T. infestans no Estado da Bahia, em vista dos hábitos hematofágicos acentuadamente antropofílicos dessa espécie, ao lado de sua elevada susceptibilidades para infectar com T. cruzi e capacidade de rápida proliferação e colonização intradomiciliar
Abstract: In iHe period 1957-1971 surveys for triatominae bugs were made in 889,972 ãwellings among 11,045 d iffe ren t localities throughout th e State of Bahia, Brazil. 35,588 bugs were cóllected and among 29,156 examined, 2,354 (8%) were infected with trypanosom.es considered to be T. cruzi. However, rates of natural infection varied from 0-100% according to species anã localities. The highest rates of natural infection were found among P. megistus in the northern littoral areas of th e State. Overall rates of infection by species were: P. megistus, 11,4%; T. infestans, 3.4%; T. brasiliensis, 3%. T. rubrofasciata were found often infected w ith T. conorhini but were not considered important as carriers of T. cruzi. The Authors consider th a t the presence of infected domiciliated bugs in the areas investigated implies active transmlssion of T. eruzi, and th a t vector control measures should be undertaken. The active spreaã of T. infestans in th e Sta te of Bahia is emphasized as a m a tte r for particular concern, in view of this species susceptibility to infection, its anthropophilic hábits and its capacity to colonize rapidly and stablish high rates of infestation.
keywords: Trypanosoma cruzi
Triatomíneos
Triatoma infestans
Brazil
Bahia
Issue Date: 1974
Publisher: Sociedade Brasileira de Medicina Tropical
Citation: SHERLOCK, I. A.; SERAFIM, E. M. Fauna Triatominae do Estado da Bahia, Brasil. VI — Prevalência Geográfica da Infecção dos Triatomíneos por T. Cruzi. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, v. 8, n. 3, p. 129-133, 1974.
ISSN: 0037-8682
Copyright: open access
Appears in Collections:BA - IGM - Artigos de Periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Sherlock IA Fauna triatominae do estado VI.pdf467.89 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.