Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/16970
Title: Promoção ou prevenção? Análise das estratégias de comunicação do Ministério da Saúde no Brasil de 2006 a 2013
Other Titles: Promotion or prevention? Analysis of the communication strategies carried out by Brazilian Health Ministry from 2006 to 2013
Promoción o prevención? Análisis de las estratégias de comunicación del Ministerio de la Salud brasileño desde 2006 hasta 2013
Authors: Vasconcelos, Wagner Robson Manso de
Oliveira-Costa, Mariella Silva de
Mendonça, Ana Valéria Machado
Affilliation: Universidade de Brasília. Faculdade de Ciências da Saúde. Programa de pós-graduação em Ciências da Saúde. Brasília, DF, Brasil / Fundação Oswaldo Cruz. Diretoria Regional de Brasília. Assessoria de Comunicação Social. Brasília, DF, Brasil.
Universidade de Brasília. Faculdade de Ciências da Saúde. Programa de pós-graduação em Ciências da Saúde. Brasília, DF, Brasil / Fundação Oswaldo Cruz. Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde. Laboratório de Pesquisa em Comunicação e Saúde. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Universidade de Brasília. Faculdade de Ciências da Saúde. Programa de pós-graduação em Ciências da Saúde. Brasília, DF, Brasil.
Abstract: Este artigo tem como objetivo analisar se as estratégias de comunicação do Ministério da Saúde brasileiro estão voltadas para a promoção da saúde ou orientadas para a prevenção de doenças. Para isso, foi realizada uma pesquisa qualitativa, baseada nas campanhas por ele promovidas, de 2006 a 2013, que dialogam com a Política Nacional de Promoção da Saúde, a saber: promoção de atividade física; promoção de hábitos saudáveis de alimentação e vida; combate ao tabagismo; controle do uso abusivo de bebida alcoólica e cuidados especiais voltados ao processo de envelhecimento. Com o foco em três categorias – “direcionamento”, “alvo” e “abordagem” – foram analisadas 14 campanhas, de modo a verificar se têm relação direta com a promoção da saúde. Constatou-se que, dessas, apenas três têm a promoção da saúde como alvo e direcionamento, mas as características da abordagem das demais não estão relacionadas com esse objetivo. Assim, concluiu-se que a comunicação das campanhas no período analisado esteve mais vinculada à prevenção de doenças do que à promoção da saúde.
Abstract: This article aims to analyse if the communication strategies carried out by Brazilian Health Ministry intend stimulating health promotion or diseases prevention. It is based on a qualitative research about the campaigns from 2006 to 2013 promoted by Health Ministry regarding the Política Nacional de Promoção da Saúde (Health Promotion National Policy), such as: physical activities; healthy eating and ways of life; stop smoking; alcoholic beverage use control, and special cares for aging process. The analysis has focused on three categories – “direction”, “target” and “approach” – in order to verify if the campaigns have directly to do with health promotion. We observed that from 14 campaigns promoted, only three have target and direction related to health promotion; the approach of the other campaigns cannot be characterized as connected to it. We have come to the conclusion that the communication of the campaigns promoted by Brazilian Health Ministry, during the period analyzed, were rather linked to diseases prevention than to health promotion.
Abstract in spanish: Este artículo tiene el objetivo de analizar si las estrategias de comunicación del Ministerio de Salud brasileño se centran en la promoción de la salud o en la prevención de las enfermedades. Él está basado en una investigación cualitativa acerca de las campañas promovidas por aquel Ministerio, desde 2006 hasta 2013, relacionadas con los temas de la Política Nacional de Promoção da Saúde (Política Nacional de Promoción de la Salud): la promoción del ejercicio físico, la promoción de la alimentación y hábitos de vida saludables, contra el tabaquismo, el control del abuso de alcohol, y cuidados específicos destinados al proceso de envejecimiento. Enfocando el tema desde el punto de vista de las categorías direcionamento, alvo y abordaje, fueran analizadas 14 campañas para verificar si ellas tienen relación directa con la promoción de la salud. Se ha constatado que solamente tres tienen la promoción de la salud como alvo y direcionamento, y el abordaje de las otras no puede ser caracterizada así. La conclusión es que las campañas de comunicación del Ministerio de Salud brasileño en el período analizado han estado más vinculadas a la prevención de las enfermedades do que a la promoción de la salud.
Keywords: Health Communication
Health Promotion
Campaigns Promoted by Brazilian Health Ministry
Mass Media
Publicity
Keywords in spanish: Comunicación en Salud
Promoción de la Salud
Campañas promovidas por el Ministerio de Salud brasileño
Medios de Comunicación de Masas
Publicidad
keywords: Comunicação em Saúde
Promoção da Saúde
Campanhas Promovidas Pelo Ministério da Saúde Brasileiro
Meios de Comunicação de Massa
Publicidade
Issue Date: 2016
Publisher: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto de Comunicação e Informação Cientifica e Tecnológica em Saúde.
Citation: VASCONCELOS, Wagner Robson Manso de; OLIVEIRA-COSTA, Mariella Silva de; MENDONÇA, Ana Valéria Machado. Promoção ou prevenção? Análise das estratégias de comunicação do Ministério da Saúde no Brasil de 2006 a 2013. RECIIS - RECIIS - Revista Eletrônica de Comunicação, Informação e Inovação em Saúde, Rio de Janeiro, v. 10, n. 2, p. 1-11, abr./jun. 2016.
Copyright: open access
Appears in Collections:ICICT - Artigos de Periódicos
BSB - Artigos de Periódicos
ICICT - RECIIS - Volume 10 - Número 2

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
6.pdf296.74 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.