Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/15303
Title: Percepções e ações de mulheres em relação à prevenção e promoção da saúde na atenção básica
Other Titles: Women’s perceptions and practices regarding prevention and health promotion in primary healthcare
Authors: Figueira, Taís Rocha
Ferreira, Efigênia Ferreira e
Schall, Virgínia Torres
Modena, Celina Maria
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Centro de Pesquisas René Rachou. Belo Horizonte, MG, Brasil
Universidade Federal de Minas Gerais. Faculdade de Odontologia. Belo Horizonte, MG, Brasil
Fundação Oswaldo Cruz. Centro de Pesquisas René Rachou. Belo Horizonte, MG, Brasil
Fundação Oswaldo Cruz. Centro de Pesquisas René Rachou. Belo Horizonte, MG, Brasil
Abstract: OBJETIVO: Analisar percepções e participação de usuárias de unidade básica de saúde em relação à prevenção e promoção de saúde. PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS: Estudo qualitativo no qual foram entrevistadas 20 usuárias de uma unidade de saúde da família de Belo Horizonte, MG, em 2007. O roteiro da entrevista englobou questões sobre o processo saúde-doença e prevenção e promoção de saúde. Foi utilizada a técnica de análise de conteúdo na análise dos relatos. ANÁLISE DOS RESULTADOS: A percepção sobre prevenção apresentou influência da teoria de Leavell & Clark, expressa por ações que evitam o aparecimento, progressão ou agravamento de alguma doença. A promoção de saúde foi concebida como um nível de prevenção e associada à responsabilização individual e ao conceito positivo de saúde. As práticas de prevenção e promoção de saúde estiveram orientadas pelo conceito positivo de saúde, pela possibilidade de gerarem prazer/desprazer, pelas interferências que poderiam ocasionar no cotidiano, pela concepção de força de vontade e de valor conferido à vida. CONCLUSÕES: O discurso sobre prevenção e promoção de saúde é marcado por concepções tradicionais. Contudo, houve a incorporação do conceito positivo de saúde que, aliado ao fator prazer e força de vontade, atuam como principais influenciadores do comportamento. São necessárias estratégias com abordagens mais amplas sobre o processo saúde-doença, traduzindo os princípios modernos da promoção de saúde.
Abstract: Objective: To analyze the perceptions and participation of female basic health unit users with regard to prevention and health promotion. Methodological procedures Qualitative study with 20 users of a family health unit in the municipality of Belo Horizonte, Southeastern Brazil, in 2007. The interview script included questions about the health-disease process and prevention and health promotion. The content analysis technique was used to analyze the reports. Results analysis The perception of disease prevention was influenced by Leavell & Clark’s theory, which is expressed as actions that avoid the appearance, progression or worsening of disease. Health promotion was regarded as a level of prevention and associated with the individual responsibility and the positive concept of health. Prevention and health promotion practices were influenced by the positive health concept, the possibility of causing pleasure/displeasure, the way in which they might interfere in daily life, by the concept of will-power and the value attributed to life. Conclusions The discourse about disease prevention and health promotion is marked by traditional concepts. However, the inclusion of the positive health concept, allied to pleasure and will-power, are the main behavior determinants. Strategies based on a more comprehensive approach to the health-disease process are needed, thus reflecting the modern principles of health promotion.
Keywords: Patient education as topic
Health knowledge, attitudes and practice
Family health program
Health promotion
Qualitative researc
keywords: Educação de pacientes como assunto
Conhecimentos
Atitudes e prática em saúde
Programa saúde da família
Promoção da saúde
Pesquisa qualitativa
Issue Date: 2009
Citation: FIGUEIRA, T. R. et al. Percepções e ações de mulheres em relação à prevenção e promoção da saúde na atenção básica. Revista de Saúde Pública, São Paulo, v. 43, n. 6, p. 937-943, 2009.
DOI: 10.1590/s0034-89102009005000081
ISSN: 0034-8910
Copyright: open access
Appears in Collections:MG - IRR - Artigos de Periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TAIS_FIGUEIRA_etal_CPqRR_2009.pdf276.41 kBAdobe PDFView/Open



FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.