Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/17076
Title: Inteligência avaliativa em rede: construindo consenso em Avaliação de Tecnologias em Saúde
Authors: Vanni, Tazio
Stein, Airton Tetelbom
Souza, Kathiaja Miranda
Freitas, Marina Gonçalves de
Patterson, Isadora
Assis, Eduardo Coura
Motta, Marcia Luz da
Leão, Luciana
Oliveira, Rodrigo Costa
Elias, Flávia Tavares Silva
Affilliation: Ministério da Saúde, Departamento de Ciência e Tecnologia. Brasília, DF, Brasil.
Grupo Hospitalar Conceição, Coordenador do Núcleo de Avaliação de Tecnologia em Saúde. Rio Grande do Sul, RS, Brasil.
Ministério da Saúde, Departamento de Ciência e Tecnologia. Brasília, DF, Brasil.
Ministério da Saúde, Departamento de Ciência e Tecnologia. Brasília, DF, Brasil.
Ministério da Saúde, Departamento de Ciência e Tecnologia. Brasília, DF, Brasil.
Ministério da Saúde, Departamento de Ciência e Tecnologia. Brasília, DF, Brasil.
Ministério da Saúde, Departamento de Ciência e Tecnologia. Brasília, DF, Brasil.
Ministério da Saúde, Departamento de Ciência e Tecnologia. Brasília, DF, Brasil.
Ministério da Saúde, Departamento de Ciência e Tecnologia. Brasília, DF, Brasil.
Fundação Oswaldo Cruz, Programa de evidências em políticas e tecnologias de saúde. Brasília, DF, Brasil.
Abstract: A Avaliação de Tecnologias em Saúde (ATS) é um campo multidisciplinar de estudo, que busca analisar as implicações clínicas, sociais, éticas e econômicas do desenvolvimento, difusão e uso da tecnologia em saúde. O processo de definição de diretrizes metodológicas em ATS exige a construção de consenso entre um amplo conjunto de experts e tomadores de decisão na elaboração de um documento com robustez científica. No Brasil, a partir de 2008 com a criação da Rede Brasileira de Avaliação de Tecnologias em Saúde (REBRATS), a elaboração de diretrizes em ATS passou a ser realizada por meio de um processo colaborativo no âmbito da rede. Este processo tem contribuído não apenas para a padronização metodológica em ATS, mas também para a estruturação da inteligência avaliativa em rede no Brasil. Este artigo tem por objetivo discutir a estrutura e a dinâmica desta inteligência avaliativa, bem com sua evolução ao longo do tempo.
keywords: Saúde Pública
Tecnologia Biomédica
Avaliação da Tecnologia Biomédica
Inteligência
Guias como Assunto
Métodos
Normas
Issue Date: 2015
Publisher: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto de Comunicação e Informação Cientifica e Tecnológica em Saúde.
Copyright: open access
Appears in Collections:ICICT - RECIIS - Volume 9 - Número 4

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
6.pdf1.55 MBAdobe PDFView/Open



FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.