Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/17132
Full metadata record
DC FieldValue
dc.contributor.authorPereira, Lívia Maria Galdino
dc.contributor.authorRomão, Edlâny Pinho
dc.contributor.authorPantoja, Lydia Dayanne Maia
dc.contributor.authorPaixão, Germana Costa
dc.date.accessioned2017-01-27T16:31:07Z
dc.date.available2017-01-27T16:31:07Z
dc.date.issued2014
dc.identifier.urihttps://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/17132
dc.description.abstractO professor é mediador no processo ensino-aprendizagem e busca desenvolver competência e habilidades com novas metodologias. Entre elas, a literatura de cordel com sua linguagem alternativa e de forte apelo popular é utilizada para promover o ensino efetivo. Este artigo objetiva descrever o processo de construção e dramatização de cordéis como instrumento didático. Entre 2010 e 2012, os professores e monitores da disciplina de Microbiologia do Curso de Ciências Biológicas/UECE, desafiaram os alunos a trabalharem temáticas na forma de cordéis. Para isso, os estudantes foram divididos em grupos que sortearam temas variados a serem trabalhados. As produções foram elaboradas adequando conteúdos técnicos às rimas e métricas da linguagem popular, contribuindo para aproximar das expressões culturais populares a ciência de Pasteur. Conclui-se que o uso do cordel no ensino da microbiologia alia criatividade, baixo custo e tradição popular, podendo propiciar aprendizado lúdico e contextualizado, constituindo uma alternativa pedagógica viável e interessante para professores de ciências e de biologia.INFORMAÇÕES SOBRE O ARTIGOSubmetido: 06.mai.2013 | Aceito: 13.out .2014 | Publicado: 19.dez.2014Conflito de interesses: Não há.Fontes de financiamento: A pesquisa foi financiada pela Universidade Estadual do Ceará (UECE) com a disponibilidade de bolsas de monitoria para incentivo de atividades para o desenvolvimento da docência.Contribuição autoral: Lívia Maria Galdino Pereira (concepção, do planejamento do trabalho, do desenho do estudo, da análise e interpretação das evidências e da redação). Edlâny Pinho Romão (análise e interpretação das evidências e redação). Lydia Dayanne Maia Pantoja (planejamento do trabalho, da análise e interpretação das evidências, redação e revisão). Germana Costa Paixão (concepção, no planejamento do trabalho e na aprovação da versão final).
dc.language.isopor
dc.publisherFundação Oswaldo Cruz. Instituto de Comunicação e Informação Cientifica e Tecnológica em Saúde.
dc.rightsopen access
dc.subject.otherCordel
dc.subject.otherMicrobiologia
dc.subject.otherTécnicas de Ensino
dc.subject.otherEducação Superior
dc.subject.otherMetodologia de Ensino
dc.subject.otherMicrobiologia Ambiental
dc.subject.otherEstudo de Caso.
dc.titleO cordel no ensino de microbiologia: a cultura popular como ferramenta pedagógica no ensino superior
dc.typeArticle
dc.creator.affilliationUniversidade Estadual do Ceará, Fortaleza, Brasil.
dc.creator.affilliationUniversidade Estadual do Ceará, Fortaleza, Brasil.
dc.creator.affilliationUniversidade Federal do Ceará, Fortaleza, Brasil.
dc.creator.affilliationUniversidade Estadual do Ceará, Fortaleza, Brasil.
dc.identifier.eissn1981-6278 
Appears in Collections:ICICT - RECIIS - Volume 8 - Número 4

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
7.pdf430.5 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.