Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/17765
Title: Drogas, medicina e civilização na primeira república
Other Titles: Drugs, medicine and civilization in the first republic
Advisor: Lima, Nísia Trindade
Members of the board: Carneiro, Henrique Soares
Russo, Jane Araujo
Wegner, Robert
Almeida, Marta de
Edler, Flavio Coelho
Authors: Adiala, Julio Cesar
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Casa de Oswaldo Cruz. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Abstract: Este trabalho tem por objetivo analisar o processo de constituição do uso de drogas como um problema médico-científico no Brasil, no período compreendido entre os anos 1890 e 1930. Para tanto utilizou como fontes primárias as teses da Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro e os textos publicados nos periódicos Brazil Médico, Anais da Academia Nacional de Medicina, Arquivos Brasileiros de Psiquiatria, Neurologia e MedicinaLegal e Arquivos Brasileiros de Higiene Mental para estudar a temática das drogas como objeto pertinente para compreensão da realidade histórica da Primeira República. Procura demonstrar como o processo de patologização do uso de drogas foi obra de uma geração de intelectuais médicos que integrou o movimento de institucionalização de um campo científico psiquiátrico no país. Assim, identifica os principais atores que estiveram envolvidos nos debates científicos sobre o uso de droga e na definição de uma categoria diagnóstica atoxicomania que permitiu consolidar a hegemonia da representação patologizante das drogas no campo médico e, posteriormente, na sociedade em geral.
Abstract: This work aims to analyze the process of formation of drug use as a medical scientific problem in Brazil in the period between the years 1890 and 1930. For both used as primary sources the theses of the Faculty of Medicine of Rio de Janeiro and the texts published in medical journals Brazil Médico, Anais da Academia Nacional de Medicina, Arquivos Brasileiros de Psiquiatria, Neurologia e Medicina Legal e Arquivos Brasileiros de Higiene Mental to study the theme of drugs as an object relevant to understanding the historical reality of the First Republic. It seeks to demonstrate how the process of pathological drug use was the work of a generation of intellectuals, doctors who joined the movement to institutionalize a scientific psychiatric field in the country. Thus, identifies key actors who were involved in scientific debates about drug use and the definition of a diagnostic category - drug addiction - which consolidated the hegemony of representation pathologizing of drugs in the medical field and later in society at large.
Keywords: Street Drugs
History of Medicine
Civilization
Public Health
History
Keywords in spanish: Drogas Ilícitas
Historia de la Medicina
Civilización
Salud Pública
Historia
keywords: Brasil República
DeCS: Drogas Ilícitas
História da Medicina
Civilização
Saúde Pública
História
Issue Date: 2011
Citation: ADIALA, Julio Cesar. Drogas, medicina e civilização na primeira república. Tese (Doutorado em História das Ciências e da Saúde) - Casa de Oswaldo Cruz / Fiocruz, Rio de Janeiro, 2011. 184 f.
Date of defense: 2011
Place of defense: Rio de Janeiro
Department: Casa de Oswaldo Cruz
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz
Program: Programa de Pós-Graduação em História das Ciências e da Saúde
Copyright: open access
Appears in Collections:COC - PPGHCS - Teses de Doutorado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
117.pdf1.25 MBAdobe PDFView/Open



FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.