Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/16762
Title: Órgãos alvo do Trypanosoma cruzi em modelo experimental de fase aguda da doença de Chagas por transmissão oral
Advisor: Meis, Juliana de
Villa-Verde, Déa Maria Serra
Members of the board: Coura, José Rodrigues
Pereira, Mirian Claudia de Souza
Todeschini, Adriane Regina
Lima, Alexandre Morrot
Pinheiro, Roberta Olmo
Authors: Santos, Danielle Silva dos
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Oswaldo Cruz. Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Abstract: A infecção oral pelo Trypanosoma cruzi, agente etiológico da doença de Chagas, é a principal via transmissão na Amazônia. Estudos anteriores do nosso grupo demonstraram que o contato do parasito com a cavidade oral induz uma infecção aguda mais grave. No entanto, ainda permanece incerto o primeiro tecido alvo do parasito durante o processo de infecção oral (IO). Neste trabalho, avaliamos os órgãos alvos do T. cruzi em camundongos infectados por IO com a cepa Dm28c luciferase (Dm28c-luc) por imagem de bioluminescência (BLI) e PCR em tempo real quantitativa (qPCR). Além disso, comparamos a dinâmica de distribuição do T.cruzi durante a infecção por via IO com as vias intragástrica (IG), intravenosa (IV) e subcutânea (SC). Nossas análises demonstraram que a cavidade oral, especificamente a região nasomaxilar, e a fossa nasal são os principais locais de invasão e multiplicação do T. cruzi na IO, em contraste com as outras vias de inoculação estudadas. A quantificação do DNA do T. cruzi por qPCR, com 60min e 7 dias pós-infecção (dpi), demonstrou que a carga parasitária na cavidade nasal nos animais IO era maior do que em qualquer outro tecido avaliado Com 7 dpi também detectamos DNA do parasito nos linfonodos mandibulares, hipófise, coração, fígado, estômago, intestino delgado e no baço e, com 21 dpi em novos tecidos como cérebro e intestino grosso. Da mesma forma, detectamos a presença de amastigotas na fossa nasal de animais infectados com 6dpi. Com 21 dpi, após multiplicação e disseminação do parasito, detectamos por BLI a presença do T.cruzi em tecidos como cérebro, coração, intestinos, glândulas sexuais, dentre outros. A análise por BLI indica que nos momentos iniciais da infecção a dinâmica de distribuição do parasito é diferente entre as vias IO, IG, IV e SC. Em conjunto, nossos resultados demonstram claramente que a fossa nasal é o principal local de invasão e multiplicação do T. cruzi durante processos de infecção oral. Demonstramos ainda que a infecção oral favorece o tropismo do parasito para o sistema nervoso central
Abstract: Oral infection by Trypanosoma cruzi, the etiologic agent of Chagas disease, is the main route of transmission in the Amazon. Previous studies from our group showed that the contact of the parasite with the oral cavity induces a more severe acute disease in mice. However, it remains uncertain the first target tissue of the parasite during the oral infection process (OI). In this study, we evaluated T. cruzi target organs in mice infected by OI with Dm28c luciferase strain (Dm28c-luc) by bioluminescence imaging (BLI) and quantitative real-time PCR (qPCR). Furthermore, we compared the dynamic distribution of T.cruzi during OI with intragastric (IG), intravenous (IV) and subcutaneous (SC) infection. Our analyses have shown that the oral cavity, specifically nasomaxillary region, and nasal cavity are the main sites of T. cruzi invasion and multiplication in OI, in contrast with the other routes of inoculation studied. Quantification of T. cruzi DNA by qPCR with 60min and 7 dpi, demonstrated that parasitic load of the nasal cavity in OI animals was higher than any other tissue evaluated. At 7 dpi, we also detected DNA of the parasite in the mandibular lymph nodes, pituitary gland, heart, liver, stomach, small intestine and spleen, and at 21 dpi in new tissues, such as brain and intestine Amastigote nests were detected in the nasal region at 6 dpi. At 21 dpi, after multiplication and spreading of the parasite, we detected by BLI, presence of T. cruzi in tissues, such as, brain, heart, intestines, sex glands, among others. The BLI analysis indicates that in the initial stages of infection the parasite distribution dynamics is different between the OI, IG, IV and SC routes. Taken together, our results clearly demonstrate that nasal cavity is the primary site of invasion and multiplication of T. cruzi during oral infection process. We also showed that oral infection favors the tropism of parasite to the central nervous system
DeCS: Trypanosoma cruzi
Transmissão de Doença Infecciosa
Proteínas Luminescentes
Reação em Cadeia da Polimerase
RNA
Doença de Chagas
Reação de Fase Aguda
Issue Date: 2016
Citation: SANTOS, Danielle Silva dos. Órgãos alvo do Trypanosoma cruzi em modelo experimental de fase aguda da doença de Chagas por transmissão oral. 2016. 66f. Tese (Doutorado em Biologia Celular e Molecular) - Fundação Oswaldo Cruz, Instituto Oswaldo Cruz, Rio de janeiro, RJ, 2016
Date of defense: 2016-06-03
Place of defense: Rio de Janeiro/RJ
Department: Pós - Graduação em Biologia Celular e Molecular
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Oswaldo Cruz
Program: Programa de Pós - Graduação em Biologia Celular e Molecular
Copyright: open access
Appears in Collections:IOC - PGBCM - Teses de Doutorado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
danielle_santos_ioc_dout_2016.pdf3.35 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.